Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 08/07/2020

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Montana e UNESP Botucatu firmam parceria

Informação | 10 de Dezembro de 2015

Montana e UNESP Botucatu firmam parceria

Foto: Divulgação/Assessoria

Acordo visa pesquisas de cruzamento entre Montana x Nelore com foco na qualidade de carne

O Programa Montana firmou parceria com a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da UNESP, campus de Botucatu, SP, para fornecer reprodutores para o rebanho comercial da universidade. O objetivo é fazer pesquisas com os produtos do cruzamento industrial entre Montana x Nelore, focando, essencialmente, na qualidade da carne.

“É uma excelente oportunidade para mostrar a força da genética do Composto Montana e sua contribuição para a melhoria da qualidade da carne, além de outros atributos, como fertilidade, precocidade e ganho de peso”, comenta Gabriela Giacomini, gerente de operações do Programa Montana.

A FMVZ-UNESP Botucatu é integrante do Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ), da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e possui um rebanho de matrizes Nelore avaliadas e também um rebanho comercial.

"Com o crescente interesse no uso de genética taurina em matrizes zebuínas para obtenção de heterose e melhoria de qualidade de carne, acreditamos que haja necessidade de maiores estudos com as diferentes opções de raças taurinas e compostos disponíveis no mercado. Pretendemos conduzir pesquisas envolvendo matrizes F1 Nelore-Montana bem como avaliação da qualidade da carne de animais com genética Montana terminados em pastagens e confinamento. O fato de que os touros Montana podem ser utilizados em monta natural foi bastante importante para a escolha do composto", destacam os professores Otávio Rodrigues Machado Neto e Cyntia Ludovico Martins, da UNESP Botucatu.

O Programa Montana trabalha há mais de 20 anos na seleção e produção de touros compostos com foco na alta produtividade. O programa avalia os rebanhos de 12 criatórios distribuídos nos Estados do Pará, Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e também no Norte do Uruguai. Os 30% melhores animais de casa safra são marcados Certificado Especial de Identificação e Produção (CEIP), outorgado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

Fonte: Portal DBO 

 

Maisartigos

  • Seleção genômica em Hereford e Braford

    Genética, Informação | 01 de Julho de 2020
    Foto: Associação Brasileira de Hereford e Braford
    Por Marcos Jun-Iti Yokoo Até pouco tempo, nos programas de avaliação genética e seleção de bovinos de corte, a seleção assistida por marcadores moleculares utilizando-se de poucos marcadores do tipo microssatélites, salvo algumas exceções, não foi muito eficiente, uma vez que, geralmente, as características...
  • Comercialização Virtual de Terneiros no Período da Pandemia do Covid-19: Análise Preliminar

    Informação | 29 de Junho de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    O NESPro conduziu um projeto, por quatro meses, com a finalidade de avaliar o comportamento dos agentes do mercado de terneiros de corte no RS. Esse projeto foi desenvolvido em resposta a uma conjuntura atípica, a pandemia pelo Covid-19, a qual estabeleceu um distanciamento social, que proibiu a concentração de pessoa...
  • Tecnologia à frente: Inseminação Artificial avança no primeiro trimestre

    Informação, Mercado | 18 de Junho de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha A ASBIA (Associação Brasileira de Inseminação Artificial), entidade que participo da atual gestão, divulgou publicamente, no início de maio, o relatório INDEX ASBIA 1º Trimestre/2020. Os dados são recebidos de todas centrais afiliadas ...
  • RS - Rumo a um novo status sanitário

    Informação | 04 de Junho de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Livre de Aftosa sem Vacinação
    Por Júlio Barcellos; Tamara E. de Oliveira; Anna I. C. Pereira Suñé


    O contexto: O Estado do Rio Grande do Sul, por meio de seu serviço veterinário oficial e a ação dos pecuaristas, durante os meses de março e abril, realizou a sua última campanha de vacinação previamente à apresen...
  • COVID: o empurrão que faltava aos leilões virtuais e certificados

    Informação, Leilões, Mercado | 15 de Maio de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha As vantagens dos leilões virtuais em relações aos leilões presenciais são inúmeras: não necessidade de transporte do gado para um recinto, venda com o peso da fazenda (sem quebras de transporte e manejo), menor stress para os animais (be...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais