Últimosartigos

Montana e UNESP Botucatu firmam parceria

Informação | 10 de Dezembro de 2015

Acordo visa pesquisas de cruzamento entre Montana x Nelore com foco na qualidade de carne

O Programa Montana firmou parceria com a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da UNESP, campus de Botucatu, SP, para fornecer reprodutores para o rebanho comercial da universidade. O objetivo é fazer pesquisas com os produtos do cruzamento industrial entre Montana x Nelore, focando, essencialmente, na qualidade da carne.

“É uma excelente oportunidade para mostrar a força da genética do Composto Montana e sua contribuição para a melhoria da qualidade da carne, além de outros atributos, como fertilidade, precocidade e ganho de peso”, comenta Gabriela Giacomini, gerente de operações do Programa Montana.

A FMVZ-UNESP Botucatu é integrante do Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ), da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e possui um rebanho de matrizes Nelore avaliadas e também um rebanho comercial.

"Com o crescente interesse no uso de genética taurina em matrizes zebuínas para obtenção de heterose e melhoria de qualidade de carne, acreditamos que haja necessidade de maiores estudos com as diferentes opções de raças taurinas e compostos disponíveis no mercado. Pretendemos conduzir pesquisas envolvendo matrizes F1 Nelore-Montana bem como avaliação da qualidade da carne de animais com genética Montana terminados em pastagens e confinamento. O fato de que os touros Montana podem ser utilizados em monta natural foi bastante importante para a escolha do composto", destacam os professores Otávio Rodrigues Machado Neto e Cyntia Ludovico Martins, da UNESP Botucatu.

O Programa Montana trabalha há mais de 20 anos na seleção e produção de touros compostos com foco na alta produtividade. O programa avalia os rebanhos de 12 criatórios distribuídos nos Estados do Pará, Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e também no Norte do Uruguai. Os 30% melhores animais de casa safra são marcados Certificado Especial de Identificação e Produção (CEIP), outorgado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

Fonte: Portal DBO 

 

Montana e UNESP Botucatu firmam parceria

Foto: Divulgação/Assessoria