Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 21/02/2020

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Argentina em crise de identidade

Carne | 06 de Junho de 2013

Escuela de Jurados Angus

Foto: Divulgação/Assessoria

por Fernando Furtado Velloso

Escrevo esta coluna de Buenos Aires, pois estou participando da 27° Escuela de Jurados Angus, durante toda esta semana. Ao chegar aqui, me deparei com um setor pecuário em crise, crise de identidade. A primeira classe, com o Sr. Luis Maria Firpo, abordou a Importância da Pecuária de Corte na Argentina, e aqui já iniciamos recebendo informações da triste situação deste setor no país: redução do rebanho bovino para 48 milhões (eram mais de 55 milhões de cabeças há cinco anos atrás), abate anual de aproximadamente 10 milhões de animais, sendo 45% de fêmeas (indicando liquidação dos rebanhos de cria) e menos de 30% de novilhos (indicando desintensificação dos sistemas) e aumento de abate de animais leves (contribuindo para menor produção de carne).

No campo, a produtividade é baixa e alguns indicadores nos comprovam isso: taxa marcação de 60% (equivalente a % Desmame), somente 50% dos rebanhos com Estação de Monta definida, 15% dos rebanhos usando Inseminação Artificial e, por incrível que pareça, apenas 30% dos produtores realizando Diagnóstico de Gestação. Do lado do mercado da carne, a Cota Hilton de 58 mil toneladas não é atendida pelo país nos últimos quatro anos. São números arredondados, mas de uma fonte segura, pois o professor da classe é produtor e profissional experiente na atividade. Em 2012, a Argentina deixou o grupo dos 10 maiores exportadores mundiais de carne, perdendo para Brasil, Paraguai e Uruguai. Este tema já abordei em minha última coluna.

A crise de identidade que comento é porque esta situação gera um conflito aos produtores de carne e de genética no país.
  • Como um país que sempre foi referência em carne de qualidade perde espaço anualmente por questões internas?
  • Como um país que foi considerado um dos celeiros do mundo abandona esta posição?
  • Como os cabanheiros, sempre orgulhosos dos avanços em genética e de seus campeões, se deparam com a redução dos rebanhos e menor necessidade de reprodutores?
Estes são os dilemas e as contradições que estamos vivenciando neste treinamento. De um lado discutimos como produzir mais e melhor carne com as tecnologias de genética. De outro, o país reduz ano a ano a sua participação no mercado de carnes e a sua produção.
Se é que se pode tirar uma lição desta triste situação é o estrago que um governo ou uma política distorcida podem gerar em um setor tradicional, forte e consolidado de um país, a ganaderia Argentina. Se pretendemos um Rio Grande forte e diferenciado no mercado de carnes não será somente com ações dentro da porteira.

Publicado no Jornal Folha do Sul (Bagé, RS) em 06 de junho 2013
http://www.jornalfolhadosul.com.br/colunista/40/2013/06/06

Maisartigos

  • Negocio Direto: fazendo em vez de esperar

    Informação, Mercado | 14 de Fevereiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    A ação é melhor que a inércia. Quem sabe faz a hora, não espera acontecer. Se Maomé não vai à montanha, a montanha vai a Maomé, e por aí vai. O propósito deste meu texto é compartilhar algumas informações sobre o Grupo de Produtores...
  • EAD pode causar prejuízos na formação do médico veterinário

    Informação | 09 de Fevereiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por João Carlos Gonzales, presidente da Academia Rio-Grandense de Medicina Veterinária

    A recente autorização governamental para que instituições com curso de medicina veterinária utilizem 40% do tempo na forma de ensino a distância (EAD), isto é, por correspondência e/ou internet, despertou a atenção para pos...
  • SC: Verdi realiza bonificação dos primeiros animais Hereford e Braford

    Informação | 06 de Fevereiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Frigorífico catarinense e ABHB fizeram abate certificado pelo programa Carne Pampa Aconteceu no dia 4 de fevereiro o primeiro abate experimental certificado pelo Programa Carne Pampa, da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) do Frigorífico Verdi, localizado no município de Pouso Redondo (SC). Foram reu...
  • ABS NEO: Produtor comemora taxa de prenhez acima de 55% com o uso de embriões

    Informação | 06 de Fevereiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Resultado foi registrado na Fazenda Maranata, no norte do Tocantins O ABS NEO vem se tornando um produto cada vez mais popular entre os produtores. Após decidir investir na solução genética da ABS, um produtor do norte do Tocantins obteve resultados impressionantes já na primeira aplicação - com 204 embriões tra...
  • Angus Austrália: ganhos com a seleção para docilidade

    Informação | 30 de Janeiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Uma das características em que os pecuaristas dão alto nível de importância ao tomar decisões de seleção, se não a característica mais importante, é o temperamento. Esta importância foi destacada em uma pesquisa recente com mais de 1.200 produtores de carne bovina na Austrália, que constatou que o temperamen...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais