Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 09/12/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

IFert™: ferramenta para medir o potencial reprodutivo (CRV Lagoa)

Informação | 11 de Dezembro de 2015
Mensurar com precisão o potencial de fertilidade de reprodutores de corte em programas de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) tornou-se possível com o novo recurso que a CRV Lagoa desenvolveu para seus clientes: o IFert™, um índice determinado por meio de avaliação estatística a partir de uma ampla base de dados, que inclui 95.200 IATFs, contemplando mais de 270 reprodutores.

De acordo com André Dal Maso, gerente técnico de Serviços da CRV Lagoa, o IFert™ é gerado por meio de um filtro, onde fatores ligados aos lotes são isolados, a fim de avaliar apenas o “fator touro” dentro do resultado da IATF. “Todos os reprodutores pertencentes à base de dados são comparados entre si, formando-se uma conectabilidade com critérios estatísticos robustos, capazes de ajustar o potencial de fertilidade de todos os reprodutores dentro de uma única base de dados, seguindo um princípio de contemporaneidade”, explica.

Dessa forma, o índice IFert™ mostra a fertilidade ajustada do reprodutor dentro da base de dados avaliada e, através dele, é possível predizer a diferença esperada na taxa de concepção entre reprodutores, dentro de programas de IATF (considerando fêmeas com mesmo potencial reprodutivo). “Por exemplo, se um reprodutor A possui IFert™ 59 e um reprodutor B tem IFert™ 54, espera-se uma média de concepção 5 pontos percentuais maior para o touro A, quando utilizado em matrizes com mesma capacidade reprodutiva”, salienta Dal Maso.

Eficácia – Quem já utiliza o IFert™ atesta os benefícios gerados, como é o caso do médico veterinário Marcelo Prado, da Fazenda Real, de Palmas (TO). Ele considera o índice uma ferramenta estratégica e eficiente para avaliar o potencial de fertilidade dos touros. “Anteriormente, utilizávamos um sistema próprio para a avaliação. Agora, o IFert™ facilitou e deu respaldo ao processo”, elogia.

Os médicos veterinários Danilo Pincinato e Lucas Peres, diretores da Clivar Consultoria, de Paraíso do Tocantins (TO), endossam a eficácia da ferramenta ao se comparar a fertilidade dos touros. Segundo Pincinato, tornou-se mais fácil escolher o melhor touro para utilização em programas de IATF, com maior probabilidade de se obter taxas de prenhez aceitáveis. Ao mesmo tempo, ele ressalta a credibilidade gerada pelo IFert™ no trabalho de seleção. “É um serviço que nos dá confiança na atualização dos touros e no índice de prenhez obtido”, complementa.

Professor titular do Departamento de Reprodução Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP, Pietro Baruselli avalia que o IFert™ aumenta a probabilidade de êxito dos programas de inseminação artificial. “Cada touro tem uma característica particular da fertilidade. Um dos pontos mais importantes para o sucesso de um programa de inseminação artifi cial é a seleção do sêmen de reprodutores que efetivamente são férteis e possam dar maior garantia de prenhez. Nesse contexto, o IFert™ identifi ca os indivíduos mais férteis”, aponta.

Exemplos – É possível constatar os diferenciais do IFert™ por meio de parâmetros obtidos em três lotes avaliados durante a estação de monta 2014/2015. No primeiro, totalmente sincronizado com o mesmo protocolo, foram incluídas 120 matrizes Nelore multíparas com escore corporal 3,0 e touros disponíveis no mercado, avaliados neste ano pelo IFert™. Foi possível verifi car que existem diferenças signifi cativas nos resultados de concepção dos touros dentro de um mesmo lote. Animais com maior IFert™ apresentam resultados superiores à média do lote, ao passo que touros com índice IFert™ muito baixo prejudicaram o resultado geral.

A influência no resultado financeiro do produtor ao se trabalhar com touros de potencial de fertilidade desconhecida pode ser medida considerando-se algumas premissas: uma fazenda com 1.000 matrizes; potencial de ganho genético a desmama de + 20 kg para bezerros nascidos da IATF; valor de mercado de R$ 6,50/kg de bezerro(a) desmamado(a); e um custo de R$ 45,00 por vaca inseminada (sêmen + protocolo + mão de obra).

O impacto direto no custo da prenhez, quando se compara o resultado do touro superior à média do lote, é de uma redução de 24% no custo e um incremento de R$ 21.840,00 no faturamento, no momento da venda dos bezerros, considerando apenas o ganho adicional de peso dos animais nascidos de IATF. Quando o resultado não é favorável, por se utilizar touros com fertilidade inferior ou desconhecidos, o impacto negativo no custo direto da prenhez de IATF atinge valores próximos aos 51%, além da queda de faturamento no momento da comercialização da produção.

O mesmo vale para lotes com baixo potencial de fertilidade, como pode ser visto no segundo caso: um lote com 120 matrizes Nelore, multíparas e de escore corporal 2,0, e touros disponíveis no mercado, avaliados no IFert™ 2015.

Em um cenário onde o grande desafi o era o escore corporal das matrizes, é possível notar que touros com índice IFert™ superior podem apresentar melhores resultados de concepção. Porém, fica nítida a importância do lote no resultado fi nal do programa de IATF. Quando o cenário é mais favorável, como o observado no Lote 3, com animais bem manejados e com escore corporal superior, esperase uma melhoria nos índices de IATF. Neste caso, o lote, totalmente sincronizado com o mesmo protocolo, contou com 150 matrizes Nelore multíparas, com escore corporal 3,0 e touros disponíveis no mercado, avaliados no IFert™ 2015.

Dal Maso finaliza indicando como a principal vantagem em se utilizar o IFert™ como ferramenta na escolha dos reprodutores a diminuição do uso de touros com baixo potencial de fertilidade em programas de IATF. “Técnicos e clientes da CRV Lagoa podem esperar um incremento nas taxas de concepção quando utilizarem touros com IFert™ alto, o que proporciona mais segurança para os programas de IATF”, conclui.

Fonte: Revista CRV Lagoa (Dez/2015) 

Maisartigos

  • Anguistas e branguistas: é passada a hora do marmoreio

    Genética, Informação | 18 de Novembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    A essa altura do campeonato da carne de qualidade no Brasil, zero novidade falar em marmoreio. Mas, para os selecionadores, especialmente das raças Angus e Brangus, é o momento de olhar e agir com mais atenção para animais superiores genetica...
  • Aliança Braford faz R$ 8,3 mil para touros em Lavras do Sul

    Informação | 27 de Outubro de 2019
    Foto: Katega Vaz
    Dando continuidade aos remates oficializados pela Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), foi realizado no último sábado, dia 19 de outubro, no Sindicato Rural de Lavras do Sul (RS), mais uma edição do Remate Aliança Braford, promovido pelas Estâncias Cochilhas, Pontezuela, Três Marias e São Bento. ...
  • Touros: do Colonial ao Genômico

    Genética, Informação | 15 de Outubro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Redigo, hoje, influenciado pela atmosfera da temporada de primavera do Rio Grande do Sul, pois já foi dada alargada e ainda estou envolvido com acertos, fretes e documentos de alguns touros adquiridos para clientes no leilão da GAP Genética. R...
  • Genética Nacional: Panorama dos touros Angus e Brangus nas centrais de inseminação

    Genética, Informação, Mercado | 16 de Setembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Angus, Nelore e Brangus dominam o mercado de inseminação de bovinos de corte no Brasil. Exagero? Vamos aos números. Conforme a ASBIA, em 2018, as raças de corte venderam, no Brasil, aproximadamente, 9,6 milhões de doses. Da raça Angus, 4,9 milhões de doses foram vendidas; seguida por Nelore, com 3,3 milhões; e Br...
  • Touro Dupla Marca é a geladeira com selo A

    Genética, Informação | 15 de Agosto de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Redigir e discutir critérios de escolha de touros é tema que se repete, mas é matéria sem fim e que se renova a cada temporada de leilões de reprodutores e aquisição de sêmen. A necessidade se apresenta a cada ano, e os fatores que participam da decisão vão se tornando mais complexos com a incorporação cresce...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais