Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 19/07/2018

Redes sociais

Agendade eventos

Últimasnotícias

Charolês: Estância Sá Brito de Alegrete, vence a 1ª PAC da raça na Embrapa Pecuária Sul em Bagé

Genética, Informação | 06 de Julho de 2018

Oriundo de um trabalho de mais de 60 anos de seleção e de 42 anos de avaliação genética pelo Promebo (Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne), o reprodutor “Sá Brito 4180 AL” (Sá Brito Alemão Malicieux Paladin x Sá Brito Ambiciosa Ímpar 3600 BR) de apenas 21 meses conquistou a 1ª colocação (classificação “elite”) na 1ª Prova de Avaliação a Campo (PAC) da raça Charolês. O exemplar, de propriedade da Estância Sá Brito de Alegrete (RS), obteve o índice de classificação final (ICF) de 1,300 e ganho médio diário (GMD) de 1,109 kg/dia. A prova realizada através de uma parceria entre a Associação Brasileira de Criadores de Charolês (ABCC) e a Embrapa Pecuária Sul de Bagé (RS) reuniu exemplares provenientes de criatórios localizados em cinco municípios do Rio Grande do Sul. Os animais chegaram à unidade da Embrapa em agosto de 2017 e tiveram a primeira pesagem realizada no dia 28 de agosto.


A Prova de Avaliação a Campo (PAC) de bovinos de corte da Embrapa tem como objetivo comparar, dentro de um mesmo ambiente de criação, reprodutores de diferentes criatórios do Sul do Brasil, com a finalidade de identificar animais superiores para produção de carne em sistema de pastejo. No final de cada prova, classificam-se os animais por meio do Índice de Classificação Final (ICF), que pondera cada característica avaliada e sumariza um único número para qualificar os animais . Entre as características que exercem maior peso no ICF, estão àquelas relacionadas ao ganho de peso (45%), seguidas pelas integrantes da avaliação de carcaça por ultrassom (25%), perímetro escrotal (5%) e 25% para os parâmetros subjetivos, como conformação, padrão racial e sexualidade. De acordo com o coordenador da prova, o pesquisador Roberto Collares, os touros participantes enfrentaram o final do ciclo das pastagens de inverno, além de um período de escassez e um verão extremamente quente e seco. “Mesmo nessas condições mais difíceis, os animais apresentaram um ótimo desempenho e sem necessidade de qualquer manejo sanitário diferente do normal”, explicou.


Na mesma prova, além da 1ª colocação, a Sá Brito também conquistou o 4º lugar com “Sá Brito 4197 RE”, reprodutor classificado como “superior” conforme o seu ICF. Na prova de eficiência alimentar, mensurada através do consumo alimentar residual (CAR), a Sá Brito obteve dois reprodutores classificados como “superiores”, por terem seus índices finais um ponto de desvio padrão acima da média de todos participantes. O Consumo Alimentar Residual (CAR) mensura a diferença entre o consumo de alimento observado e o consumo estimado para o animal. Desta forma, animais mais eficientes consomem menos alimento que o estimado, apresentando valores negativos de CAR.


Os resultados, divulgados na tarde de 29 de junho em encontro promovido pela Associação Brasileira de Criadores de Charolês na sede da Embrapa Pecuária Sul em Bagé (RS), demonstram que a Estância Sá Brito vem conduzindo um consistente processo de aprimoramento da raça Charolês tendo em vista a busca de animais rústicos e com eficiência em regimes de produção de carne a campo. “Selecionamos os animais com melhores condições de produção em nosso meio ambiente, sem perdermos o foco nas principais qualidades da raça que são a velocidade de ganho de peso e a produção de carcaças de alta qualidade e rendimento” explica o médico veterinário André Gomes, um dos titulares da Sá Brito. Segundo ele, são essas as características predominantes dos touros rústicos ofertados anualmente na primavera.

Fonte: ABCC Por: Nathã Carvalho 

Maisnotícias

  • Confira a entrevista de Marcelo Selistre no Canal Rural nesta quinta-feira

    Entrevista, Genética, Informação | 19 de Julho de 2018
    Foto: Divulgação/Assessoria
    “Nós temos hoje opção dentro da pecuária de ter maior produtividade com rentabilidade”, declarou hoje em entrevista ao Giro do Boi o médico veterinário pela UFRGS Marcelo Selistre, gerente de produto corte europeu da ABS e coordenador do programa da central genética que avalia o desempenho de animais frutos de...
  • Morre touro Macuni do Salto, maior vendedor de sêmen da história da Alta

    Genética, Informação | 19 de Julho de 2018
    Foto: Alta Genetics
    Reprodutor chegou a comercializar 450 mil doses, alcançando a liderança da raça por seis anos
    A Alta Genetics comunica o falecimento do touro Macuni do Salto, reprodutor da raça Nelore que se consagrou na bateria da Central. Vindo do criatório Nelore da Nana, propriedade de Ana Luiza Consoni Guimarães, em Goiás, ...
  • Pampas Prime, uma porteira aberta entre o consumidor e o produtor do bioma pampa

    Carne, Informação, Mercado | 19 de Julho de 2018
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Aberta desde outubro de 2017, a Pampas Prime, que tem atuado como uma vitrine da pecuária gaúcha e do bioma pampa, contando sua história e tradição como produtora de uma das melhores carnes bovinas do mundo, concretizou na última semana o passo a passo de um futuro da pecuária que já está, com muito planejamento...
  • Carne 1953 recebe certificação internacional de qualidade

    Informação | 19 de Julho de 2018
    Foto: CarneTec
    A JBS informou por meio de nota que a carne 1953, lançada pela empresa no início deste ano, acaba de ser reconhecida com o prêmio International Taste & Quality Institute (iTQi), um dos mais exigentes órgãos de certificação, com sede em Bruxelas, na Bélgica, que regulamenta e reconhece os produtos com maior índic...
  • Senepol: cota de 50% do touro Drone da Ilha é adquirida pela Central Senepol Lab FIV

    Genética, Informação, Mercado | 18 de Julho de 2018
    Foto: Pec Press
    Conformação, padronização de carcaça e qualidade de carne são apenas alguns adjetivos que traduzem a eficiência do touro Senepol Drone da Ilha, filho de uma das melhores doadoras do criador Alberto Dinis, de Uberlândia (MG). Segundo técnicos da Central Lab FIV, empresa que adquiriu 50% da propriedade do animal ...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais