Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 19/01/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimasnotícias

Semex e Elevate: imunidade no rebanho

Genética, Informação | 02 de Janeiro de 2019

Semex e Elevate: imunidade no rebanho

Foto: Semex do Brasil

A era da genômica já é uma realidade em inúmeras propriedades leiteiras ao redor de todo o mundo. No Brasil, a técnica vem ganhando força e já apresenta resultados importantes para o melhoramento genético dos rebanhos nacionais. Porém, muitas dúvidas em relação à coleta dos dados, envio do material e, principalmente, interpretação dos resultados ainda impedem que uma grande parcela de produtores invista na técnica. E é a simplificação de todo esse processo que propõe o novo Programa Elevate, lançado pela central de inseminação Semex ontem (19/12), em Castro/PR, durante solenidade que contou com a presença de inúmerosprodutores de leite do país. O programa é o único do mercado que, além de funcionar de forma totalmente automatizado – por meio de um aplicativo exclusivo, que com um simples scanner (com a câmera do celular) de código cataloga todos os dados, sem uso de anotações em papéis e planilhas –, ainda permite a identificação de fêmeas de maior imunidade das raças Holandesa e Jersey, assim como valores genômicos de mais de 100 outras características, todas ligadas à produção, saúde e tipo dos animais.

Para o produtor de leite, esse avanço na genômica não só melhorará a rentabilidade do negócio como também reduzirá consideravelmente o tempo gasto para formar um rebanho geneticamente superior. Segundo Dr. Claudio Aragon, diretor de mercados da Semex Brasil, antes do genoma, o produtor tinha de esperar a vaca parir e encerrar uma lactação para saber se o animal era realmente bom. Hoje, com cinco ou seis meses de idade, ele já tem essa confirmação e pode multiplicar a genética desses animais. Isto é: quanto mais jovens as fêmeas forem submetidas ao mapeamento genômico, maior será o ganho genético para o rebanho. “Isso significa uma redução no intervalo de geração de uns quatro anos, ou seja, é um salto genético extraordinário. E o melhor de tudo, com o Elevate todo esse processo se torna muito simples e fácil. Com baixo custo para o produtor e com um retorno financeiro altíssimo. Sem dúvidas é a melhor forma de gerenciar a estratégia genética de um rebanho.”, relembra.

Como vai funcionar – O principal objetivo do Elevate e da Semex é simplificar todo o processo! Por isso, o aplicativo do programa é auxiliar o produtor em todas as etapas. E tudo começa com a decisão de quais animais devem ser submetidos ao teste. Para isso a Semex conta com um aplicativo que dá acesso a todas as informações do rebanho e, permite definir a melhor estratégia genética dentro dos objetivos de trabalho da propriedade. “Com base nesse planejamento personalizado e traçado com auxílio de um representante da Semex, os animais indicados para o teste genômico serão listados no aplicativo, informando o custo-benefício do procedimento para cada fêmea do plantel. Com isso, o produtor evita gastar dinheiro fazendo testes em fêmeas de baixo potencial genético”, explica Dr. Aragon.

Ele acessará a lista dos animais aptos ao teste e depois de fará a coleta do material de DNA. Esse processo também é todo auxiliado pelo Programa, que disponibiliza o material de extração e envio para análise laboratorial. O DNA será extraído no Brasil e enviado para os Estados Unidos para obtenção dos valores genômicos. Ao fazer a coleta da amostra o produtor recebe um código e poderá acompanhar o status do andamento de todo o processo em tempo real. Assim que finalizado, o cliente receberá o resultado diretamente no aplicativo, ou, caso prefira, poderá visualizar e trabalhar diretamente no computador.

“Com base nos dados genômicos recebidos, será possível combiná-los com outras informações do rebanho e definir o melhor planejamento genético para alcançar as metas da fazenda. Será possível utilizar os dados gerados pelo Elevate em programas como o Semex Works, que cria índices genéticos e econômicos personalizados para cada propriedade, e no Optimate, que utiliza esses índices para definir a estratégia de acasalamento do rebanho, separando os animais por grupos de acordo com a qualidade genética. O Elevate complementa esse planejamento, tornando o procedimento muito mais confiável, com base no real potencial genético do animal”, pontua Dr. Aragon.

Genoma Immunity+ – A grande novidade do Elevate, comparado aos demais programas genômicos disponíveis no mercado, além da total automatização dos dados, sem a necessidade de usar papéis e planilhas, é, sem dúvida, a possibilidade de genotipar fêmeas Immunity+, uma exclusividade do Programa Semex. O Dr. Claudio Aragon explica que a seleção para saúde a partir da genômica já vem sendo desenvolvida há alguns anos pela empresa e tem apresentado resultados positivos no campo. “Por meio do Immunity+ identificamos um grande número de touros com capacidade de transmitir essa característica às suas filhas. Esses animais vêm sendo utilizados amplamente no Brasil e têm gerado fêmeas de maior longevidade e saúde, que produzem colostro de alta qualidade e conseguem uma recuperação rápida quando têm casos de mastite”, acrescenta. Então agora, o produtor tem a possibilidade de identificar dentro do seu rebanho animais que carregam essa genética de imunidade e criar estratégias muito mais rentáveis para o seu negócio. Tudo isso literalmente na palma da mão.

Fonte: Grupo Publique

Maisnotícias

  • Select Sires do Brasil supera marca de 1 milhão de doses comercializadas

    Genética, Informação, Mercado | 17 de Janeiro de 2019
    Foto: Select Sires
    Números são equivalentes a genética de todas as raças disponíveis, sendo aproximadamente 65% de gado leiteiro Mesmo com os problemas enfrentados pelo setor pecuário no ano passado, o mercado de genética bovina conseguiu fechar 2018 com um crescimento expressivo no volume de doses de sêmen comercializadas. De aco...
  • Carlos Vivacqua é o novo Gerente Executivo da ASBIA

    Informação, Mercado | 17 de Janeiro de 2019
    Foto: ASBIA
    A ASBIA terá novo Gerente Executivo. Carlos Vivacqua, ex-presidente da ASBIA, assume o cargo a partir de 1º de fevereiro de 2019 e ficará responsável pela administração das atividades da ASBIA, por gerir os projetos da associação, representar a ASBIA perante outras entidades e órgãos governamentais e, também, ...
  • Cláudio Caldas recebe a Medalha da 54ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul

    Informação | 17 de Janeiro de 2019
    Foto: Associação Brasileira de Brangus
    Aconteceu nesta quarta-feira (16), na Câmara Municipal de Vereadores de Sant’Ana do Livramento, a cerimônia de entrega da Medalha 54ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul ao Cláudio Antônio Bitencourt Caldas. A homenagem proposta pelo deputado estadual Bombeiro Bianchini foi uma forma de reco...
  • Rebanho da raça Brangus no RS chega a 24 mil animais

    Genética, Informação | 17 de Janeiro de 2019
    Foto: Alexandre Teixeira
    Criadores de bovinos de corte que estão apostando no Brangus colhem os resultados positivos desta decisão. No Estado do Rio Grande do Sul, conforme a superintendência de registro genealógico da Associação Brasileira de Brangus (ABB) o plantel é formado por cerca de 24.270 mil animais registrados. A perspectiva é ...
  • IATF: Criadores priorizam fertilidade em touros para Estação 2018/2019

    Genética, Informação | 17 de Janeiro de 2019
    Foto: Assessoria de Imprensa ABS
    Tecnologia com comprovação científica ajuda produtores na definição da genética Nos últimos dez anos, o crescimento das vendas de IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) dobrou, atingindo 14 milhões de doses. Segundo o balanço divulgado em setembro pela Associação Brasileira de Inseminação Artificial ...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais