Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 20/11/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Leilões: História, suas Dinâmicas, e Psicologias - Cap. 9 - Significado do martelo do leiloeiro

Informação | 17 de Novembro de 2016
Texto de: Celso Jaloto Avila Junior – 17/Nov/2016

Na antiguidade alguns sacerdotes, reis e autoridades empunham um CAJADO, quando presidiam os cultos ou reuniões públicas. Eles o utilizavam, batendo no chão, para chamar a atenção da assembleia ali reunida, quando alguém se pronunciava, ou para dar um veredicto final.

Com o tempo esse cajado foi substituído por um CETRO que continuou ser usado por autoridades para oficializar a função a qual ela ali estava empossada e representando uma assembleia ou mesmo uma nação. Aliás, na língua grega “cetro” tem o significado de “bastão curto”.

Já em período contemporâneo os juízes do direito passaram a usar um martelo de madeira para pedir ordem em uma sessão do tribunal ou mesmo para dar o veredicto de um julgamento. No Brasil ele nunca foi usado e foi substituído por uma campainha. Entretanto, o martelo do juiz teve sua origem em referência a mitologia escandinava, em uma referência a THOR, o deus dos trovões. E em sentido figurado o juiz, por meio do martelo, faz lembrar aos presentes sua autoridade máxima nas decisões finais.

Por analogia a tudo isso, nos leilões, o martelo representa o sinal de alerta, bem como o sinal do fechamento do negócio, quando percutido sobre uma base ou na própria mesa ou púlpito do leiloeiro. Portanto, ao ser “arrematado” um bem, quem oferecer o maior lance, a partir “da batida do martelo”, do leiloeiro, passa a ser o dono da mercadoria leiloada, que a partir daí estará por conta e risco do comprador.

Nos regulamentos dos leilões, sempre está escrito: “a venda considerará efetuada com a batida do martelo, momento em que as partes, compradores e vendedores, estarão obrigados ao cumprimento do negócio fechado”; e também: “o vendedor será responsável pelo pagamento da comissão de venda, a qual recai sobre o valor do lote no momento da batida do martelo”.

A ação do martelo do juiz não é o mesmo do leiloeiro. Apenas para ilustrar vamos lembrar a obra “Mercador de Veneza”, de William Shakespeare. Num processo judicial, onde está em causa a cobrança de uma dívida não paga. Um leiloeiro, nomeado pelo juiz, também usa um martelo para, em um pregão público, leiloar os bens penhorados do devedor inadimplente. Ao bater do martelo do leiloeiro, serve de sinal, também, para conhecerem o resultado final do processo. Observa-se claramente a diferença de finalidades entre os dois martelos. O do juiz e o do leiloeiro. Uma sentença jamais pode ser arrematada, como se pudesse ser posta em leilão, oferecida à melhor oferta de pagamento.

Ilustrações:
• Martelos de Leiloeiros.

Maisartigos

  • Anguistas e branguistas: é passada a hora do marmoreio

    Genética, Informação | 18 de Novembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    A essa altura do campeonato da carne de qualidade no Brasil, zero novidade falar em marmoreio. Mas, para os selecionadores, especialmente das raças Angus e Brangus, é o momento de olhar e agir com mais atenção para animais superiores genetica...
  • Aliança Braford faz R$ 8,3 mil para touros em Lavras do Sul

    Informação | 27 de Outubro de 2019
    Foto: Katega Vaz
    Dando continuidade aos remates oficializados pela Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), foi realizado no último sábado, dia 19 de outubro, no Sindicato Rural de Lavras do Sul (RS), mais uma edição do Remate Aliança Braford, promovido pelas Estâncias Cochilhas, Pontezuela, Três Marias e São Bento. ...
  • Touros: do Colonial ao Genômico

    Genética, Informação | 15 de Outubro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    Redigo, hoje, influenciado pela atmosfera da temporada de primavera do Rio Grande do Sul, pois já foi dada alargada e ainda estou envolvido com acertos, fretes e documentos de alguns touros adquiridos para clientes no leilão da GAP Genética. R...
  • Genética Nacional: Panorama dos touros Angus e Brangus nas centrais de inseminação

    Genética, Informação, Mercado | 16 de Setembro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Angus, Nelore e Brangus dominam o mercado de inseminação de bovinos de corte no Brasil. Exagero? Vamos aos números. Conforme a ASBIA, em 2018, as raças de corte venderam, no Brasil, aproximadamente, 9,6 milhões de doses. Da raça Angus, 4,9 milhões de doses foram vendidas; seguida por Nelore, com 3,3 milhões; e Br...
  • Touro Dupla Marca é a geladeira com selo A

    Genética, Informação | 15 de Agosto de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Redigir e discutir critérios de escolha de touros é tema que se repete, mas é matéria sem fim e que se renova a cada temporada de leilões de reprodutores e aquisição de sêmen. A necessidade se apresenta a cada ano, e os fatores que participam da decisão vão se tornando mais complexos com a incorporação cresce...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais