Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 16/02/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Deu na TV Assembleia (RS)

Informação | 19 de Julho de 2013
por Fernando Furtado Velloso

Nesta semana, me peguei assistindo a TV Assembleia. Cruzando por diversos canais percebi que o tema da transmissão deste canal era uma Audiência Pública sobre Sanidade Animal. Imagino que muito poucas pessoas assistam este canal (me incluo), mas apesar da programação não ser das mais divertidas, eu recomendo que os interessados na política de nosso setor acompanhem e busquem lá os programas relativos ao meio rural.

O tema da audiência que assisti referia-se ao orçamento e recursos disponíveis no RS para investimento em Sanidade Animal. Foi lá informado que, além da redução anual do orçamento para esta área, o valor efetivamente disponível e gasto nesta frente vêm também caindo continuamente. Para minha surpresa, relatou-se que, no primeiro semestre de 2013, o RS gastou em Sanidade Animal somente R$700 mil e havia orçado, para o ano, mais de R$10 milhões. Achei que havia erro, mas o número foi repetido e novamente fiquei abismado.

Sempre ouvi que os números não mentem. E é fato: o que pode ser feito em todo um Estado com R$700 mil em um semestre todo? Iremos com este investimento melhorar a sanidade animal e o acesso a mercados?
Se alguma conclusão eu chego, a este tempo dedicado na frente da televisão, é que existe bastante promoção de algumas ações e pouca realização. É que orçamento anunciado tem pouca relevância e pouco me interessam os números que, atualmente, a imprensa divulga de planos safras nacionais ou estaduais. De que adianta um grande número orçado e um nanico utilizado?

Com a facilidade da internet, temos, hoje, estes programas disponíveis na web. Quem perdeu pode assistir pelo Portal da TV da Assembleia. Pode parecer conversa de louco falar em R$700 mil para sanidade animal no RS, mas deu na TV Assembleia.

Publicado no Jornal Folha do Sul, Caderno Campo (18 julho 2013)

Maisartigos

  • Mitos e verdades do cruzamento (Por B. Lynn Gordon, Beef Magazine)

    Informação | 26 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Os Cruzamentos e a heterose resultante têm sido utilizados por gerações. Mas ainda restam discussões.

    Há sempre muita discussão e debate na pecuária de corte sobre o cruzamento. Dois pesquisadores da Universidade Estadual do Kansas se uniram para responder a algumas das perguntas mais comuns que os pecuaristas faz...
  • Idade da vaca e produtividade (Quando ela está velha demais?) - Derrel Peel (Oklahoma University, EUA)

    Informação | 16 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Outubro é tradicionalmente época de desmame dos bezerros e o descarte de vacas para a temporada de parição na primavera nos EUA. No momento de descarte de matrizes os criadores enfrentam decisões difíceis. O descarte ótimo no rebanho requer uma bola de cristal afiada que poderia ver o futuro.

    Se o regime de chuvas...
  • Carne gaúcha: uma trajetória de terra, campo e gente (Por Roberto Grecellé - SEBRAE)

    Informação | 14 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    O dia a dia da pecuária de corte brasileira tem sido em favor da qualidade da carne produzida. Nas fazendas e nas indústrias, seja pelo zelo, pelos investimentos ou pelo aperfeiçoamento nos processos produtivos, os atores desta cadeia se empenham em produzir a cada dia uma carne de qualidade superior. Sim, é possíve...
  • Pecuária de corte: uma opinião para o novo governo

    Informação | 13 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Júlio Barcellos, Prof. Titular, Fac. de Agronomia – NESPro/UFRGS

    Numa análise mais crítica, é preciso entender que desde que surgiu a palavra agronegócio em nosso vocabulário, é afirmado que em todas as suas dimensões só ocorrem “maravilhas”. O que é um profundo equívoco, quase viciado, de quem defe...
  • Comunicação como insumo fundamental para o agro

    Informação, Mercado | 11 de Janeiro de 2019
    Foto: AgroEffective
    Nestor Tipa Júnior
    Jornalista e pós graduado em Marketing no Agronegócio. Sócio-diretor da AgroEffective A agropecuária faz parte de um dos setores mais sensíveis à críticas e informações prejudiciais no Brasil. A opinião pública, por vezes, é severa nas cobranças aos produtores rurais e agroindústrias. Ba...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais