Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 20/05/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

A cereja do bolo ou a taxa de desmame?

Carne, Informação, Mercado | 09 de Janeiro de 2019

Prof. José Fernando Piva Lobato (Fac. de Agronomia-UFRGS)

Foto: Imagens da Internet

Por Prof. José Fernando Piva Lobato - Fac. de Agronomia UFRGS

Ao encerrarmos mais um ano festejamos o incremento de 10% nas exportações de produtos cárneos bovinos, mas amargamos 14 milhões de desempregados e 35 milhões de subempregados. Ao acertarmos o país, o mais rápido possível, números expressivos de possíveis e ávidos consumidores.

Estimulante o número crescente de pecuaristas participantes dos programas de carnes de qualidade, fortalecendo como nunca as associações de criadores, com bonificações de até 10% em carcaças acima de 240 kg, com dentição jovem, acabamento 3 a 6 mm e rastreadas. No entanto, esta “cereja do bolo” não é correspondida com a mesma eficiência nos rodeios de cria.

Ao analisar na Sec. da Agricultura os números de bovinos do RS nas diferentes categorias, declarados pelos pecuaristas, repassados ao Ministério da Agricultura e aos organismos internacionais, vê-se a permanência constante de novilhas de dois e três anos, até então sem desenvolvimento para iniciar a reprodução, 1.182.970 e 1.276.506, respectivamente (em 17/12/18, às 10h18min). Estas, se somadas as novilhas de ano totalizam 3.700.000 a 3.800.000. Elas, mais a relação de 54-56 terneiros por 100 vacas existentes nos meses de junho, demonstram uma constante ineficiência dos rodeios de cria.

Uma crassa dicotomia! Qualidade de produto possível e valorizada versus ineficiência dos rodeios de cria. Enquanto temos condições de atender mercados gourmets nacionais e internacionais, os rodeios de cria padecem sem oferta forrageira adequada. Sem o mínimo uso de manejo forrageiro disseminado há anos.

No entanto, Prof. Richard Willham, Iowa State University, USA, enfatiza que a “reprodução” com características como idade ao primeiro parto, fertilidade, facilidade de parto, sobrevivência e terneiro desmamado/vaca tem o valor econômico relativo 100, o maior, enquanto as de “produção maternais” (produção de leite e tamanho adulto) e as de “mercado” (taxa de crescimento e eficiência alimentar) têm valor 20. O produto, a carne em si (quantidade e qualidade), somente o valor relativo 10. Ou seja, enquanto corretamente há estímulo a quem produz novilhos(as) de qualidade, há milhões de fêmeas em condições de subnutrição e, por conseguinte, com baixo desempenho e produtividade, prejudicando o sistema. Fruto do desconhecimento de corretas ofertas forrageiras. Basta olhar para os campos.

Esta persistente ineficiência nos rodeios de cria limita a reposição de melhores novilhas (vacas), a eficiência do sistema (kg ao desmame por 100 kg de vaca, ou hectare), reduzindo o peso dos cortes, alterando a constituição e qualidade dos mesmos.
Enquanto a “cereja do bolo” pode proporcionar mais 10% de preço, quanto proporcionaria maior taxa de desmame?

Fonte: Prof. José Fernando Piva Lobato (Fac. de Agronomia-UFRGS)

Maisartigos

  • Raças são feitas de genes, pessoas e ações

    Genética, Informação | 15 de Maio de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha Participo, hoje (25/04), de um evento do Charolês na unidade da Embrapa em Bagé/RS, a 2ª Prova de Avaliação a Campo (PAC) e Consumo Alimentar Residual (CAR). A raça charolesa, até pouco tempo, vinha muito desconsiderada e esquecida entre...
  • Como produzir o Touro Jovem Angus nº1? (Ou em outra raça)

    Genética, Informação, Mercado | 15 de Abril de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Envolvido em nossas tarefas rotineiras com reprodutores e, atualmente, mais com doadores de sêmen ou candidatos a tal, troquei, em 21 de março, várias mensagens com o nosso colega e cliente Ney Conti, da empresa Zebu Fértil. Em uma delas, revisando documentos de novos touros Angus que terão sêmen coletado, falávam...
  • IATF gera ganhos que superam R$ 3,5 bilhões nas cadeias de produção de carne e de leite

    Genética, Informação, Mercado | 28 de Março de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Boletim Eletrônico do Departamento de Reprodução Animal/FMVZ/USP
    Edição 2, de 21 de março de 2019

    (Cada R$1,00 investido na tecnologia gera retorno de R$4,50; Mercado conta com 3.800 especialistas no campo) Segundo estimativas do Departamento de Reprodução Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da ...
  • Céu de brigadeiro para a terneirada

    Genética, Informação, Mercado | 15 de Março de 2019
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha Os analistas de mercado se debruçam sobre séries históricas de preços, estoque, abates, mercado futuro, mercado de grãos, precipitação, cenários políticos e econômicos nacional e internacional para traçar tendências de preço para o...
  • Embrapa: Algoritmos no comando das nossas vidas

    Genética, Informação, Mercado | 19 de Fevereiro de 2019
    Foto: Imagens da Internet
    Algoritmos fazem, cada vez mais, parte das nossas vidas, razão por que precisamos entender o que são e as possibilidades que nos oferecem. É fácil entender a função dos algoritmos quando os comparamos, por exemplo, a uma simples receita. Para fazer um bolo é necessário seguir um conjunto definido de instruções ...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais