Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 28/02/2020

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Comunicação como insumo fundamental para o agro

Informação, Mercado | 11 de Janeiro de 2019

Nestor Tipa Júnior

Foto: AgroEffective

Nestor Tipa Júnior
Jornalista e pós graduado em Marketing no Agronegócio. Sócio-diretor da AgroEffective

A agropecuária faz parte de um dos setores mais sensíveis à críticas e informações prejudiciais no Brasil. A opinião pública, por vezes, é severa nas cobranças aos produtores rurais e agroindústrias. Basta recordar recentemente o caso da possível fusão dos ministérios da agricultura e meio ambiente, onde depoimentos, notícias e até memes transformaram o setor primário em um vilão que referendaria práticas ilegais contra o nosso sistema ecológico, quando na verdade a grande maioria dos agricultores sintoniza produção e preservação como demonstram diversos levantamentos realizados por aí.

Em tempos de fake news e da pós-verdade, onde cada um acredita naquilo que lhe convém, a comunicação vai se transformar em um dos principais insumos para combater as distorções que hoje as redes sociais propagam sem, muitas vezes, termos a medição de alcance da informação. As pesquisas recentes já mostram o grande acesso dos produtores rurais às redes sociais e que elas estão se transformando em propulsoras de notícias relativas ao setor rural. Entretanto, as comunicações, em sua grande maioria, ainda são voltadas para o chamado "dentro da porteira", ou seja, a agropecuária falando consigo mesma.

O primeiro passo é direcionar parte de sua força para se comunicar com a outra ponta: a sociedade urbana, esta mesma que, por muitas vezes, cobra e aponta o dedo para que o produtor seja responsável. Ela é a primeira que deve receber a mensagem do que o setor está fazendo e no que está evoluindo em termos de controles realizados por mercados, governos e, inclusive, pelos próprios agropecuaristas. No entanto, é preciso mudar a chave da linguagem e criar formas de que este consumidor entenda, de forma didática, a construção que está sendo feita no campo.

A mudança de conceitos exige trabalho e não é da noite para o dia que a transformação acontece. Um exemplo é o próprio conceito de agronegócio, conhecido mundialmente como a relação comercial entre agentes da cadeia produtiva, mas que no Brasil virou palavra para alguns setores de um modelo de produção maléfico que visa interesses de poucos. Injusto para um setor que nos segurou em momentos difíceis. Mas o combate começa com comunicação de forma transparente, ética e, mais do que nunca, criativa, transformando a imagem.

A comunicação e a informação, no sentido de imagem, devem ser tratadas com a mesma importância que as análises de mercado e os manejos técnicos. A imagem de um setor pode, e muito, influenciar diretamente nos negócios e na renda. A comunicação deve ser uma das prioridades dos novos tempos para o setor rural. Com ela, as outras pontas podem evoluir.

Fonte: AgroEffective

Maisartigos

  • Negocio Direto: fazendo em vez de esperar

    Informação, Mercado | 14 de Fevereiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    A ação é melhor que a inércia. Quem sabe faz a hora, não espera acontecer. Se Maomé não vai à montanha, a montanha vai a Maomé, e por aí vai. O propósito deste meu texto é compartilhar algumas informações sobre o Grupo de Produtores...
  • EAD pode causar prejuízos na formação do médico veterinário

    Informação | 09 de Fevereiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por João Carlos Gonzales, presidente da Academia Rio-Grandense de Medicina Veterinária

    A recente autorização governamental para que instituições com curso de medicina veterinária utilizem 40% do tempo na forma de ensino a distância (EAD), isto é, por correspondência e/ou internet, despertou a atenção para pos...
  • SC: Verdi realiza bonificação dos primeiros animais Hereford e Braford

    Informação | 06 de Fevereiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Frigorífico catarinense e ABHB fizeram abate certificado pelo programa Carne Pampa Aconteceu no dia 4 de fevereiro o primeiro abate experimental certificado pelo Programa Carne Pampa, da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) do Frigorífico Verdi, localizado no município de Pouso Redondo (SC). Foram reu...
  • ABS NEO: Produtor comemora taxa de prenhez acima de 55% com o uso de embriões

    Informação | 06 de Fevereiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Resultado foi registrado na Fazenda Maranata, no norte do Tocantins O ABS NEO vem se tornando um produto cada vez mais popular entre os produtores. Após decidir investir na solução genética da ABS, um produtor do norte do Tocantins obteve resultados impressionantes já na primeira aplicação - com 204 embriões tra...
  • Angus Austrália: ganhos com a seleção para docilidade

    Informação | 30 de Janeiro de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Uma das características em que os pecuaristas dão alto nível de importância ao tomar decisões de seleção, se não a característica mais importante, é o temperamento. Esta importância foi destacada em uma pesquisa recente com mais de 1.200 produtores de carne bovina na Austrália, que constatou que o temperamen...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais