Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 16/02/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Tenho dito: muitas respostas estão no Sumário!

Informação | 21 de Setembro de 2015

Por Fernando Furtado Velloso
Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha


Estamos ingressando na safra de “Sumários de Touros” e dos leilões de reprodutores taurinos, especialmente no RS, a chamada Temporada de Primavera. Para mim (e para nossa empresa) esta é uma época muito atribulada e ao mesmo tempo muito entusiasmante, pois o assunto “touros” desde a sua seleção (genética) até a venda (leilões) é o nosso chão. E que “baita chão”, como dizem na fronteira oeste do RS.

Neste artigo vamos avaliar algumas informações do recém-lançado SUMÁRIO DE TOUROS ANGUS – PROMEBO 2015/2016. Faz exatos dois anos que escrevi neste espaço o artigo intitulado “Creia irmão: a resposta está no sumário” (Set/2013). Hoje, ao revisar este assunto com informações novas vejo que a afirmativa não foi exagerada e que encontraremos muitas respostas nas linhas e colunas deste novo sumário de touros.

A edição 2015/2016 do Sumário de Touros Angus Promebo traz informações de mais de 540 touros pais com progênie avaliada no Brasil, contemplando touros importados e nacionais. Entre os importados a predominância é de genética dos Estados Unidos, Argentina e Canadá. Temos então a informação de que touros pais produziram os melhores filhos nas condições de produção do Brasil. Outra informação muito importante é a publicação dos “Touros Jovens S.A.” (Superiores para Acasalamento), onde são listados os melhores touros DECA 1, os animais com melhor desempenho e genética disponível no mercado neste ano. Fique atento nos nomes desta relação para aquisição de touros e sêmen.

“Contra fatos não há argumentos” diz o provérbio português e por aqui segue valendo. Vamos fazer uma análise rápida dos 10 touros melhores para Índice Final no Sumário Angus 2015/2016:

SUMÁRIO ANGUS – TOUROS ORDENADOS POR ÍNDICE FINAL

 

NOME DO TOURO

REGISTRO

ANO NASC

PEL

CAT

INDICE FINAL

DECA   Ind F

Origem

1

GAP N435

C219936

2004

V

PC

26,30

1

BR

2

SAV BRAND NAME 9115

IA-1235

2009

P

PO

24,82

1

EUA

3

SANTA JOANA 1023

C279582

2007

P

PC

23,74

1

BR

4

TRADICAO 1754

C328449

2010

P

PC

22,46

1

BR

5

TRADICAO 1110

C227038

2004

P

PC

21,82

1

BR

6

SANTA JOANA 5545

C260518

2006

P

PC

21,26

1

BR

7

SANTA JOANA 714

C192751

2001

P

PC

21,26

1

BR

8

GAR GRID MAKER

IA-729

1998

P

PO

21,24

1

EUA

9

LORENZEN FIELD DAY 7455

IA-1076

2007

V

PO

21,18

1

EUA

10

BARRAGEM TE16 WESTWIND LIDER TE198 (BRUTO)

O132409

2008

P

PO

21,00

1

BR

 Fonte: Sumário de Touros Angus – PROMEBO 2015/2016, adaptado pela Assessoria Agropecuária

 


Genética Nacional
Nos touros TOP 10 do sumário estão 7 nacionais, comprovando a importância de avaliar os produtos em nosso ambiente para identificar os melhores pais. A lógica de muito valorizar tecnologia (ex: marcadores), e informações (ex: sumários de outros países ou “consolidados”) importados nos leva a menor valorização dos touros nacionais. A liderança dos touros brasileiros no sumário nos indica que temos muito bom material para ser usado e bons rebanhos a serem observados. A adaptação ao ambiente é um tema muito importante e os pais nacionais estão correndo bem esta carreira.


Puros de Origem (PO) x Puros Controlados (PC)

Os touros PC costumam ser menos valorizados pelo mercado e até rejeitados por alguns produtores e regiões. O sumário novamente nos traz uma resposta importante, pois 06 dos 10 touros TOP são PC. No campo já sabemos da grande qualidade e do bom trabalho nos rebanhos PC, mas os dados da avaliação genética servem como prova dos nove, pois mostram objetivamente que os touros PC igualam e até superam o desempenho de muitos pais renomados, grandes campeões e importados.


Rebanhos

Os criadores nacionais que figuram nesta listagem (GAP, Santa Joana, Tradição e Barragem) tem grande identificação e convicção no uso da seleção objetiva, da avaliação genética e dos critérios objetivos para tomadas de decisão em seus plantéis.  Não é surpresa encontrá-los por aqui. Se ampliarmos a pesquisa para os TOP 20 ou TOP 30 neste sumário identificaremos outros plantéis conhecidos nossos pelo bom trabalho de seleção, tais como Cia Azul, Querência (afixo Inhanduí), S2, Quiri, etc. O pretexto de citá-los não é somente para parabenizá-los, mas para demonstrar através do sumário que aqueles que acreditam e praticam a seleção objetiva melhoram verdadeiramente os seus rebanhos e os reprodutores ofertados no mercado.


Idade e touros que “já foram sucesso”
 A idade media dos destes touros TOP 10 é de 10 anos: sinal vermelho! Alguns já não estão ativos (produzindo sêmen) ou talvez nem vivos mais. Produzimos os melhores touros em nosso sumário, mas demoramos muito para identificá-los: aí o “cavalo passou encilhado”, pois não estamos conseguindo aproveitar amplamente este recurso genético e nem alcançar os possíveis ganhos comerciais com esta informação.


Neste ano é a retomada do TESTE DE PROGÊNIE ANGUS - ALTA/PROGEN, trabalho técnico que havia sido interrompido em 2009. Esta iniciativa deve ser comemorada, pois será um grande reforço para identificarmos e avaliarmos touros jovens selecionados através do PROMEBO. Estamos muito orgulhosos de participar desta empreitada, pois a Assessoria Agropecuária foi convidada a assumir a Coordenação Técnica deste projeto. Vamos então para o alto e avante!



* Publicado na Revista AG, Coluna "Do Pasto ao Prato" (Setembro, 2015) 

Maisartigos

  • Mitos e verdades do cruzamento (Por B. Lynn Gordon, Beef Magazine)

    Informação | 26 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Os Cruzamentos e a heterose resultante têm sido utilizados por gerações. Mas ainda restam discussões.

    Há sempre muita discussão e debate na pecuária de corte sobre o cruzamento. Dois pesquisadores da Universidade Estadual do Kansas se uniram para responder a algumas das perguntas mais comuns que os pecuaristas faz...
  • Idade da vaca e produtividade (Quando ela está velha demais?) - Derrel Peel (Oklahoma University, EUA)

    Informação | 16 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Outubro é tradicionalmente época de desmame dos bezerros e o descarte de vacas para a temporada de parição na primavera nos EUA. No momento de descarte de matrizes os criadores enfrentam decisões difíceis. O descarte ótimo no rebanho requer uma bola de cristal afiada que poderia ver o futuro.

    Se o regime de chuvas...
  • Carne gaúcha: uma trajetória de terra, campo e gente (Por Roberto Grecellé - SEBRAE)

    Informação | 14 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    O dia a dia da pecuária de corte brasileira tem sido em favor da qualidade da carne produzida. Nas fazendas e nas indústrias, seja pelo zelo, pelos investimentos ou pelo aperfeiçoamento nos processos produtivos, os atores desta cadeia se empenham em produzir a cada dia uma carne de qualidade superior. Sim, é possíve...
  • Pecuária de corte: uma opinião para o novo governo

    Informação | 13 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Júlio Barcellos, Prof. Titular, Fac. de Agronomia – NESPro/UFRGS

    Numa análise mais crítica, é preciso entender que desde que surgiu a palavra agronegócio em nosso vocabulário, é afirmado que em todas as suas dimensões só ocorrem “maravilhas”. O que é um profundo equívoco, quase viciado, de quem defe...
  • Comunicação como insumo fundamental para o agro

    Informação, Mercado | 11 de Janeiro de 2019
    Foto: AgroEffective
    Nestor Tipa Júnior
    Jornalista e pós graduado em Marketing no Agronegócio. Sócio-diretor da AgroEffective A agropecuária faz parte de um dos setores mais sensíveis à críticas e informações prejudiciais no Brasil. A opinião pública, por vezes, é severa nas cobranças aos produtores rurais e agroindústrias. Ba...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais