Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 16/02/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Austrália: Quanto a genética influencia no valor de uma carcaça?

Informação | 06 de Fevereiro de 2018

Por Alex McDonald, Editor de Genética (Beef Central) - Fev/18 

Existe um velho ditado: 90% do valor do animal vem da alimentação e 10% da genética.

Os resultados do Programa de Benchmarking de Touros Angus  (ASBP) desafiam essa afirmação. Neste programa, cerca de 35 touros jovens Angus  são usados por IA em rebanhos comerciais.  Sua progênie (novilhos)  é reunida para ser alimentada por 100 dias no confinamento do centro de Pesquisa Tullimba, em Armidale, onde o desempenho em confinamento é medido,  incluindo Eficiência Alimentar.  Os novilhos são então alimentados por mais 200 dias no confinamento Rangers Valley antes do abate , onde são realizadas  várias medidas  das carcaças, incluindo medição laboratorial de maciez, perda de água e porcentagem de gordura intramuscular.

Todas as carcaças são classificadas no Meat Standards Australia (MSA)

Cada touro jovem é acasalado aleatoriamente com as fêmeas disponíveis em cada rebanho do teste de progênie. Os novilhos são então tratados como um lote único durante a recria e engorde e todos abatidos no mesmo dia. Desta forma, as diferenças de carcaça medidas são devidas inteiramente às diferenças genéticas entre os touros.

Para os touros jovens testados a variação entre o valor médio da progênie dos melhores e piores foi de A$ 619 (aprox. R$ 1,5 mil). Em uma avaliação individual das carcaças, a diferença encontrada entre a melhor e a pior carcaça foi de A$ 2.076 (aprox. R$ 5.3 mil) .

Os valores médios das carcaças da progênie foram derivados aplicando os parâmetros atuais da indústria do dia a cada uma das 283 carcaças do ASBP. Os parâmetros baseiam-se em um sistema de terminação longa ( acima de 200 dias de confinamento) com o objetivo de produzir e vender produtos de alta qualidade para carne Angus.

Os parâmetros específicos aplicados foram:

- A$ 8/kg de carcaça para score de marmoreio 3 - AusMeat ; 
- Adicionais de 40c/kg de carcaça para score de marmoreio acima de 3 – Aus Meat;
- Desconto de 80c/kg de carcaça para score de marmoreio abaixo de 3 – Aus Meat;
- Desconto de 10c/kg de carcaça para > 25 mm e
- Desconto de 15c/kg de carcaça para igual ou mais que 30 mm de gordura no P8 (garupa); 

Além disso, os valores médios da progênie, incluindo o Valor de Carcaça, são calculados usando um modelo de mínimos quadrados (LSM), que leva em consideração o rebanho e outros efeitos de grupo contemporâneos.

Como esperado, os touros com as progênies de médias mais altas para valor de carcaça tiveram as progênies com pesos de carcaça maiores, maiores escores de marmoreio e gordura de garupa no melhor intervalo.

Por exemplo, o touro classificado em primeiro lugar produziu animais com de carcaça de A$ 3.511 (aprox. R$ 8,9 mil) com peso de carcaças de 423 kg e cobertura de gordura de 15,4 mm.

Fonte: Beef Central, Traduzido e resumido pela Assessoria Agropecuária.  








Maisartigos

  • Mitos e verdades do cruzamento (Por B. Lynn Gordon, Beef Magazine)

    Informação | 26 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Os Cruzamentos e a heterose resultante têm sido utilizados por gerações. Mas ainda restam discussões.

    Há sempre muita discussão e debate na pecuária de corte sobre o cruzamento. Dois pesquisadores da Universidade Estadual do Kansas se uniram para responder a algumas das perguntas mais comuns que os pecuaristas faz...
  • Idade da vaca e produtividade (Quando ela está velha demais?) - Derrel Peel (Oklahoma University, EUA)

    Informação | 16 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Outubro é tradicionalmente época de desmame dos bezerros e o descarte de vacas para a temporada de parição na primavera nos EUA. No momento de descarte de matrizes os criadores enfrentam decisões difíceis. O descarte ótimo no rebanho requer uma bola de cristal afiada que poderia ver o futuro.

    Se o regime de chuvas...
  • Carne gaúcha: uma trajetória de terra, campo e gente (Por Roberto Grecellé - SEBRAE)

    Informação | 14 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    O dia a dia da pecuária de corte brasileira tem sido em favor da qualidade da carne produzida. Nas fazendas e nas indústrias, seja pelo zelo, pelos investimentos ou pelo aperfeiçoamento nos processos produtivos, os atores desta cadeia se empenham em produzir a cada dia uma carne de qualidade superior. Sim, é possíve...
  • Pecuária de corte: uma opinião para o novo governo

    Informação | 13 de Janeiro de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Júlio Barcellos, Prof. Titular, Fac. de Agronomia – NESPro/UFRGS

    Numa análise mais crítica, é preciso entender que desde que surgiu a palavra agronegócio em nosso vocabulário, é afirmado que em todas as suas dimensões só ocorrem “maravilhas”. O que é um profundo equívoco, quase viciado, de quem defe...
  • Comunicação como insumo fundamental para o agro

    Informação, Mercado | 11 de Janeiro de 2019
    Foto: AgroEffective
    Nestor Tipa Júnior
    Jornalista e pós graduado em Marketing no Agronegócio. Sócio-diretor da AgroEffective A agropecuária faz parte de um dos setores mais sensíveis à críticas e informações prejudiciais no Brasil. A opinião pública, por vezes, é severa nas cobranças aos produtores rurais e agroindústrias. Ba...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais