Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 17/06/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Bovinos: selecionar ou expor? Reflexões em mais uma FEICORTE

Genética | 21 de Junho de 2013
*por Fernando Furtado Velloso

Nesta semana está ocorrendo uma das exposições mais badaladas do Brasil, a FEICORTE, exposição totalmente indoor na cidade de São Paulo. Não há como questionar que fazer um grande evento de pecuária no coração financeiro do país é uma boa idéia. Aqui se reúnem os maiores empresários, os maiores frigoríficos e as mais diversas empresas do setor, etc. Mas, todo vez que participo deste evento me inquieta uma antiga preocupação e reflexão: expor animais é um bom método de selecioná-los?

São inegáveis as dificuldades de se conciliar métodos de seleção objetiva com a participação de animais em exposições. De um lado queremos identificar os melhores indivíduos em condições de igualdade de criação e na outra ponta oferecemos tratamento preferencial e super diferenciado aos eleitos para participarem das exposições. Se priorizarmos a avaliação dos animais nos seus grupos para identificarmos os superiores na fase pré e pós desmama não teremos animais competitivos em exposições. Se pré-selecionamos animais eleitos para as exposições podamos a possibilidades de avaliá-los nas suas condições reais de criação. E assim forma-se o impasse: selecionar ou expor?

O bom desempenho nas exposições confere aos criadores importante promoção, divulgação das suas fazendas e fortalecimento de suas marcas. O resíduo deste êxito atinge em muito até a valorização dos demais reprodutores vendidos nas fazendas ou em leilões. Desta forma, pode-se concluir que participar em exposições pode ser bem mais efetivo do que investimentos em marketing e publicidade. Pode ter sido assim até pouco tempo atrás, mas diversas informações devem nos fazer refletir: a bateria de touros das centrais de inseminação tem cada vez maior participação de touros selecionados por programas de avaliação genética (desempenho) e menos por campeões. Entre os touros importados por estas empresas a quase totalidade é de animais com dados como argumentos técnicos de venda. Os grandes programas de cruzamento do Brasil contribuíram com a venda de 3 milhões de doses de sêmen de Angus em 2012 e estes priorizam touros com dados técnicos e não premiados.

As exposições têm suas virtudes, mas temos o dever de repensá-las. O RS está bem representando na FEICORTE especialmente pelas associações de Angus e Hereford/Braford. Ambas estão dedicadas a valorizar os diferenciais de suas raças, em divulgar a contribuição desta genética nos programas de cruzamento e em demonstrar a qualidade da carne de seus produtos.  Com mais arrojo algumas iniciativas estão usando bem os espaços e rede de negócios das exposições com ações bem distintas das usuais. Destaco o exemplo da Fazenda Jacarezinho e Delta Gen que valorizam e promovem seus programas de avaliação genética e seleção objetiva . Neste ano a Jacarezinho fez uma linha do tempo dos 20 anos do touro Nelore Kulau, desde o processo correto na sua identificação como touro para precocidade, o método de comprovar esta característica em sua produção e a influência de sua genética em diversos touros atuais desta seleção. Para ilustrar, alguns filhos de Kulal estão sendo apresentados como concretização deste trabalho.

Provavelmente as exposições não sejam mais o melhor lugar para selecionarmos os melhores animais, mas provavelmente seguem sendo um grande espaço para valorizarmos nosso trabalho como selecionadores e produtores de carne de qualidade.   

Publicado no Jornal Folha do Sul, Caderno Campo (20 jun 2013)

Maisartigos

  • Pablo Bove Itzaina: “O show é caro para a Brangus aqui no Uruguai”

    Exposição, Informação | 16 de Junho de 2019
    Foto: El País
    Por Pablo Mestre/El Pais Rurales (15/06/19) 

    A los 31 años fue el jurado más joven de la Expo Nacional Brangus en Argentina que reunió a 450 reproductores de 70 cabañas. Aseguró que se enfrentó al mejor Brangus de la región y se mostró emocionado por la distinción de los criadores del vecino país. El director d...
  • O nome do terneiro gaúcho é R$ 6,50

    Informação | 14 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Na data que redijo este texto (23/05), está praticamente encerrada a temporada de outono das feiras de terneiros no Rio Grande do Sul. Restam ainda alguns leilões neste final de maio e início de junho, mas estamos quase no fim. Quando os a...
  • Brangus: ABB e Ufrgs assinam convênio de cooperação técnica

    Informação | 10 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Acordo prevê atividades de pesquisa na área de tecnologia de imagens e transferência de material genético e equipamentos Um convênio de Cooperação Técnica entre a Associação Brasileira de Brangus (ABB) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul foi assinado nesta segunda-feira, 10 de junho, em Porto Alegre ...
  • Santa Maria sediou a III Exposição Nacional de Rústicos Brangus

    Exposição, Informação | 07 de Junho de 2019
    Foto: Bezier Filmes
    A III Exposição Nacional de Rústicos Brangus, promovida pelo Núcleo Brangus Sul, ocorreu nos dias 15 a 17 de maio no Parque de Exposições da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e integrou a programação da 28ª edição da Encorte. O julgamento, realizado no dia 17, contou com a participação de dez criat...
  • MAPA: Avançam negociações para exportação de gado vivo para Laos

    Informação | 03 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Secretário adjunto de Comércio e Relações Internacionais do Mapa esteve no país na última semana em missão oficial
    O governo de Laos vai enviar cartas oficiais aprovando integralmente os requisitos propostos pelo Brasil para a exportação de animais vivos (bovinos para reprodução, engorda e abate) e carne de ave...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais