Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 31/03/2020

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Leilões: História, suas Dinâmicas, e Psicologias - Cap. 6 - Primeiras feiras de pecuária no Rio Grande do Sul

Informação | 17 de Novembro de 2016

                                                                                                                  Texto de: Celso Jaloto Avila Junior – 17/Nov/2016

Fui obrigado a incluir os capítulos de nº 3, 4 e 5, tratando das feiras e leilões da Argentina e Uruguai, pela grande influência que o Rio Grande do Sul teve tanto no início da criação das raças taurinas (Hereford, Angus, Devon, Shorton, etc...), como pela influência que tivemos quanto aos modelos usados em nossas feiras e leilões.

Em comparação ao Brasil, o Rio Grande do Sul foi o precursor em eventos desta natureza. Em 1901 ocorre a primeira feira, no “Campo da Redenção”, onde hoje é a área do Parque Farroupilha, na cidade de Porto Alegre. Foi na época a “1ª Exposição de Produtos do Estado”.

Entretanto, a mais antiga e onde pela primeira vez se usou o termo “pecuária” para denominá-la, ocorreu em 1909 com a “Exposição Agropecuária de Porto Alegre”. Mais tarde, na área onde aconteceu a exposição, foi construído o PARQUE DE EXPOSIÇÕES DE MENINO DEUS, cujo nome foi dado, em alusão ao Bairro de mesmo nome onde ele foi construído. Neste local funcionou como parque de exposições até o ano de 1969, quando foi transferido para Esteio.

A partir de 1937, com um convênio do Estado do Rio Grande do Sul e o Ministério da Agricultura, foi oficialmente instituído as exposições estaduais de animais, sendo que as primeiras foram realizadas alternadamente em municípios do Interior.

Em 1970 é inaugurado o Parque de Esteio com a realização da 33ª Exposição Estadual de Animais. Somente a partir do ano de 1972 é que foi realizada a “1ª EXPOINTER” (Exposição Internacional de Animais).

Das feiras ocorridas no interior do Estado, é de se destacar, como a mais antiga delas, a da cidade de Bagé-RS, que em 2016 organizou a sua 104 Expofeira de Bagé, que deu início no ano de 1912, organizada Associação Rural de Bagé que foi fundada no ano de 1904.

Ilustrações:
• Fotografia da 1ª Exposição de Produtos do Estado – Porto Alegre 1901
• Fotografia da Exposição Agropecuária de Porto Alegre – Porto Alegre 1909
• Fotografia do Pavilhão Central da Exposição de Menino Deus – Porto Alegre 1910
• Fotografia das Arquibancadas da Exposição de Menino Deus – Porto Alegre 1955

Maisartigos

  • Produção de touros: negócio para especialista

    Genética, Informação | 15 de Março de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Na pecuária de corte, algumas pessoas dividem os produtores em dois grupos: o do pecuarista comercial, dedicado a produzir terneiros, à recria ou a animais para abate; e o do pecuarista produtor de touros, envolvido com rebanhos de gado “puro...
  • Os benefícios visíveis do quilo da carne

    Carne, Informação | 28 de Fevereiro de 2020
    Foto: Imagens da Internet
    Na segunda-feira, dia 17, o artigo “Os custos invisíveis do quilo da carne”, publicado nesta Folha, sugeriu a relação entre impostos e desmatamento, raciocínio formulado a partir de dois estudos recentes. Sem nenhuma repreensão aos autores, julgamos importante esclarecer alguns pontos para que decisões equivoca...
  • O diálogo necessário entre agricultura e meio ambiente

    Informação | 28 de Fevereiro de 2020
    Foto: Imagens da Internet
    Em vez do ‘nós contra eles’, é preciso compatibilizar as agendas globais do clima e da alimentação. Os dois setores da economia brasileira com maior visibilidade global são a agricultura e o meio ambiente. O protagonismo da agricultura brasileira se dá no comércio global de commodities agropecuárias. Nossa ...
  • Negocio Direto: fazendo em vez de esperar

    Informação, Mercado | 14 de Fevereiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    A ação é melhor que a inércia. Quem sabe faz a hora, não espera acontecer. Se Maomé não vai à montanha, a montanha vai a Maomé, e por aí vai. O propósito deste meu texto é compartilhar algumas informações sobre o Grupo de Produtores...
  • EAD pode causar prejuízos na formação do médico veterinário

    Informação | 09 de Fevereiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por João Carlos Gonzales, presidente da Academia Rio-Grandense de Medicina Veterinária

    A recente autorização governamental para que instituições com curso de medicina veterinária utilizem 40% do tempo na forma de ensino a distância (EAD), isto é, por correspondência e/ou internet, despertou a atenção para pos...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais