Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 19/07/2018

Redes sociais

Agendade eventos

Últimasnotícias

Vinicius Aquino Alves Faria: Felicidade longe do pago

Informação | 02 de Dezembro de 2017

Vinicius Aquino Alves Faria: Felicidade longe do pago

Foto: Divulgação/Assessoria

Série - Vida de Técnico

A tradição gaúcha é conhecida em todo o país, reforçada pelo orgulho do seu povo. Ser gaúcho é uma qualidade que a pessoa leva com ela para o resto da vida, dizem muitos dos que nascem no Rio Grande do Sul, não importa onde estejam. Isso é exatamente o que acontece com Vinicius Aquino Alves Faria, 34 anos. Distante 961 quilômetros de sua cidade natal, Pelotas, no sul do estado, Vinícius hoje vive em Guarapuava (PR), mas mesmo em campos distantes, veste a tradicional boina e a bombacha que o fazem sentir como se estivesse em casa.

O gaúcho deixou o seu estado natal em 2010, junto com a esposa Lorena Lacava Lopes, 34 anos. Ambos médicos veterinários, o casal se conheceu na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), enquanto cursavam a graduação. Casaram-se em 2009 e, dessa união, nasceram Rômulo Lopes Faria, 7 anos, e João Francisco Lopes Faria, de 3 anos. Sobre eles e o futuro, Faria pontua: “Queremos deixar para eles a escolha do próprio futuro”, disse. “Não queremos condicioná-los a nada. O que quiserem fazer, sendo no campo ou não, apoiaremos”.

O início do seu interesse pela pecuária, no entanto, foi na cidade de Pinheiro Machado (RS). Faria teve contato com o campo através do avô materno Wandercy Rijo Alves Martins, já falecido. Em suas visitas ao avô, junto com o pai Mário Sérgio Moraes Faria, 61 anos, a mãe Sônia Aquino Alves Faria, 55 anos, e a irmã, Carolina Aquino Alves Faria, 33 anos, auxiliava na lida e no manejo dos animais. “Acompanhávamos (ele e a irmã) os manejos com o gado, como os banhos carrapaticidas, e adorávamos ver os animais mergulhando até saírem no escorredor”, relata. Também tinha grandes amigos, lembra ele, com propriedades na cidade. A cada visita a esses locais, se encantava mais pelo ramo.

Após a faculdade, o casal buscou novas oportunidades longe do Rio Grande do Sul. O local escolhido foi a cidade de Pinhão, a 300 km da capital paranaense, Curitiba. No município, Faria seguiu seu trabalho de médico veterinário como autônomo, dedicando-se a reprodução bovina. A entrada na Associação Brasileira de Angus foi acontecer em 2012, mas não como inspetor técnico. Nesse ano, Vinicius integrou o grupo de certificadores do programa Carne Angus Certificada, o que facilitou, três anos depois, a prova de seleção para inspetor.

Para o futuro, Faria tem as melhores expectativas quanto ao seu trabalho na Angus, visto que a raça está se expandindo rapidamente em todo o país. E, já que as suas novas raízes estão fincadas no Paraná, o Estado será o cenário dos dias que virão: “Embora o Rio Grande do Sul seja nossa querência, aqui tivemos maiores oportunidades de trabalho e, além disso, fomos muito bem acolhidos”, conclui.

Formação: Medicina Veterinária na UFPEL.
Natural de: Pelotas (RS).
Região de atuação: Todo o estado do Paraná.
Qual foi a primeira vez que ouviu falar na raça Angus: Na adolescência, quando começou a trabalhar com recria de novilhos auxiliando o pai.
Há quanto tempo atua junto à Associação Brasileira de Angus: 2 anos.
Uma receita infalível com carne Angus: Assado em tiras.
Um rebanho Inesquecível: São dois. Cabanha Soldera, em Panambi (RS), e da Fazenda Brasil Florestal, em Itaiópolis (SC).

 Fonte: ABA

Maisnotícias

  • Confira a entrevista de Marcelo Selistre no Canal Rural nesta quinta-feira

    Entrevista, Genética, Informação | 19 de Julho de 2018
    Foto: Divulgação/Assessoria
    “Nós temos hoje opção dentro da pecuária de ter maior produtividade com rentabilidade”, declarou hoje em entrevista ao Giro do Boi o médico veterinário pela UFRGS Marcelo Selistre, gerente de produto corte europeu da ABS e coordenador do programa da central genética que avalia o desempenho de animais frutos de...
  • Morre touro Macuni do Salto, maior vendedor de sêmen da história da Alta

    Genética, Informação | 19 de Julho de 2018
    Foto: Alta Genetics
    Reprodutor chegou a comercializar 450 mil doses, alcançando a liderança da raça por seis anos
    A Alta Genetics comunica o falecimento do touro Macuni do Salto, reprodutor da raça Nelore que se consagrou na bateria da Central. Vindo do criatório Nelore da Nana, propriedade de Ana Luiza Consoni Guimarães, em Goiás, ...
  • Pampas Prime, uma porteira aberta entre o consumidor e o produtor do bioma pampa

    Carne, Informação, Mercado | 19 de Julho de 2018
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Aberta desde outubro de 2017, a Pampas Prime, que tem atuado como uma vitrine da pecuária gaúcha e do bioma pampa, contando sua história e tradição como produtora de uma das melhores carnes bovinas do mundo, concretizou na última semana o passo a passo de um futuro da pecuária que já está, com muito planejamento...
  • Carne 1953 recebe certificação internacional de qualidade

    Informação | 19 de Julho de 2018
    Foto: CarneTec
    A JBS informou por meio de nota que a carne 1953, lançada pela empresa no início deste ano, acaba de ser reconhecida com o prêmio International Taste & Quality Institute (iTQi), um dos mais exigentes órgãos de certificação, com sede em Bruxelas, na Bélgica, que regulamenta e reconhece os produtos com maior índic...
  • Senepol: cota de 50% do touro Drone da Ilha é adquirida pela Central Senepol Lab FIV

    Genética, Informação, Mercado | 18 de Julho de 2018
    Foto: Pec Press
    Conformação, padronização de carcaça e qualidade de carne são apenas alguns adjetivos que traduzem a eficiência do touro Senepol Drone da Ilha, filho de uma das melhores doadoras do criador Alberto Dinis, de Uberlândia (MG). Segundo técnicos da Central Lab FIV, empresa que adquiriu 50% da propriedade do animal ...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais