Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 20/10/2020

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Comunicação como insumo fundamental para o agro

Informação, Mercado | 11 de Janeiro de 2019

Nestor Tipa Júnior

Foto: AgroEffective

Nestor Tipa Júnior
Jornalista e pós graduado em Marketing no Agronegócio. Sócio-diretor da AgroEffective

A agropecuária faz parte de um dos setores mais sensíveis à críticas e informações prejudiciais no Brasil. A opinião pública, por vezes, é severa nas cobranças aos produtores rurais e agroindústrias. Basta recordar recentemente o caso da possível fusão dos ministérios da agricultura e meio ambiente, onde depoimentos, notícias e até memes transformaram o setor primário em um vilão que referendaria práticas ilegais contra o nosso sistema ecológico, quando na verdade a grande maioria dos agricultores sintoniza produção e preservação como demonstram diversos levantamentos realizados por aí.

Em tempos de fake news e da pós-verdade, onde cada um acredita naquilo que lhe convém, a comunicação vai se transformar em um dos principais insumos para combater as distorções que hoje as redes sociais propagam sem, muitas vezes, termos a medição de alcance da informação. As pesquisas recentes já mostram o grande acesso dos produtores rurais às redes sociais e que elas estão se transformando em propulsoras de notícias relativas ao setor rural. Entretanto, as comunicações, em sua grande maioria, ainda são voltadas para o chamado "dentro da porteira", ou seja, a agropecuária falando consigo mesma.

O primeiro passo é direcionar parte de sua força para se comunicar com a outra ponta: a sociedade urbana, esta mesma que, por muitas vezes, cobra e aponta o dedo para que o produtor seja responsável. Ela é a primeira que deve receber a mensagem do que o setor está fazendo e no que está evoluindo em termos de controles realizados por mercados, governos e, inclusive, pelos próprios agropecuaristas. No entanto, é preciso mudar a chave da linguagem e criar formas de que este consumidor entenda, de forma didática, a construção que está sendo feita no campo.

A mudança de conceitos exige trabalho e não é da noite para o dia que a transformação acontece. Um exemplo é o próprio conceito de agronegócio, conhecido mundialmente como a relação comercial entre agentes da cadeia produtiva, mas que no Brasil virou palavra para alguns setores de um modelo de produção maléfico que visa interesses de poucos. Injusto para um setor que nos segurou em momentos difíceis. Mas o combate começa com comunicação de forma transparente, ética e, mais do que nunca, criativa, transformando a imagem.

A comunicação e a informação, no sentido de imagem, devem ser tratadas com a mesma importância que as análises de mercado e os manejos técnicos. A imagem de um setor pode, e muito, influenciar diretamente nos negócios e na renda. A comunicação deve ser uma das prioridades dos novos tempos para o setor rural. Com ela, as outras pontas podem evoluir.

Fonte: AgroEffective

Maisartigos

  • Pecuária do Sul: vamos azebuar tudo !!!

    Genética, Informação | 15 de Outubro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha (É o paradoxo estendido na areia, do Pampa) Nesta busca mensal de temas atuais para este espaço na Revista AG, venho sempre trocando ideias com a editora da Revista AG, Thaise Teixeira. Trocamos mensagens sobre as pautas principais da ediç...
  • Angus Recalada: tecnologia, genética e touros para a pecuária moderna

    Informação | 05 de Outubro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Saudações.

    Nesta mesma época em 2019, trouxemos neste catálogo um pouco dos fundamentos técnicos considerados pelo programa de seleção da Cabanha Recalada para: Crescimento e Carcaça. Reprodução e Maternal, e Adaptação e Função. Os quesitos indicados para realizarmos seleção efetiva nestas áreas seguem v...
  • Montana vende touros por R$ 12,5 mil no leilão De Olho Na Fazenda

    Informação | 05 de Outubro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Semana de leilões teve destaque para novilhas super precoces, com lance médio de R$ 7,3 mil

    O Programa Montana comercializou 45 touros e 17 novilhas durante o programa De Olho na Fazenda, realizado entre 14 e 17 de setembro. O lance médio para os machos chegou a R$ 12.500,00, enquanto para as fêmeas foi de R$ 7.300,00...
  • Lote 6 - Recalada 139 Combate

    Informação | 01 de Outubro de 2020
    Destaque - Angus Recalada 2020
    07/10 - Pelotas - Lance Rural

    Lote 6 - Recalada 139 Combate
     (SAV Resource x SAV Bismark)
    Homozigoto Preto 
    Dupla Marca
    Touro Jovem Promebo 2019 (TJ) 
    Suporte Técnico:
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha Velloso      - 051 9 9835 8100
    José Pedro - 051 9 8244 2631

    Consulte cat...
  • Leilão Charolês 50 anos faz R$ 13,2 mil nos touros

    Informação | 29 de Setembro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Realizado neste sábado (26/09) o Leilão Charolês 50 Anos alcançou muito bons resultados em sua edição virtual. Os touros foram comercializados por R$ 13,2 mil e as terneiras por R$ 5,8 mil. Também foram ofertados 40 embriões com valor médio de R$ 2,3 mil.
    Entre os destaques da venda estão: Jotabe Otto 6071 ...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais