Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 16/02/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

2014: Pintando bonito pra nossa pecuária

Mercado | 19 de Dezembro de 2013

Folha do Sul_Caderno O Campo

Foto: Divulgação/Assessoria

Nessa época de final de ano é sempre usual falar sobre as expectativas para o ano que chega, cenários, análises, perspectivas, etc.

Pois bem, de diversas fontes ouve-se a mesma expectativa: que 2014 será um ano muito positivo para a pecuária brasileira. Creio que faz muito sentido, pois os argumentos são lógicos e bem  fundamentados. A mais recente palestra que assisti sobre tendências de mercado do boi e carne foi do analista Fabiano Tito Rosa (Minerva Foods) no BeefSummit Brasil (dia 11 passado em Ribeirão Preto). Ele traz as seguintes informações que fortalecem o nosso negócio para 2014:

LONGO PRAZO
- Necessidade de aumento de 70% a produção de alimentos até 2050 (deveremos chegar aos 9,6 bilhões de habitantes);
- Para as carnes a previsão é de aumento de 85% também nos próximos 35 anos;
- O alimento (e a carne) deverão vir da América do Sul, pois esta é a região onde há ainda existe área e água;
- Neste cenário o Brasil tem tido grande destaque, pois comparativamente a média do mundo teve crescimento muito superior em rebanho, abates, produção de carne e exportação. O mercado de carnes cresceu muito nos últimos 15 anos, porém o Brasil cresceu muito mais que seus concorrentes. Este comportamento deve continuar também para os anos futuros;

CURTO PRAZO
- Devemos seguir com oferta elevada de gado em nível nacional e com abates recordes, porém a sustentação de preços (e bom preços) se dará pela forte e crescente demanda;
- Algumas importantes plantas frigoríficas foram reabertas em 2013 e deverão dar mais força ao movimento de alta; - Ainda exportamos pouco de nossa produção (aprox. 12%), mas com esta “pequena” parcelas nos posicionamos entre o 1° e 2° lugares na exportação de carne do mundo. Para 2014, a previsão é de redução de produção de nossos principais concorrentes exportadores: EUA (menos 6%) e Austrália (menos 2%). Na ponta do consumo existem boas perspectivas de aumento da participação dos compradores Hong Kong, China, Indonésia e até Estados Unidos;
- O dólar deverá seguir em forte tendência de alta, podendo chegar ao final de 2014 em R$2,65. Esta situação fortalecerá muito as nossas exportações de carne;
- No mercado interno da caren bovina espera-se cenário razoável-bom e no mercado externo prevê-se situação muito boa
- A conjuntura de curto prazo leva a uma previsão de pecuária favorável, alta na preço do boi e desfavorável para a agricultura.

Muito bem. Curto e longo prazos estão à favor do mercado do boi e da pecuária. Regionalmente já estamos sentindo este fato e o boi no RS vem ganhando valor a cada semana. O cenário nos dá confiança para fazermos mais investimentos em tecnologia nas propriedades e ganhos em produtividade virão de aumento de natalidade, aumento de desfrute, aumento do peso das carcaças e melhorias em carga animal (lotação). Mãos a obra, pois o vento está ao nosso favor!

Publicado no Jornal Folha do Sul, Caderno O Campo (19 Dez 2013)

Maisartigos

  • Mitos e verdades do cruzamento (Por B. Lynn Gordon, Beef Magazine)

    Informação | 26 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Os Cruzamentos e a heterose resultante têm sido utilizados por gerações. Mas ainda restam discussões.

    Há sempre muita discussão e debate na pecuária de corte sobre o cruzamento. Dois pesquisadores da Universidade Estadual do Kansas se uniram para responder a algumas das perguntas mais comuns que os pecuaristas faz...
  • Idade da vaca e produtividade (Quando ela está velha demais?) - Derrel Peel (Oklahoma University, EUA)

    Informação | 16 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Outubro é tradicionalmente época de desmame dos bezerros e o descarte de vacas para a temporada de parição na primavera nos EUA. No momento de descarte de matrizes os criadores enfrentam decisões difíceis. O descarte ótimo no rebanho requer uma bola de cristal afiada que poderia ver o futuro.

    Se o regime de chuvas...
  • Carne gaúcha: uma trajetória de terra, campo e gente (Por Roberto Grecellé - SEBRAE)

    Informação | 14 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    O dia a dia da pecuária de corte brasileira tem sido em favor da qualidade da carne produzida. Nas fazendas e nas indústrias, seja pelo zelo, pelos investimentos ou pelo aperfeiçoamento nos processos produtivos, os atores desta cadeia se empenham em produzir a cada dia uma carne de qualidade superior. Sim, é possíve...
  • Pecuária de corte: uma opinião para o novo governo

    Informação | 13 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Júlio Barcellos, Prof. Titular, Fac. de Agronomia – NESPro/UFRGS

    Numa análise mais crítica, é preciso entender que desde que surgiu a palavra agronegócio em nosso vocabulário, é afirmado que em todas as suas dimensões só ocorrem “maravilhas”. O que é um profundo equívoco, quase viciado, de quem defe...
  • Comunicação como insumo fundamental para o agro

    Informação, Mercado | 11 de Janeiro de 2019
    Foto: AgroEffective
    Nestor Tipa Júnior
    Jornalista e pós graduado em Marketing no Agronegócio. Sócio-diretor da AgroEffective A agropecuária faz parte de um dos setores mais sensíveis à críticas e informações prejudiciais no Brasil. A opinião pública, por vezes, é severa nas cobranças aos produtores rurais e agroindústrias. Ba...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais