Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 14/11/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Hereford, a todo vapor

Informação | 06 de Janeiro de 2016
Raça Hereford vive cenário oportuno. Eficiência da produtividade é atestada pela Embrapa e Programa Carne Pampa® tem bonificado os produtores em até 10%

A exigência do mercado por carcaças de melhor qualidade, no tocante à terminação, peso e qualidade da carne, tem sido um cenário oportuno para a Raça Hereford, de acordo com Ricardo do Amaral Furtado, Médico Veterinário e Coordenador Técnico da Raça Hereford, na Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB). Ele considera o cenário positivo, pois conforme definiu, “a Raça Hereford, se caracteriza por produzir animais pesados, precoces e com uma qualidade de carne desejada pelos mercados mais exigentes”.

O Coordenador apontou que os produtores de Hereford são apaixonados pela raça e estão fazendo uma boa condução do trabalho, que é pautado em animais superiores na qualidade da carne. Ele afirmou que nas últimas décadas o progresso tem sido mais acelerado, principalmente por contar com uma avaliação genética acompanhada por inspetores técnicos da ABHB, que recebem um grande apoio e capacitação do Conselho Técnico da Associação na busca da uniformização de conceitos e de caracterização de um biótipo ideal a ser buscado. “Outro fator que contribui muito para o aprimoramento da raça são ferramentas como Transferência de Embriões e Fertilização in Vitro, que foram adotadas mais intensamente na última década”, acrescentou.

Furtado destacou que o ‘Programa Carne Pampa®’ está a todo vapor no Rio Grande do Sul. Conforme informou, em 2014, foram certificados aproximadamente 50 mil animais, dos 140 mil animais padrão HB (Hereford e Braford) apresentados nas cinco plantas frigoríficas habilitadas pela ABHB para realizar a certificação. “Os mais de quatro mil produtores fornecedores tem recebido, em média, 4% a mais que os preços médios, praticados no estado, para novilhos, e 6% para fêmeas certificadas no programa. Mas as bonificações atingem até 10% nas plantas credenciadas do Marfrig, Frigorifico Silva e Producarne”, revelou.

 

O abate dessas raças é realizado, segundo Furtado, com animais jovens, até meio sangue zebuino, com no máximo quatro dentes de idade (cerca de 36 meses), machos castrados e fêmeas, com no mínimo 3 mm de gordura subcutânea, e peso mínimo de carcaça de 160 kg, mas chegando a se obter carcaças de 240 kg e dente de leite (ate 18 meses).


Por fim, citou que trabalhos de pesquisas realizados pela Embrapa Pecuária Sul, atestam a eficiência superior do Hereford, tanto a pasto como em confinamento.  Mencionou “O Projeto Bifi Quali, trabalho de pesquisa denominado ‘Desempenho do Nascimento ao Sobreano de Bovinos com diferentes composições genéticas criados no Sul do Brasil’. O estudo foi  coordenado pelo pesquisador, Dr. Fernando Flores Cardoso, e divulgou importantes resultados que confirmam o excepcional desempenho de touros Hereford em cruzamentos com gado Nelore, quanto a peso de carcaça e idade de abate.


Furtado explicou que a pesquisa avaliou 356 bezerros de vacas Hereford, Angus, Caracu e Nelore, acasaladas com touros Angus, Hereford, Nelore e Caracu. “Os animais nasceram entre 2006 e 2008 e foram criados na Embrapa Pecuária Sul (Bagé/RS), em pastagem nativa até a desmama. Da desmama ao sobreano (18 meses) os machos foram mantidos em pastagem nativa melhorada com Azevém e as fêmeas permaneceram na mesma condição pré-desmama. A raça Hereford, na pesquisa, apresentou características terminais superiores com maior ganho pós-desmama e peso aos 18 meses. No gráfico 1, o cruzamento NEHH (vaca Nelore x touro Hereford) apresenta, quase 15 kg a mais de peso de carcaça quente que os demais cruzamentos. A comprovação da eficiência também pode ser vista no gráfico 2, demonstrando que o cruzamento com Hereford apresenta menor tempo de terminação (quase 30 dias antes que os demais avaliados)”, compartilhou.


Grafico 1


Gráfico 2


Furtado mencionou ainda que outra importante conclusão do projeto foi o menor consumo do Hereford para produzir um kilo de carne. Para ele, uma das características determinantes desse desempenho é a docilidade transmitida nos seus cruzamentos, o que proporciona um manejo com mais segurança e menos stress para o animal.


Para estar na vanguarda da produção de carne com qualidade, a ABHB, de acordo com Furtado, realiza diversas ações fomento, difusão e transmissão de conhecimento aos criadores comerciais das raças Hereford e Braford. O intuito é orientá-los, entre outros aspectos, “quanto às condições de manejo e sanidade dos animais, ao sistema alimentar que os animais são submetidos, a realização dos cruzamentos a fim de se obter o grau de sangue Hereford e/ou Braford necessários ao enquadramento no padrão racial do Programa e a procedência genética dos animais, etc”, discorreu.


O profissional

O Médico Veterinário, Ricardo do Amaral Furtado, formado pela Urcamp, em 1996, desde jovem acompanhou as atividades pecuárias da família que sempre se dedicou a produção de animais da Raça Hereford. Após concluir o ensino superior, deu início à sua vida profissional na Indústria Frigorifica, na área de Inspeção Sanitária e Tipificação de Carcaças.


No ano de 2000, retornou ao campo com o objetivo de trabalhar na seleção e melhoramento da Raça Hereford e criar o primeiro Leilão de animais elite da Reculuta Agropastoril. Em 2008, Furtado presidiu o Núcleo de Criadores Regionais do Pampa Gaúcho. Ao final deste período, passou ao cargo de Vice-Presidente da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB). Entre 2012 e 2015, esteve à frente do Conselho Deliberativo Técnico da ABHB. Atualmente continua suas atividades na Reculuta Agropastoril e na Coordenadoria Técnica da Raça Hereford na ABHB.


Furtado conta que o convívio com os pais e a paixão de sua família pela criação de animais Hereford, que possui mais de um século e hoje é conduzido pela quarta geração da família, foi o que mais o influenciou em suas escolhas profissionais.


De acordo com Furtado, sua contribuição para o setor produtivo se dá através da busca pela excelência e do trabalho desenvolvido na ABHA, levando subsidio de informações para a produção a um número cada vez maior de produtores.


Fonte: BeefWorld / Autor: Ricardo do Amaral Furtado - Médico Veterinário e Coordenador Técnico da Raça Hereford na ABHB

 
 

Maisartigos

  • Aliança Braford faz R$ 8,3 mil para touros em Lavras do Sul

    Informação | 27 de Outubro de 2019
    Foto: Katega Vaz
    Dando continuidade aos remates oficializados pela Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), foi realizado no último sábado, dia 19 de outubro, no Sindicato Rural de Lavras do Sul (RS), mais uma edição do Remate Aliança Braford, promovido pelas Estâncias Cochilhas, Pontezuela, Três Marias e São Bento. ...
  • Touros: do Colonial ao Genômico

    Genética, Informação | 15 de Outubro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Redigo, hoje, influenciado pela atmosfera da temporada de primavera do Rio Grande do Sul, pois já foi dada alargada e ainda estou envolvido com acertos, fretes e documentos de alguns touros adquiridos para clientes no leilão da GAP Genética. R...
  • Genética Nacional: Panorama dos touros Angus e Brangus nas centrais de inseminação

    Genética, Informação, Mercado | 16 de Setembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Angus, Nelore e Brangus dominam o mercado de inseminação de bovinos de corte no Brasil. Exagero? Vamos aos números. Conforme a ASBIA, em 2018, as raças de corte venderam, no Brasil, aproximadamente, 9,6 milhões de doses. Da raça Angus, 4,9 milhões de doses foram vendidas; seguida por Nelore, com 3,3 milhões; e Br...
  • Touro Dupla Marca é a geladeira com selo A

    Genética, Informação | 15 de Agosto de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Redigir e discutir critérios de escolha de touros é tema que se repete, mas é matéria sem fim e que se renova a cada temporada de leilões de reprodutores e aquisição de sêmen. A necessidade se apresenta a cada ano, e os fatores que participam da decisão vão se tornando mais complexos com a incorporação cresce...
  • A internet, os acessos e a revista impressa

    Genética, Informação | 13 de Julho de 2019
    Foto: Assessoria de Imprensa ABS
    Acredito que todo aquele que escreve uma coluna, um artigo ou uma crônica tenha muita curiosidade de saber se é lido, se é lido por muitos, se o tempo dedicado em reunir palavras e ideias gerou interesse e teve utilidade para quem o lê. Não é busca por aprovação ou aplausos, mas o interesse
    real em saber a opiniã...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais