Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 03/07/2020

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Churrasco gaúcho: segurança regional

Carne | 26 de Dezembro de 2014

Prof. Júio Barcellos

Foto: Divulgação/Assessoria

Prof. Júlio Barcellos *
A segurança alimentar é o principal desafio do futuro, pois terra e água são cada vez mais escassos para a produção de alimentos. Essas preocupações parecem irrelevantes, afinal estamos entre os principais exportadores de alimentos. Entretanto, já vivemos períodos de escassez onde filas eram formadas para comprar leite, pão e carne bovina. O alimento típico do gaúcho, a carne de gado, objeto deste texto, há 50 anos, produzia manchetes como “Carne só volta aos açougues em 1965”. Às vésperas de 2015, talvez o leitor não entenda a lógica deste artigo.


Vale explicar que nos últimos meses o tema da escassez de carne reapareceu. Perguntam-nos se temos gado e produzimos carne suficiente para abastecer os gaúchos, especialmente porque aumentou o preço do churrasco. Criar barreiras para não “deixar” nosso gado ser “exportado” para outras regiões, tem surgido como solução. Talvez, agora o leitor entenda: estamos discutindo a segurança alimentar regional – o churrasco. O que está acontecendo é apenas o desequilíbrio conjuntural entre a oferta e a procura e os seus reflexos no preço da carne. Nossa produção é a pasto e nos meses de junho e julho, por causa do inverno, os abates sofrem redução, provocando um aumento do preço do boi e no preço pago pelo consumidor. À medida que o clima vai melhorando a oferta também se ajusta. Além disso, o RS possui um rebanho para carne estimado em 12 milhões de cabeças, e 93% da produção é consumida aqui. Ainda sobram 7% que é vendida a Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Portanto, a circunstancial falta de carne não está relacionada ao tamanho do rebanho bovino ou com a baixa produtividade da pecuária e, menos ainda, com as exportações de gado em pé.

A produtividade da pecuária vem aumentando e o número de animais para o abate cresce no Estado, portanto, de forma alguma preocupa o abastecimento e a soberania do suprimento de carne. De outra parte, existem práticas do varejo que podem, a qualquer momento, oferecer cortes de carne bovina oriunda das regiões norte, centro-oeste do Brasil e até mesmo do Uruguai. Isto é uma decisão estratégica do setor e não está relacionada com a escassez da carne gaúcha. Atualmente, os pecuaristas têm o seu gado disputado por vários frigoríficos e o merecido reconhecimento pelos esforços feitos na qualificação da produção. Isso tem assegurado ao consumidor uma carne saudável e saborosa em qualquer ponto de venda. Agora, a fila é outra, em busca da excelência, diferente daquela do passado, da escassez. Assim, as ameaças à soberania do churrasco gaúcho não passam de informações desatualizadas e assimétricas na cadeia produtiva da carne bovina.

*Coord. do Núcleo de Estudos em Sistemas de Produção de Bovinos de Corte e Cadeia Produtiva (Nespro/ UFRGS) JOSÉ FERNANDO PIVA LOBATO* Professor do Dep. de Zootecnia da Faculdade de Agronomia da UFRGS

Artigo publicado no Caderno Campo & Lavoura (23/12/2014) 

Maisartigos

  • Seleção genômica em Hereford e Braford

    Genética, Informação | 01 de Julho de 2020
    Foto: Associação Brasileira de Hereford e Braford
    Por Marcos Jun-Iti Yokoo Até pouco tempo, nos programas de avaliação genética e seleção de bovinos de corte, a seleção assistida por marcadores moleculares utilizando-se de poucos marcadores do tipo microssatélites, salvo algumas exceções, não foi muito eficiente, uma vez que, geralmente, as características...
  • Tecnologia à frente: Inseminação Artificial avança no primeiro trimestre

    Informação, Mercado | 18 de Junho de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha A ASBIA (Associação Brasileira de Inseminação Artificial), entidade que participo da atual gestão, divulgou publicamente, no início de maio, o relatório INDEX ASBIA 1º Trimestre/2020. Os dados são recebidos de todas centrais afiliadas ...
  • RS - Rumo a um novo status sanitário

    Informação | 04 de Junho de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Livre de Aftosa sem Vacinação
    Por Júlio Barcellos; Tamara E. de Oliveira; Anna I. C. Pereira Suñé


    O contexto: O Estado do Rio Grande do Sul, por meio de seu serviço veterinário oficial e a ação dos pecuaristas, durante os meses de março e abril, realizou a sua última campanha de vacinação previamente à apresen...
  • COVID: o empurrão que faltava aos leilões virtuais e certificados

    Informação, Leilões, Mercado | 15 de Maio de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha As vantagens dos leilões virtuais em relações aos leilões presenciais são inúmeras: não necessidade de transporte do gado para um recinto, venda com o peso da fazenda (sem quebras de transporte e manejo), menor stress para os animais (be...
  • Hereford e Braford: Prova de Avaliação a Campo auxilia na seleção de criadores

    Informação | 26 de Abril de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Realizada anualmente pela Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), em parceria com a Embrapa Pecuária Sul, de Bagé (RS), a Prova de Avaliação a Campo (PAC) vem trazendo resultados promissores para os criadores das duas raças. Com a finalidade de identificar animais superiores em termos de genética para...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais