Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 20/11/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

IATF - Eficiência no gado de cria (Marcelo Valente Selistre, ABS Pecplan)

Reprodução | 06 de Dezembro de 2013

Fertility plus

Foto: Divulgação/Assessoria

Por Marcelo Valente Selistre (ABS Pecplan) 

O agronegócio tem cada vez mais importância na economia brasileira. E cada vez mais, aumenta o desafio dos produtores, pois os custos de produção sobem e assim precisamos ser mais eficientes na produção. O Brasil, com área disponível, clima favorável e vocação para o campo, tem um enorme potencial para suprir grande parte da necessidade de alimentos no futuro. Mas tem que aumentar a produção de forma sustentável, com responsabilidade ecológica, social e financeira.

A pecuária de corte por sua vez tem um grande futuro, pois o boi é um dos poucos animais que não compete com o homem, transforma pasto em proteína nobre e saudável. Cabe a nós aumentar a produção de carne em quantidade e qualidade.

Com a intensificação da pecuária, é possível terminar um animal jovem, precoce, com velocidade de ganho de peso, alto rendimento e qualidade de carcaça, porém a reposição deste boi passa a ser o gargalo deste sistema, então produzir este novilho passa a ser a melhor alternativa, porque garante qualidade genética, procedência e desenvolvimento adequado.

Neste momento, a cria ganha muita importância, pois com o conhecimento, informação e tecnologias disponíveis, é possível ter alta produtividade, com desfrute e rentabilidade competitivos com outras atividades. O avanço da agricultura é mais um fator positivo à pecuária, pois ajuda na renovação de pastagens e há uma sobra de sub-produtos que podem ser utilizados na suplementação animal, há que se aproveitar o máximo dos benfícios da integração lavoura-pecuária.

A dificuldade de aumentar o desfrute na cria ocorre pelo alto estoque de animais adultos e baixa capacidade de alívio de carga, associado, na maioria dos casos, com falta de planejamento da atividade, estação de monta longa, grande intervalo entre partos, época de nascimento inadequada e manter vacas vazias no rebanho.

O que mais impacta positivamente a rentabilidade da cria é ter uma estação de monta curta, na época ideal, com uma boa taxa de prenhez, descartar as vacas vazias e usar o cruzamento industrial.

A IATF é a ferramenta que possibilita todas estas ações, de maneira programada, pois é uma tecnologia que permite:

• Ter mais vacas prenhes no início da estação, com a possibilidade de inseminá-las no pós-parto recente, a partir de 30 dias, reduzindo o intervalo entre partos.
• Parição “do cedo”, onde as vacas têm maiores chances de repetição de cria. Os terneiros nascidos na melhor época de pasto da propriedade, tem melhor desenvolvimento e reduzem a idade de abate e reprodução
• Inseminar em grande escala. Existem diversas fazendas que não possuem touros, projetos com 100% de inseminação.
• Melhoramento genético, através do uso de touros provados, bem como maior pressão de seleção das fêmeas de reposição, pela melhora dos índices reprodutivos.
• Cruzamento industrial, o uso de genética taurina em vacas zebuínas só é possível através da inseminação. Com a heterose o desempenho em ganho de peso é de 15 a 20% maior, maior velocidade de produção, o produto tem valor agregado e de alta demanda de mercado.

Enfim, a IATF é uma tecnologia que melhora a eficiência de produção e permite cumprir o planejamento da cria.

No gado de corte do Brasil, a maioria das doses de sêmen são utilizadas via IATF, em torno de 65%, com a tendência de crescimento ano a ano. Um dos gargalos da inseminação é a mão-de-obra, com a IATF, qualquer produtor pode inseminar suas vacas com a terceirização de serviço.
Com a importância da IATF, a ABS Pecplan formou o Grupo IATF, com veterinários de norte a sul do país, abrangendo 15 estados e mais de 300 mil informações de inseminações com touros ABS. Com toda a confiança desta base de dados, conseguimos identificar touros com fertilidade superior à média na IATF, foi criado o SELO IATF, para o cliente saber quais são os touros com esta característica. Fertilidade do sêmen é de interesse total da ABS, pois garante a satisfação do cliente e a continuidade no mercado ano a ano.
Hoje vivemos uma nova fase da pecuária, com a necessidade de agregar valor ao produto, ter maior precocidade do ciclo todo (reprodução e abate) e o máximo desempenho por área. Existem tecnologias para aumentar a eficiência de produção, a intensificação é o único caminho para o crescimento e viabilidade da atividade pecuária.

Fertility plus

A fertilidade do sêmen é um fator muito importante na decisão de compra, tem forte impacto nos resultados da inseminação e consequentemente da produtividade da cria.
Fertility Plus é o sêmen heterospérmico, ou seja, o ejaculado de 3 diferentes touros na mesma dose inseminante com o objetivo de melhorar a fertilidade.
O Fertility Plus emprenha mais? Não, o Fertility Plus dá maior segurança de resultados de prenhez.
Esta segurança de resultado em prenhez, ocorre pela diminuição da variabilidade da qualidade de sêmen entre touros e partidas e o maior tempo de viabilidade do espermatozoide dentro da vaca, por conta da complementariedade do plasma seminal e taxas de capacitação espermática.
O índice de concepção depende de vários fatores, quando encontramos uma condição ideal, o Fertility Plus não tem diferença de resultado, porém quando o desafio aumenta, aparecem os benefícios desta tecnologia.

Assim, nossa indicação do uso do Fertility Plus:

• IATF em gado de corte
• Inseminação de vacas leiteiras no verão
• Primíparas
• Vacas com baixa condição corporal
• Lotes grandes, acima de 200 vacas
A análise dos resultados gerados pelo grupo IATF, comparando a média de prenhez do Fertility Plus com o sêmen convencional, da raça Angus, o Fertility Plus teve 3% a mais de prenhez, conforme o gráfico:

O Fertility Plus é uma tecnologia exclusiva da ABS, segurança no melhor resultado em fertilidade na inseminação.


Maisartigos

  • Anguistas e branguistas: é passada a hora do marmoreio

    Genética, Informação | 18 de Novembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    A essa altura do campeonato da carne de qualidade no Brasil, zero novidade falar em marmoreio. Mas, para os selecionadores, especialmente das raças Angus e Brangus, é o momento de olhar e agir com mais atenção para animais superiores genetica...
  • Aliança Braford faz R$ 8,3 mil para touros em Lavras do Sul

    Informação | 27 de Outubro de 2019
    Foto: Katega Vaz
    Dando continuidade aos remates oficializados pela Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), foi realizado no último sábado, dia 19 de outubro, no Sindicato Rural de Lavras do Sul (RS), mais uma edição do Remate Aliança Braford, promovido pelas Estâncias Cochilhas, Pontezuela, Três Marias e São Bento. ...
  • Touros: do Colonial ao Genômico

    Genética, Informação | 15 de Outubro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Redigo, hoje, influenciado pela atmosfera da temporada de primavera do Rio Grande do Sul, pois já foi dada alargada e ainda estou envolvido com acertos, fretes e documentos de alguns touros adquiridos para clientes no leilão da GAP Genética. R...
  • Genética Nacional: Panorama dos touros Angus e Brangus nas centrais de inseminação

    Genética, Informação, Mercado | 16 de Setembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Angus, Nelore e Brangus dominam o mercado de inseminação de bovinos de corte no Brasil. Exagero? Vamos aos números. Conforme a ASBIA, em 2018, as raças de corte venderam, no Brasil, aproximadamente, 9,6 milhões de doses. Da raça Angus, 4,9 milhões de doses foram vendidas; seguida por Nelore, com 3,3 milhões; e Br...
  • Touro Dupla Marca é a geladeira com selo A

    Genética, Informação | 15 de Agosto de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Redigir e discutir critérios de escolha de touros é tema que se repete, mas é matéria sem fim e que se renova a cada temporada de leilões de reprodutores e aquisição de sêmen. A necessidade se apresenta a cada ano, e os fatores que participam da decisão vão se tornando mais complexos com a incorporação cresce...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais