Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 25/10/2020

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Produza mais e melhores terneiros

Geral | 28 de Julho de 2014
Por José Fernando Piva Lobato (UFRGS) 

Os fóruns De Onde Virão os Terneiros?, organizados pelo Sistema Farsul, com colaboração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, deve-se ao fato de o Estado ter apenas 56 terneiros desmamados por cada cem vacas, conforme a Secretaria de Agricultura. São 46 vacas sem cumprir a sua missão, ou, mais realístico às possibilidades e estágio de reprodução e do meio, ao menos 24 vacas sem desmamar, ao almejar 80% de desmame, índice necessário para essa categoria contribuir para alcançarmos 28% de desfrute.

Que setor sobrevive tendo 24% de ineficiência? Esse pode não quebrar, mas não crescerá, deixando de produzir mais e melhor. Ao não fornecer mais novilhos às poucas indústrias da Metade Sul e inúmeros produtos a outros segmentos importantes da economia deixam de movimentar o comércio, não há desdobramento nos serviços e demais segmentos. No entanto, temos uma pecuária de extremos. Se tirarmos dessa taxa de desmame os produtores de ponta, com prenhez de novilhas aos 24-26 meses de idade, alguns poucos com prenhez aos 13-15 meses de idade, com índices de desmame superiores a 80%, a média seria ainda menor.

A maior dificuldade é melhorar índices reprodutivos. A recria e a engorda de novilhos ditos precoces têm crescido, com abates desde os 15-18 meses aos 24-30 meses, que vêm abastecendo a demanda crescente por carne certificada angus e braford. As maiores facilidades do engorde, o giro e o retorno mais rápido do capital com novilhos jovens tornam mais atrativa a terminação. Ao contrário: poucos têm paciência de criar com qualidade.

Isso significa recriar novilhas para prenhar aos dois anos, esperar pelos 9,5 meses de gestação, mais cinco a sete meses para o desmame. São quase 18 meses para desmamar um terneiro por vaca. Isso se manejá-la em pastagens naturais com 2,5 mil/3 mil quilos de matéria seca por hectare, desmamando no início de março para poupá-la e, na sequência dos anos, enquanto cria um terneiro, já ter condições de iniciar a gestação de outro. Mas também sendo adaptada ao caloroso subtrópico com manejo sanitário e atitudes administrativas previstas e executadas todo dia. O pecuarista precisa ser um maestro para com sua batuta reger inúmeras variáveis.

Incutir o manejo quase diário das forrageiras para terminar com a fome dos rodeios é objetivo maior dos Fóruns. Difundir conhecimentos gerados por instituições de ensino e pesquisa nos últimos anos e associá-los aos produtores modelos é fator fundamental para mudar a relação de 56 terneiros por cada cem vacas.

Há mercado para mais e melhores terneiros. Temos frigoríficos com subabate, mercado nacional com consumo de 87% da produção e exportação de 1,5 milhão de toneladas equivalente carcaça em 2013. Temos mercado para embarque de animais vivos com qualidade. Urge a necessidade de colocar novilhas em serviço com melhor padrão zootécnico, para serem melhores vacas.

Com 28 terneiras para cem vacas, não há nem pressão de seleção em novilhas.

Publicado em Zero Hora, Caderno Campo & Lavoura, 28/7/2014

Maisartigos

  • Pecuária do Sul: vamos azebuar tudo !!!

    Genética, Informação | 15 de Outubro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha (É o paradoxo estendido na areia, do Pampa) Nesta busca mensal de temas atuais para este espaço na Revista AG, venho sempre trocando ideias com a editora da Revista AG, Thaise Teixeira. Trocamos mensagens sobre as pautas principais da ediç...
  • Angus Recalada: tecnologia, genética e touros para a pecuária moderna

    Informação | 05 de Outubro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Saudações.

    Nesta mesma época em 2019, trouxemos neste catálogo um pouco dos fundamentos técnicos considerados pelo programa de seleção da Cabanha Recalada para: Crescimento e Carcaça. Reprodução e Maternal, e Adaptação e Função. Os quesitos indicados para realizarmos seleção efetiva nestas áreas seguem v...
  • Montana vende touros por R$ 12,5 mil no leilão De Olho Na Fazenda

    Informação | 05 de Outubro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Semana de leilões teve destaque para novilhas super precoces, com lance médio de R$ 7,3 mil

    O Programa Montana comercializou 45 touros e 17 novilhas durante o programa De Olho na Fazenda, realizado entre 14 e 17 de setembro. O lance médio para os machos chegou a R$ 12.500,00, enquanto para as fêmeas foi de R$ 7.300,00...
  • Lote 6 - Recalada 139 Combate

    Informação | 01 de Outubro de 2020
    Destaque - Angus Recalada 2020
    07/10 - Pelotas - Lance Rural

    Lote 6 - Recalada 139 Combate
     (SAV Resource x SAV Bismark)
    Homozigoto Preto 
    Dupla Marca
    Touro Jovem Promebo 2019 (TJ) 
    Suporte Técnico:
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha Velloso      - 051 9 9835 8100
    José Pedro - 051 9 8244 2631

    Consulte cat...
  • Leilão Charolês 50 anos faz R$ 13,2 mil nos touros

    Informação | 29 de Setembro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Realizado neste sábado (26/09) o Leilão Charolês 50 Anos alcançou muito bons resultados em sua edição virtual. Os touros foram comercializados por R$ 13,2 mil e as terneiras por R$ 5,8 mil. Também foram ofertados 40 embriões com valor médio de R$ 2,3 mil.
    Entre os destaques da venda estão: Jotabe Otto 6071 ...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais