Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 09/12/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Mercado internacional de carne: este não é jogo para guri novo

Carne | 23 de Maio de 2013

Argentina caindo no mercado de carnes...

Foto: Divulgação/Assessoria

Com notícias publicadas bem recentemente na imprensa internacional, uso minha coluna desta semana: Argentina, fora do grupo dos Top 10 Exportadores de Carne do Mundo, e Rússia suspendem três frigoríficos brasileiros. Ambas publicadas agora, em 21 de maio.

No país vizinho, a notícia é o retrato da crise da pecuária argentina e motivo para grande indignação dos produtores. A Argentina ficou, em 2012, com a posição de 11° lugar entre os exportadores mundiais e no último lugar entre os do Mercosul. Para se ter uma ideia do tombo, em 2005 a Argentina estava entre os três maiores exportadores do mundo.

No último ano, a Argentina exportou 183 mil toneladas de carne bovina e foi superada por seus parceiros de Mercosul: Brasil (1,3 milhões de tonelada), Uruguai (350 mil toneladas) e Paraguai, que vendeu 210 mil toneladas. Num passado recente brincariam: empatando com o Paraguai vai ganhar de quem?

Apesar da nossa sensação de jogo ganho, as notícias não são tão boas por aqui, pois um de nossos principais clientes novamente nos dá um trancasso. Em função de contaminação de carne brasileira congelada com a bactéria Listeria, a Rússia suspendeu a importação de três frigoríficos brasileiros: Minerva, Marfrig e Seara Alimentos. Este cliente nos consumiu ″só″ 23% da carne exportada pelo Brasil em 2012, ou seja, muito mais que uma Argentina inteira.

Não trago estas notícias com tom alarmista e para assustar o nosso pecuarista, mas sim para retomar o meu assunto quase de sempre, isto é, que com a dimensão que o nosso país alcançou em produção de carne, as ações setoriais são muito mais importantes. Não produzimos mais carne para Bagé ou Porto Alegre comer, mas sim para o mundo (se ele quiser nos comprar e se soubermos nos defender). Na Argentina, o governo parece estar contra o produtor e tomou a decisão de desmontar com a pecuária de corte daquele país. No Brasil, a situação é bem melhor, mas muitas vezes nos acomodamos com a posição de liderança.

Este meu texto é só um lembrete que este mercado é muito dinâmico e que a vigilância e trabalho permanentes para acesso e manutenção de mercados nunca são demais. Qual é a ação do RS para ampliar o seu mercado de carne?

Publicado no Caderno Campo –  Jornal Folha do Sul em 23 05 13 (Bagé, RS)

 

Maisartigos

  • Anguistas e branguistas: é passada a hora do marmoreio

    Genética, Informação | 18 de Novembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    A essa altura do campeonato da carne de qualidade no Brasil, zero novidade falar em marmoreio. Mas, para os selecionadores, especialmente das raças Angus e Brangus, é o momento de olhar e agir com mais atenção para animais superiores genetica...
  • Aliança Braford faz R$ 8,3 mil para touros em Lavras do Sul

    Informação | 27 de Outubro de 2019
    Foto: Katega Vaz
    Dando continuidade aos remates oficializados pela Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), foi realizado no último sábado, dia 19 de outubro, no Sindicato Rural de Lavras do Sul (RS), mais uma edição do Remate Aliança Braford, promovido pelas Estâncias Cochilhas, Pontezuela, Três Marias e São Bento. ...
  • Touros: do Colonial ao Genômico

    Genética, Informação | 15 de Outubro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Redigo, hoje, influenciado pela atmosfera da temporada de primavera do Rio Grande do Sul, pois já foi dada alargada e ainda estou envolvido com acertos, fretes e documentos de alguns touros adquiridos para clientes no leilão da GAP Genética. R...
  • Genética Nacional: Panorama dos touros Angus e Brangus nas centrais de inseminação

    Genética, Informação, Mercado | 16 de Setembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Angus, Nelore e Brangus dominam o mercado de inseminação de bovinos de corte no Brasil. Exagero? Vamos aos números. Conforme a ASBIA, em 2018, as raças de corte venderam, no Brasil, aproximadamente, 9,6 milhões de doses. Da raça Angus, 4,9 milhões de doses foram vendidas; seguida por Nelore, com 3,3 milhões; e Br...
  • Touro Dupla Marca é a geladeira com selo A

    Genética, Informação | 15 de Agosto de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Redigir e discutir critérios de escolha de touros é tema que se repete, mas é matéria sem fim e que se renova a cada temporada de leilões de reprodutores e aquisição de sêmen. A necessidade se apresenta a cada ano, e os fatores que participam da decisão vão se tornando mais complexos com a incorporação cresce...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais