Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 16/06/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Conceitos Importantes para a Compreensão dos Sumários

Informação | 04 de Abril de 2016

Conceitos Importantes para a Compreensão dos Sumários

Foto: Divulgação/Assessoria

DEP - DIFERENÇA ESPERADA NA PROGÊNIE
Estimada com base nas informações do próprio individuo e/ou de seus parentes, indica a diferença esperada na produção média da progênie de um determinado animal em relação à produção média das progênies de todos os animais que participam da mesma avaliação.
A DEP é uma medida relativa, sempre. Por exemplo, havendo dois touros, o touro A com DEP + 35 kg para peso ao sobreano e o touro B com DEP +20 kg também para peso ao sobreano, espera-se que, em média, a progênie do touro A pese 15 kg a mais que a progênie do Touro B, se todos os outros fatores forem mantidos inalterados.
É relevante lembrar que a DEP é uma expectativa e, portanto, deve sempre vir acompanhada da AC - acurácia.

AC - ACURÁCIA
É uma medida do grau de confiança da estimativa da DEP. Quanto maior o número de informações utilizadas na avaliação genética de determinado animal, sejam dele ou de parentes, maior será a acurácia de suas DEPs. O valor da acurácia varia de 1 a 99%. É importante lembrar que é a DEP quem indica o uso ou não de determinado animal como reprodutor. A acurácia deve ser utilizada como uma medida de risco e irá determinar a intensidade de uso deste animal. Do ponto de vista prático, isso significa que animais de boas DEP's e baixa acurácia podem e devem ser utilizados, mas em um número relativamente pequeno de acasalamentos. Em geral, estes animais ainda têm um valor de mercado relativamente menor que aqueles de alto mérito genético e alta acurácia, o que compensa seu uso, mesmo com a margem de erro existente na sua avaliação.
A acurácia apresentada neste sumário segue a normatização da Beef Improvement Federation(BIF).

CARACTERÍSTICAS AVALIADAS E APRESENTADAS NESTE SUMÁRIO IMPRESSO NA FORMA DE DEPs

PM-EM: Peso à fase materna - efeito materno (kg): indica o potencial genético do animal em gerar filhas com habilidade materna superior (ou inferior), expressa em kg de bezerros. Esta característica é avaliada na fase dos 120 dias de idade do animal.
PD-ED: Peso a desmama - efeito direto (kg): indica potencial do reprodutor para gerar filhos com desempenho superior (ou inferior) em relação à média dos filhos dos outros touros no período da desmama (210 dias de idade dos filhos).
PS-ED: Peso ao sobreano - efeito direto (kg): indica potencial do reprodutor para gerar filhos com desempenho superior (ou inferior) em relação à média dos filhos dos outros touros no período do sobreano (450 dias de idade dos filhos).
TMD: Total materno do peso a desmama: indica a habilidade total das filhas do touro para produzir bezerros mais (ou menos) pesados a desmama. O Total Materno é o resultado da soma da ½ DEP direta + toda a DEP materna da característica.
GPD: Ganho em peso pós desmama (g/dia): indica potencial do reprodutor para gerar filhos com desempenho superior (ou inferior) em relação à média dos filhos dos outros touros para ganho em peso da desmama ao sobreano.
IPP: Idade ao primeiro parto (dias): indica potencial do reprodutor para gerar filhas cujo primeiro parto seja mais (ou menos) precoce em relação à média das filhas dos outros touros.
Neste caso, quanto mais negativa for a DEP melhor, ou seja, menor será a idade ao primeiro parto de suas filhas.
PES: perímetro escrotal ao sobreano (cm): indica o potencial do reprodutor para gerar filhos com maior (ou menor) perímetro escrotal aos 450 dias de idade (Figura 5).
E: Estrutura corporal: indica o potencial do animal para gerar filhos com maior (ou menor) estrutura corporal. A estrutura corporal é avaliada como a área (abrangência visual) do animal observado de lado, olhando-se basicamente para o comprimento corporal e a profundidade de costelas. São atribuídas notas que variam de 1 (menor estrutura corporal) a 6 (maior estrutura corporal) (Figuras 1 e 4).
P: Precocidade: indica o potencial do animal para gerar filhos mais (ou menos) precoces. A precocidade é avaliada como a relação entre a profundidade de costela e altura dos membros. São atribuídas notas que variam de 1 (menos precoce) a 6 (mais precoce). Animais com maior profundidade de costelas em relação a altura de seus membros recebem as maiores notas (Figuras 2 e 4).
M: Musculosidade: indica o potencial do animal para gerar filhos com maior (ou menor) cobertura muscular. A musculosidade é avaliada através da evidência de massas musculares. São atribuídas notas que variam de 1 (menor musculosidade) a 6 (maior musculosidade) (Figuras 3 e 4).


 
Figura 1. Apresentação esquemática das proporções avaliadas para a característica estrutura corporal (E).
 
 
 
Figura 2. Apresentação esquemática das proporções avaliadas para a característica precocidade (P)
 
 
 
Figura 3. Apresentação esquemática das proporções avaliadas para a característica musculosidade (M).
 
 
 
Figura 4. Apresentação esquemática das proporções avaliadas para todas as características morfológicas: E = estrutura corporal, P = precocidade e M = musculosidade.
 
 
 
Figura 5. Apresentação esquemática da medida para a característica perímetro escrotal ao sobreano (PES).


DEMAIS ÍNDICES E SIGLAS UTILIZADOS NO SUMÁRIO:

 

iABCZ - ÍNDICE ABCZ

É o índice de seleção que contempla características de importância econômica, sugerido como critério de seleção dos animais dentro do PMGZ - Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos.

O iABCZ considera e pondera as seguintes DEP's:

iABCZ = 10% PM-EM + 15% PD-ED + 20% TMD + 15% GPD + 15% PS-ED + 15% IPP + 10% PES,

Em que,

PM-EM = peso à fase materna - efeito materno (120 dias); PD-ED = peso a desmama; TMD = total materno do peso a desmama; GPD = ganho de peso pós desmama; PS-ED = peso ao sobreano; IPP = idade ao primeiro parto, e PES = perímetro escrotal ao sobreano.

 

PERCENTIL (TOP%)

Indica a posição (classe) do animal para determinada DEP e para o iABCZ, em relação ao total de animais avaliados. Sendo assim se um animal tem percentil igual a 2% para DEP PS-ED, significa que, para a DEP de peso ao sobreano, ele está entre os 2% melhores animais para esta característica. O percentil varia de 0,1 a 100%, ou seja, quanto menor, melhor classificado está o animal.

 

APRESENTAÇÃO DO SUMÁRIO

 

Constam touros com idade máxima de 25 anos e que tenham pelo menos 1 filho com pesagem válida no PMGZ/CDP nos últimos 10 anos. Este sumário é apresentado ordenado pelo iABCZ dos animais e por ordem alfabética (nome). Além disso, foram identificados e ordenados os melhores indivíduos (até 100) para cada característica que compõe o iABCZ e que não obtiveram qualquer DEP negativa (exceto para Idade ao Primeiro Parto). Estão identificados por um *(asterisco) os touros com sêmen disponível nas centrais de inseminação artificial.

 

CRITÉRIO PARA INCLUSÃO DOS ANIMAIS NO SUMÁRIO IMPRESSO

 

RAÇA NELORE

1. Classificação TOP para o iABCZ até 5%;

2. Acurácia mínima de 40% para a DEP Peso a desmama - efeito direto (PD-ED);

3. Acurácia mínima de 40% para a DEP Peso ao sobreano - efeito direto (PS-ED);

4. No mínimo 5 filhos com peso válido a desmama;

5. Para os melhores em cada característica do iABCZ: acurácia mínima de 40% para a característica considerada, no mínimo 5 filhos, ter DEP positiva para PD - ED, PS - ED, GPD, PM - EM, TMD e PES, ter DEP negativa para IPP, e estar entre até os 100 melhores para a característica considerada.

 

RAÇAS BRAHMAN, GUZERÁ, e TABAPUÃ

1. Classificação TOP para o iABCZ até 5%;

2. Acurácia mínima de 30% para a DEP Peso a desmama - efeito direto (PD-ED);

3. Acurácia mínima de 30% para a DEP Peso ao sobreano - efeito direto (PS-ED);

4. No mínimo 5 filhos com peso válido a desmama;

5. Para os melhores em cada característica do iABCZ: acurácia mínima de 30% para a característica considerada, no mínimo 5 filhos, ter DEP positiva para PD - ED, PS - ED, GPD, PM - EM, TMD e PES, ter DEP negativa para IPP, e estar entre até os 100 melhores para a característica considerada.

 

RAÇA GIR

1. Classificação TOP para o iABCZ até 5%;

2. Acurácia mínima de 25% para a DEP Peso a desmama - efeito direto (PD-ED);

3. Acurácia mínima de 25% para a DEP Peso ao sobreano - efeito direto (PS-ED);

4. No mínimo 5 filhos com peso válido a desmama;

5. Para os melhores em cada característica do iABCZ: acurácia mínima de 25% para a característica considerada, no mínimo 5 filhos, ter DEP positiva para PD - ED, PS - ED, GPD, PM - EM, TMD e PES, ter DEP negativa para IPP, e estar entre até os 100 melhores para a característica considerada.

 

RAÇA SINDI

1. Classificação TOP para o iABCZ até 5%;

2. No mínimo 2 filhos com peso válido a desmama;

3. Para os melhores em cada característica do iABCZ: acurácia mínima de 15% para a característica considerada, no mínimo 2 filhos, ter DEP positiva para PD - ED, PS - ED, GPD, PM - EM, TMD e PES, ter DEP negativa para IPP, e estar entre até os 100 melhores para a característica considerada.

 

 

RAÇA INDUBRASIL

1. Classificação TOP para o iABCZ até 30%;

2. No mínimo 2 filhos com peso válido a desmama.

3. Para os melhores em cada característica do iABCZ: no mínimo 2 filhos, ter DEP positiva para PD - ED, PS - ED, GPD, PM - EM, TMD e PES, ter DEP negativa para IPP, e estar entre até os 100 melhores para a característica considerada.


Fonte: CRPBZ

Maisartigos

  • O nome do terneiro gaúcho é R$ 6,50

    Informação | 14 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Na data que redijo este texto (23/05), está praticamente encerrada a temporada de outono das feiras de terneiros no Rio Grande do Sul. Restam ainda alguns leilões neste final de maio e início de junho, mas estamos quase no fim. Quando os a...
  • Brangus: ABB e Ufrgs assinam convênio de cooperação técnica

    Informação | 10 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Acordo prevê atividades de pesquisa na área de tecnologia de imagens e transferência de material genético e equipamentos Um convênio de Cooperação Técnica entre a Associação Brasileira de Brangus (ABB) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul foi assinado nesta segunda-feira, 10 de junho, em Porto Alegre ...
  • Santa Maria sediou a III Exposição Nacional de Rústicos Brangus

    Exposição, Informação | 07 de Junho de 2019
    Foto: Bezier Filmes
    A III Exposição Nacional de Rústicos Brangus, promovida pelo Núcleo Brangus Sul, ocorreu nos dias 15 a 17 de maio no Parque de Exposições da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e integrou a programação da 28ª edição da Encorte. O julgamento, realizado no dia 17, contou com a participação de dez criat...
  • MAPA: Avançam negociações para exportação de gado vivo para Laos

    Informação | 03 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Secretário adjunto de Comércio e Relações Internacionais do Mapa esteve no país na última semana em missão oficial
    O governo de Laos vai enviar cartas oficiais aprovando integralmente os requisitos propostos pelo Brasil para a exportação de animais vivos (bovinos para reprodução, engorda e abate) e carne de ave...
  • EUA: Uso crescente de sêmen de corte em vacas de leite (Por Dr. Bob Hough)

    Informação | 29 de Maio de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Manter-se rentável ano após ano nos negócios agropecuários não é tarefa fácil. Talvez não haja um caso maior disso do que com os produtores de leite, lutando com baixos preços do produto por anos. No entanto, os produtores de leite estão percebendo que  a cerca de 5 milhões de novilhas em idade reprodutiva e...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais