Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 15/12/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Leilões: História, suas Dinâmicas, e Psicologias - Cap. 7 - Leilão de pecuária mais antigo do Rio Grande do Sul

Informação | 17 de Novembro de 2016

                                                                                                           Texto de: Celso Jaloto Avila Junior – 17/Nov/2016

Faz-se necessário uma pesquisa mais aprofundada para se afirmar exatamente quando se deu o primeiro leilão de bovino no Rio Grande do Sul. Eu acredito que deve ter ocorrido algum leilão de bovino, entre 1910 e 1950, mas não pude confirmar. Entretanto, segundo muitos afirmam, o leilão de bovinos de uma Cabanha, mais antigo do Brasil, e que desde o primeiro ano até hoje, nunca foi interrompido, é o “Remate da Cabanha Santo Ângelo”. Estância que está localizada no município de Barra do Quaraí-RS, próximo da fronteira com a Argentina é um leilão anual, que iniciou sua atividade desde o ano de 1956. Consequentemente, este ano, no dia 05/Nov/16 ocorreu a 60ª edição deste leilão.

Como disse no início do texto, eu não posso afirmar, mas como as feiras agropecuárias no Rio Grande do Sul, começaram a partir de 1901 e se organizaram tornando-se oficiais, a partir de 1937, custa acreditar que desta data até o ano de 1956 ou 1957 não tenha ocorrido nenhum leilão de bovinos aqui no Estado.

Sabe-se também, que a Cabanha Julieta, localizada em Uruguaiana, e que pertencia ao Sr. Flodoardo Martins da Silva, realizou o seu “1º Remate anual de sua produção” em 1956. Constava como leiloeiro no ano de 1960, o Sr. Trajano de Lima e Silva. Mas, como observei, o Remate da Cabanha Santo Ângelo, teve seu início em 1957 e nunca deixou de realizar o seu evento, completando 60 anos neste ano de 2016.

O grupo “Irmãos Bastos Ltda”, fundado na década de 1930, era composto pelos sete filhos do casal Ângelo Martins Bastos e Corinta Carvalho Bastos. Eram eles: Felisbina, Hilda, Antonio, Telmo, Francisco, Ângelo e Luiz. A sociedade foi organizada para explorar as cinco estâncias da família: Pai Passo, Santo Ângelo, Umbu, Palma e Camoati. No início dos anos 40 a Cabanha Santo Ângelo começa a ser organizada com animais da raça Hereford, ovinos das raças Merino e Ideal, e cavalos Crioulos.

Em 1957 é realizado o primeiro remate da família Bastos. Dois dias de remates, um dia de bovinos e outro de ovinos. No primeiro dia Hereford e Aberdeen Angus. No outro dia ovinos Corriedale e Ideal. O remate era realizado na Estância Nazareth e naquele ano vendiam as Cabanhas (Santo Angelo, Camoati, São Bibiano e Paineiras). Este leilão ocorreu sendo realizado na Nazareth até o ano de 1962 e durante todo esse período o Leiloeiro era o uruguaio Juan Victor Ica.

Nesta época este remate era um grande acontecimento para a pecuária gaúcha. Vinham pecuarístas de todo o Estado. Carros e aviões surgiam de todos os lados.

A sociedade dos irmãos Bastos, formada em 1930, terminou em 1962 e a Cabanha Santo Ângelo passou a pertencer ao Dr. Ângelo Martins Bastos Filho. A partir deste ano a Santo Ângelo construiu o seu próprio local de remates e seus leilões permaneceram naquele local, até hoje. Neste ano, surge o Escritório Rural dos Irmãos Bastos Ltda. Trajano Silva assumiu como leiloeiro dos ovinos e Carlos Alberto Martins Bastos (Cabeto) era o leiloeiro dos bovinos.

Nas décadas de 1960 o Rio Grande do Sul, se destaca como pioneiro em leilões rurais do Brasil. Surgem grandes leiloeiros como Trajano Silva, Jarbas Knorr, entre outros, que fundaram suas empresas leiloeiras e que até hoje estão em atividades através de seus filhos e netos.

De 1972 a 1985, todo o remate da Santo Angelo passou a ser realizado unicamente pelo leiloeiro Carlos Alberto Martins Bastos (Cabeto). Porém, a partir de 1985 assumiu como leiloeiro, Fabio Crespo. Lá ele permanece até hoje como leiloeiro daquele remate. Exatamente a partir da década de 80 o cavalo crioulo é incorporado aos remates da Santo Angelo.

Ângelo Martins Bastos Filho ao falecer, em 1983, deixou a propriedade para seus sobrinhos (filhos de Luiz Martins Bastos) Jorge, Luiz Antonio, Carlos Alberto, Cristina e Paulo. Após fazerem uma composição das áreas, a Cabanha Santo Ângelo passou a ser de propriedade de Jorge Martins Bastos, que está a sua frente até hoje.

Hoje o Leilão da Santo Angelo com três parceiros, que estão juntos há mais de 15 anos. Agropecuária Santa Ana e Condomíno Odair Gonzales vendendo animais da raça Braford, e Estância Parayso com Aberdeen Angus.

Ilustrações:
• Fotografias dos Leilões da Cabanha Santo Ângelo – Barra do Quaraí-RS, década de 50 a 60.

Maisartigos

  • ANGUS: touros com mais de 500 filhos avaliados

    Informação | 15 de Dezembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Os sumários de touros são boas fontes para compreendermos os movimentos que as raças vivem. As informações disponíveis vão muito além de saber a DEP do touro A ou B para peso ao nascer, perímetro escrotal e diferentes índices (desmam...
  • Anguistas e branguistas: é passada a hora do marmoreio

    Genética, Informação | 18 de Novembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    A essa altura do campeonato da carne de qualidade no Brasil, zero novidade falar em marmoreio. Mas, para os selecionadores, especialmente das raças Angus e Brangus, é o momento de olhar e agir com mais atenção para animais superiores genetica...
  • Aliança Braford faz R$ 8,3 mil para touros em Lavras do Sul

    Informação | 27 de Outubro de 2019
    Foto: Katega Vaz
    Dando continuidade aos remates oficializados pela Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), foi realizado no último sábado, dia 19 de outubro, no Sindicato Rural de Lavras do Sul (RS), mais uma edição do Remate Aliança Braford, promovido pelas Estâncias Cochilhas, Pontezuela, Três Marias e São Bento. ...
  • Touros: do Colonial ao Genômico

    Genética, Informação | 15 de Outubro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Redigo, hoje, influenciado pela atmosfera da temporada de primavera do Rio Grande do Sul, pois já foi dada alargada e ainda estou envolvido com acertos, fretes e documentos de alguns touros adquiridos para clientes no leilão da GAP Genética. R...
  • Genética Nacional: Panorama dos touros Angus e Brangus nas centrais de inseminação

    Genética, Informação, Mercado | 16 de Setembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Angus, Nelore e Brangus dominam o mercado de inseminação de bovinos de corte no Brasil. Exagero? Vamos aos números. Conforme a ASBIA, em 2018, as raças de corte venderam, no Brasil, aproximadamente, 9,6 milhões de doses. Da raça Angus, 4,9 milhões de doses foram vendidas; seguida por Nelore, com 3,3 milhões; e Br...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais