Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 17/10/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Ascensão da FIV na raça Senepol (IVB)

Informação | 07 de Abril de 2016

Parceria e Geração de Valor no desenvolvimento de novas oportunidades para os criadores

A Técnica
A Fertilização In Vitro (FIV) é atualmente a técnica mais eficiente para se realizar o melhoramento genético bovino. Seu processo consiste na seleção das melhores fêmeas do plantel (doadoras) acasaladas com os touros top disponíveis no mercado. Outro importante papel desempenhado pela FIV é a possibilidade de selecionar e reproduzir animais por características desejadas, como produtividade, fertilidade, habilidade materna, capacidade de pastoreio, ganho de peso, qualidade de carcaça, precocidade, docilidade e outras. Nos últimos anos, a demanda pela FIV tem crescido gradativamente entre os criadores da raça Senepol, principalmente por sua capacidade de reprodução em grande escala. Com a técnica é possível promover um grande salto entre gerações e além disso, permite potencializar ou modificar as características de um rebanho em apenas uma geração. A alta quantidade de oócitos por doadora, bem como a eficiência na conversão de embriões, permite aos criadores produzir um maior volume de filhos de uma determinada doadora ou de um determinado acasalamento. Os números também são expressivos, nos últimos três anos, a In Vitro Brasil produziu mais de 75 mil embriões Senepol, obtendo taxas médias de prenhez acima de 48% utilizando embriões a fresco e 43% com embriões congelados.


Embriões Congelados
Além da contribuição para o melhoramento genético da raça, a FIV também protagoniza a criação de um novo modelo de negócio para os criadores de Senepol, a comercialização de genética via embriões congelados. Os resultados satisfatórios, obtidos por meio desta técnica, também provê ao criador uma maior eficiência na reprodução de seu plantel. A possibilidade de produzir embriões durante o ano todo e armazená-los (congelados) para transferir somente na estação de monta, torna a reprodução dentro da fazenda ainda mais eficiente.

Receptoras
A utilização de receptoras é outro diferencial usufruído por criadores que utilizam a FIV. Os embri- ões produzidos in vitro podem ser transferidos em receptoras (barrigas de aluguel), que apenas desempenharão o papel de gestar o embrião até o seu nascimento. Desta forma, as principais doadoras do plantel ficam disponíveis durante um maior tempo para a aspiração (fornecimento de oócitos).

Otimização do Sêmen
Com a FIV é possível produzir até 70 embriões com apenas uma dose de sêmen. Esta otimização viabiliza aos criadores a utilização dos melhores touros do mercado, gerando uma considerável diluição do custo da genética do macho.

Sêmen Sexado
Com o sêmen sexado torna-se possível trabalhar a reprodução conforme o planejamento da fazenda. Quando a necessidade está voltada à reposição de matrizes (doadoras), utiliza-se o sêmen sexado de fêmea. Quando o objetivo é a produção de tourinhos, o criador pode utilizar o sêmen sexado de macho, obtendo desta forma em média 85% de animais com o sexo desejado.

Produção de Meio-sangue em Larga Escala
A agilidade ofertada pela FIV também pode ser utilizada em prol de projetos para a produção de animais de corte em larga escala. Com a possibilidade de aspirar as doadoras a cada 21 dias, a técnica pode ser utilizada para produzir animais destinados ao abate, utilizando animais melhoradores do próprio plantel. Isto geralmente ocorre na produção de animais meio sangue, o resultado são animais eficientes com menor tempo de abate e maior qualidade de carne e carcaça.

Crescimento
Mediante as inúmeras oportunidades que a FIV oferece, o volume de embriões produzidos, assim como o número de animais FIV registrados na Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol, tem crescido consideravelmente. Nos dois últimos anos, foram produzidos quase 85 mil embriões FIV, enquanto mais de 15 mil animais foram registrados neste mesmo período, um crescimento de mais de 20% de 2014 para 2015.

Fonte: ivbnews, abril/16

Maisartigos

  • Touros: do Colonial ao Genômico

    Genética, Informação | 15 de Outubro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Redigo, hoje, influenciado pela atmosfera da temporada de primavera do Rio Grande do Sul, pois já foi dada alargada e ainda estou envolvido com acertos, fretes e documentos de alguns touros adquiridos para clientes no leilão da GAP Genética. R...
  • Genética Nacional: Panorama dos touros Angus e Brangus nas centrais de inseminação

    Genética, Informação, Mercado | 16 de Setembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Angus, Nelore e Brangus dominam o mercado de inseminação de bovinos de corte no Brasil. Exagero? Vamos aos números. Conforme a ASBIA, em 2018, as raças de corte venderam, no Brasil, aproximadamente, 9,6 milhões de doses. Da raça Angus, 4,9 milhões de doses foram vendidas; seguida por Nelore, com 3,3 milhões; e Br...
  • Touro Dupla Marca é a geladeira com selo A

    Genética, Informação | 15 de Agosto de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Redigir e discutir critérios de escolha de touros é tema que se repete, mas é matéria sem fim e que se renova a cada temporada de leilões de reprodutores e aquisição de sêmen. A necessidade se apresenta a cada ano, e os fatores que participam da decisão vão se tornando mais complexos com a incorporação cresce...
  • A internet, os acessos e a revista impressa

    Genética, Informação | 13 de Julho de 2019
    Foto: Assessoria de Imprensa ABS
    Acredito que todo aquele que escreve uma coluna, um artigo ou uma crônica tenha muita curiosidade de saber se é lido, se é lido por muitos, se o tempo dedicado em reunir palavras e ideias gerou interesse e teve utilidade para quem o lê. Não é busca por aprovação ou aplausos, mas o interesse
    real em saber a opiniã...
  • Austrália: quais touros Angus são os mais influentes da raça?

    Informação | 25 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Em associação com as comemorações do centenário da Angus Austrália, o Dr. Sam Clark, Professor Sênior de Genética Animal na Universidade da New England, pesquisou os touros mais influentes da raça Angus desde 1990. Veja as informações nos vídeos publicados o site da Angus Austrália. Clique aqui. 

    A publica...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais