Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 20/05/2019

Redes sociais

Agendade eventos

Últimasnotícias

ANGUS: Driblar a entressafra é desafio do Carne Angus

Carne, Informação, Mercado | 26 de Abril de 2019

Ana Doralina Menezes, gerente nacional do Programa Carne Angus

Foto: Carolina Jardine

Depois da consolidação como o maior programa de cortes premium do Brasil, o Carne Angus tem como grande desafio garantir mais equilíbrio na oferta de gado ao longo do ano, driblando períodos de entressafra e mantendo os cortes ao alcance do consumidor. “O cliente quer a mesma carne com a mesma qualidade de janeiro a janeiro. E esse produto tem um preço a mais “, pontuou a gerente nacional do Programa Carne Angus, Ana Doralina Menezes, que palestrou no curso de Seleção e Melhoramento, promovido pela Associação Brasileira de Angus, durante a Expoutono, em Uruguaiana. De acordo com ela, os padrões de enquadramento das carcaças se mantêm sempre com o mesmo rigor em busca da padronização, do grau de suculência e da maciez que o consumidor tanto busca. Na tarefa de agregar predicados aos cortes, a médica veterinária reforçou a ação de raças taurinas, em especial da Angus, na produção de cortes premium.

Em busca dessa estabilidade, muitos criatórios vêm utilizado suplementação e o confinamento, sistema que, apesar de mais caro, tem trazidos bons resultados nas regiões mais centrais do país. Além da importância do sistema nutricional, Ana Doralina salientou a força da genética na produção de carne de qualidade, um trabalho que exige análise dos dados dos reprodutores. “É preciso que o pecuarista olhe o romaneio e veja porque alguns animais não foram certificados. Para saber o que melhorar, eu preciso saber o que estou produzindo. Alguns sabem, mas, a maioria tem que evoluir muito”, frisou.

E lembrou que a excelência não se limite ao campo. “Todas as etapas influenciam a qualidade, da produção até o frigorífico. Um animal pode ter a melhor genética no campo, mas, se cada um não fizer a sua parte, vai tudo por água abaixo”, disse citando a importância de garantir um bom transporte, um abate eficaz, além de técnicas de manejo que levem em conta o bem-estar animal dentro e fora da fazenda. Ana Doralina citou, ainda, que há diversos outros fatores determinantes como o sexo, castração e maturação da carne na indústria, por exemplo.

Ao falar para grupo de estudantes, Ana Doralina explicou - em detalhes - como são avaliadas as carcaças no escopo do Programa Carne Angus e ressaltou que a presença de gordura revestindo as peças é essencial para manter a qualidade. “A gordura de cobertura assegura qualidade para que a carne enfrente a cadeia de frio, que vai da câmara frigorífica à geladeira do consumidor”, salientou. E lembrou que os princípios do Programa Carne Angus seguem imutáveis nesses 15 anos de atuação. “Seguimos embasados em três pilares: genética Angus, animais jovens e carcaças bem acabadas”, concluiu.

Fonte: ABA

Maisnotícias

  • Lajeado Vermelho realizará liquidação de plantel Braford em Uruguaiana, RS

    Genética, Informação, Mercado | 16 de Maio de 2019
    Foto: Trajano Silva Remates / Divulgação
    Leilão ocorre no dia 21 de maio em Uruguaiana com destaque para 500 fêmeas No próximo dia 21 de maio, a partir das 14h, no Parque Agrícola e Pastoril de Uruguaiana (RS), ocorrerá um dos leilões mais esperados da raça Braford no ano. O remate de Liquidação Total da Lajeado Vermelho, a cargo da Trajano Silva Rema...
  • Paulo de Castro Marques: Eu quero vacinar meus animais contra aftosa

    Carne, Informação, Mercado | 16 de Maio de 2019
    Foto: Imagens da Internet
    O programa de vacinação obrigatória do rebanho bovino brasileiro contra febre aftosa é uma das melhores iniciativas da pecuária nacional para impedir o aparecimento de uma doença que, comprovadamente, causa sérios prejuízos econômicos para os criadores e irreparáveis danos à imagem do Brasil como fornecedor de...
  • Cabanha Santo Izidro faz R$ 8,09 mil para machos e R$ 3,97 mil para fêmeas

    Genética, Informação, Leilões | 15 de Maio de 2019
    Foto: José Furtado
    Tradicional remate da cabanha de Dilermando de Aguiar fechou com média de R$ 8,09 mil nos machos e R$ 3,97 mil nas fêmeas Realizado na última sexta-feira, o tradicional leilão da Cabanha Santo Izidro, de Dilermando de Aguiar, movimentou o recinto do Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Em...
  • Uruguai a um passo de importar gado em pé do Brasil

    Informação, Mercado | 15 de Maio de 2019
    Foto: El Observador
    Los frigorícos plantearon la necesidad al Ministerio de Ganadería por los altos precios del gordo; los animales solo podrán ser comercializados en el mercado local Los frigorícos uruguayos iniciaron gestiones hace ya algunas semanas para lograr la certicación sanitaria de parte del Ministerio de Ganadería, Agricul...
  • Fuego: touro Brangus editado geneticamente para pesquisa

    Informação | 15 de Maio de 2019
    Foto: Daniel Sempé
    Un grupo de científicos argentinos logró editar genéticamente al toro "Fuego" de la raza vacuna Brangus para avanzar a animales con carne más magra y productivos. La investigación la hicieron científicos de Kheiron Biotech en Pilar, Buenos Aires, con la técnica de tijeras de edición génica CRISPR-Cas9. La edici...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais