Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 17/06/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Leilões: História, suas Dinâmicas, e Psicologias - Cap. 4 - Início dos leilões feiras na Argentina

Informação | 17 de Novembro de 2016

                                                                                                              Texto de: Celso Jaloto Avila Junior – 17/Nov/2016

Com as Associações Rurais organizadas, foi mais do que natural o fomento para que os produtores reunissem em uma FEIRA, os produtos da produção de um município ou mesmo região. Foi o que aconteceu a partir de 1890. Surgiu a figura do “feriero”, ou seja, o encarregado da organização de uma feira de bovinos, que ocorriam em uma propriedade particular ou municipal. Ali eram leiloados três categorias de animais: para abate (já gordos), para invernar (engordar) e para criar.

Estas feira surge impulsionada pela necessidade de dar apoio a pequenos e médios produtores do interior que desejavam comercializar seus produtos sem ter que deslocar grandes distâncias até aos maiores centros. Este incremento ganha força, pois o comercio de gado se democratiza e rapidamente surge em toda a Argentina mais de duzentas empresas envolvidas neste comércio de leilão em feiras distribuídas em todo território.

O PRIMEIRO REMATE FEIRA registrado se realizou no dia 17 de novembro de 1893, na localidade de JEPPENER (Província de Buenos Aires) e foi realizado pela firma leiloeira ALCHOURRON HERMANOS, que havia sido fundada no ano anterior por BAUTISTA ALCHOURRON BELHEUMEUR, nascido em 1862 em Chascomús (Província de Buenos Aires) e falecido em dezembro de 1938.

Para nós esse tipo de negociação é aparentemente simples, mas quando Alchourron propôs, em 1892, esse tipo de leilão foi algo inovador. Isso permitiu pulverizar o mercado de gado, descongestionar os mercados regionais, diminuir gastos com fretes e facilitar o crédito agropecuário que até então era limitado.

Com o êxito obtido pelo primeiro remate, em seguida foram surgindo os demais como no ano de 1895 em RUFINO (Província de Santa Fé), e no ano de 1897 em LABOULAYE (Província de Córdoba).

O SEGUNDO REMATE FEIRA registrado se realizou no dia 18 de março de 1894, na localidade de BAHIA BLANCA e foi realizado pela firma leiloeira de RAMÓN OLACIREGUI, nascido em 1867 e falecido em dezembro de 1949.

Empresas e leiloeiros foram surgindo. Algumas foram mudando de nome pela aquisição de outra pessoa, passando de pai para filho, ou mesmo com a fusão de uma terceira. Negociações tal como acontecem até hoje. E assim foi se desenvolvendo os remates. Alguns grandes de sete mil ou dez mil cabeças em um só leilão e se sucediam de cidades em cidades.

A movimentação era grande, tal como os periodistas nos relatam o cotidiano da época:
“......con la llegada de hombres de trabajo, domadores, reseros que a lo mejor enganchaban outro viaje de vuelta a pagos lejanos, para amansar los chúcaros, com la llegada de invernadores y estancieros de los alfalfares del norte y del oeste.”

Ilustrações:
• Fotografia de Remate bovino na Argentina – Junin 1914
• Fotografia de Remate antigo na Argentina
• Fotografia de Remate na década de 60 na Argentina

Maisartigos

  • Pablo Bove Itzaina: “O show é caro para a Brangus aqui no Uruguai”

    Exposição, Informação | 16 de Junho de 2019
    Foto: El País
    Por Pablo Mestre/El Pais Rurales (15/06/19) 

    A los 31 años fue el jurado más joven de la Expo Nacional Brangus en Argentina que reunió a 450 reproductores de 70 cabañas. Aseguró que se enfrentó al mejor Brangus de la región y se mostró emocionado por la distinción de los criadores del vecino país. El director d...
  • O nome do terneiro gaúcho é R$ 6,50

    Informação | 14 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Na data que redijo este texto (23/05), está praticamente encerrada a temporada de outono das feiras de terneiros no Rio Grande do Sul. Restam ainda alguns leilões neste final de maio e início de junho, mas estamos quase no fim. Quando os a...
  • Brangus: ABB e Ufrgs assinam convênio de cooperação técnica

    Informação | 10 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Acordo prevê atividades de pesquisa na área de tecnologia de imagens e transferência de material genético e equipamentos Um convênio de Cooperação Técnica entre a Associação Brasileira de Brangus (ABB) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul foi assinado nesta segunda-feira, 10 de junho, em Porto Alegre ...
  • Santa Maria sediou a III Exposição Nacional de Rústicos Brangus

    Exposição, Informação | 07 de Junho de 2019
    Foto: Bezier Filmes
    A III Exposição Nacional de Rústicos Brangus, promovida pelo Núcleo Brangus Sul, ocorreu nos dias 15 a 17 de maio no Parque de Exposições da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e integrou a programação da 28ª edição da Encorte. O julgamento, realizado no dia 17, contou com a participação de dez criat...
  • MAPA: Avançam negociações para exportação de gado vivo para Laos

    Informação | 03 de Junho de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Secretário adjunto de Comércio e Relações Internacionais do Mapa esteve no país na última semana em missão oficial
    O governo de Laos vai enviar cartas oficiais aprovando integralmente os requisitos propostos pelo Brasil para a exportação de animais vivos (bovinos para reprodução, engorda e abate) e carne de ave...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais