Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 17/06/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

A hora dos sintéticos, mais atenção nas suas escolhas

Genética | 01 de Novembro de 2013
Por Fernando Furtado Velloso

Esta temporada 2013 de reprodutores está se consolidando como de grande valorização para os touros sintéticos, leia-se Brangus e Braford.
Recentemente, discuti com amigos e colegas as possíveis causas desse fenômeno e chegamos em algumas possibilidades, como:
  • a crescente britanização de nossos rodeios de cria (com alta influência de genética Angus e Hereford);
  • a natural escolha dos sintéticos para realizar cruzamentos nessa base de gado (buscando alguma heterose e manutenção de % de zebuíno);
  • a preocupação e necessidade de maior adaptabilidade do gado a regiões mais desafiadoras em clima e infestação de ecto-parasitas (busca por rusticidade);
  • o competente trabalho promocional realizado por essas raças (grife-se Braford);
Parece-me que os motivos são justos e técnicos, porém deixo o alerta que a escolha e acerto na aquisição de um touro sintético são mais difíceis que no caso de um touro europeu puro (Angus ou Hereford). Na raça pura, as características produtivas estão bem “fixadas” e mesmo reprodutores de qualidade média contribuem com essas características nos rodeios usados (ex: fertilidade, precocidade sexual, precocidade de terminação, padronização da produção, etc.). Porém, contudo e entretanto a situação é bem distinta em touros sintéticos. Esses animais e raças são resultados de programas de cruzamento e o que vemos é parte qualidade genética e parte heterose. O belo visual de um touro sintético pode ser consequência em boa parte por heterose (vigor do cruzamento) e heterose não se transmite para seus produtos. Dito e compreendido isso, é importante reforçar o alerta para muita atenção e critério na escolha de touros sintéticos. Buscar touros registrados, Dupla Marca, de origem de uma boa seleção, com correção estrutural, etc., são regras básicas na compra de um touro. No caso dos sintéticos tudo isso segue valendo e ainda temos que nos preocupar em priorizar animais com gerações avançadas e bom temperamento. Não tenho dúvidas que touros Brangus e Braford são úteis e necessários para nossa pecuária, porém para o acerto no uso dessa genética o cuidado deve ser redobrado.

Maisartigos

  • Pablo Bove Itzaina: “O show é caro para a Brangus aqui no Uruguai”

    Exposição, Informação | 16 de Junho de 2019
    Foto: El País
    Por Pablo Mestre/El Pais Rurales (15/06/19) 

    A los 31 años fue el jurado más joven de la Expo Nacional Brangus en Argentina que reunió a 450 reproductores de 70 cabañas. Aseguró que se enfrentó al mejor Brangus de la región y se mostró emocionado por la distinción de los criadores del vecino país. El director d...
  • O nome do terneiro gaúcho é R$ 6,50

    Informação | 14 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Na data que redijo este texto (23/05), está praticamente encerrada a temporada de outono das feiras de terneiros no Rio Grande do Sul. Restam ainda alguns leilões neste final de maio e início de junho, mas estamos quase no fim. Quando os a...
  • Brangus: ABB e Ufrgs assinam convênio de cooperação técnica

    Informação | 10 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Acordo prevê atividades de pesquisa na área de tecnologia de imagens e transferência de material genético e equipamentos Um convênio de Cooperação Técnica entre a Associação Brasileira de Brangus (ABB) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul foi assinado nesta segunda-feira, 10 de junho, em Porto Alegre ...
  • Santa Maria sediou a III Exposição Nacional de Rústicos Brangus

    Exposição, Informação | 07 de Junho de 2019
    Foto: Bezier Filmes
    A III Exposição Nacional de Rústicos Brangus, promovida pelo Núcleo Brangus Sul, ocorreu nos dias 15 a 17 de maio no Parque de Exposições da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e integrou a programação da 28ª edição da Encorte. O julgamento, realizado no dia 17, contou com a participação de dez criat...
  • MAPA: Avançam negociações para exportação de gado vivo para Laos

    Informação | 03 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Secretário adjunto de Comércio e Relações Internacionais do Mapa esteve no país na última semana em missão oficial
    O governo de Laos vai enviar cartas oficiais aprovando integralmente os requisitos propostos pelo Brasil para a exportação de animais vivos (bovinos para reprodução, engorda e abate) e carne de ave...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais