Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 17/06/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Carrego muitos setembros nos peçuelos da memória

Informação | 19 de Setembro de 2013

20 de Setembro

Foto: Divulgação/Assessoria

Por Fernando Furtado Velloso
Apesar de novo, carrego muitos setembros nos peçuelos da memória (como diz a música). Meu primeiro 20 de setembro oficial foi em 1985 e, na ocasião, desfilei no grupo da gurizada e dos petiços em Livramento (Movimento Nativo Upamoroti). Na época, esse assunto de gauchadas era bem coisa dita de “grosso”, especialmente para o pessoal da nossa capital. Mas com a naturalidade da criança e apoio da família eu cruzei a Andradas na contramão com orgulho e garbo de cavaleiro.

De lá pra cá (e se passaram mais de 25 anos), muito coisa mudou. A bombacha transita por todos os lados (até no brique da Redenção) e a pilcha tornou-se traje oficial no RS. Sejam dados muitos créditos ao Cavalo Crioulo e a ABCCC, que levaram a bota e a bombacha para todoo RS e, depois, para fora dele. De coisa de “bacudo” a bombacha virou quase moda para alguns mais urbanos, pelo menos na Expointer, Semana Farroupilha e Credenciadoras.

Transportando o assunto para a pecuária, sempre ouvi muitos críticos indicando que o gauchismo era uma das grandes causas de alguns atrasos no campo, alegando que o tradicionalismo era o responsável pelos baixos índices produtivos, pelas práticas inadequadas de manejo e no trato com os animais. Sempre lamentei muito em ouvir este tipo de distorção e também do tom pejorativo que muitos se referem ao “gauchinho”. Pois bem, ouvi e copio de um amigo que sempre repetia que “só há problema quando as bombachas saem das pernas e sobem para a cabeça”. Tradição e tecnologia, cultura e produtividade, pilchas e eficiência no campo podem viver em harmonia e já estão alinhadas em muitas propriedades de nosso Estado.

Aliar produção e carne de qualidade com história, cultura e valores do campo é um trunfo do RS. É um diferencial competitivo e será cada vez mais. Os que criticam gratuitamente as nossas tradições e formação cultural por certo não têm o DNA do campo. Encerro por aqui e me despeço. Já é passada a hora de imalar arreios pra quebrar mais um 20!

 

Maisartigos

  • Pablo Bove Itzaina: “O show é caro para a Brangus aqui no Uruguai”

    Exposição, Informação | 16 de Junho de 2019
    Foto: El País
    Por Pablo Mestre/El Pais Rurales (15/06/19) 

    A los 31 años fue el jurado más joven de la Expo Nacional Brangus en Argentina que reunió a 450 reproductores de 70 cabañas. Aseguró que se enfrentó al mejor Brangus de la región y se mostró emocionado por la distinción de los criadores del vecino país. El director d...
  • O nome do terneiro gaúcho é R$ 6,50

    Informação | 14 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Na data que redijo este texto (23/05), está praticamente encerrada a temporada de outono das feiras de terneiros no Rio Grande do Sul. Restam ainda alguns leilões neste final de maio e início de junho, mas estamos quase no fim. Quando os a...
  • Brangus: ABB e Ufrgs assinam convênio de cooperação técnica

    Informação | 10 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Acordo prevê atividades de pesquisa na área de tecnologia de imagens e transferência de material genético e equipamentos Um convênio de Cooperação Técnica entre a Associação Brasileira de Brangus (ABB) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul foi assinado nesta segunda-feira, 10 de junho, em Porto Alegre ...
  • Santa Maria sediou a III Exposição Nacional de Rústicos Brangus

    Exposição, Informação | 07 de Junho de 2019
    Foto: Bezier Filmes
    A III Exposição Nacional de Rústicos Brangus, promovida pelo Núcleo Brangus Sul, ocorreu nos dias 15 a 17 de maio no Parque de Exposições da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e integrou a programação da 28ª edição da Encorte. O julgamento, realizado no dia 17, contou com a participação de dez criat...
  • MAPA: Avançam negociações para exportação de gado vivo para Laos

    Informação | 03 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Secretário adjunto de Comércio e Relações Internacionais do Mapa esteve no país na última semana em missão oficial
    O governo de Laos vai enviar cartas oficiais aprovando integralmente os requisitos propostos pelo Brasil para a exportação de animais vivos (bovinos para reprodução, engorda e abate) e carne de ave...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais