Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 24/01/2021

Redes sociais

Agendade eventos

Últimasnotícias

ABS: Genética sexada conquista mercado e garante resultados para produtores

Genética, Informação, Mercado | 26 de Junho de 2020

ABS: Genética sexada conquista mercado e garante resultados para produtores

Foto: Assessoria de Imprensa ABS

Com soluções inovadoras que estão ressignificando o conceito de sêmen sexado, a ABS está contribuindo para a disseminação da tecnologia, com clientes cada vez mais satisfeitos

A tecnologia da genética sexada vem surpreendendo especialistas e produtores desde a sua inserção no mercado. Com resultados indiscutíveis de produtividade e as oportunidades sem precedentes relativas ao controle sobre a multiplicação das melhores fêmeas do rebanho, a ferramenta tornou-se uma verdadeira tendência entre os criadores brasileiros

Potencializada pela avançada tecnologia IntelliGen, a ABS lançou o Sexcel, a versão da empresa da genética sexada, em 2017. Imediatamente, o produto revelou ser uma referência para rebanhos leiteiros. Em apenas nove meses, um milhão de doses já haviam sido produzidas pela empresa. Até março de 2020, já tinham sido vendidas mais de 5 milhões, em todo o mundo.

E o crescimento não para. A tecnologia da genética sexada, antes associada apenas aos rebanhos leiteiros, como forma de multiplicar as fêmeas de maior capacidade produtiva para potencializar a produção de leite, também foi adequada para fazendas de corte, por meio do Sexcel Nelore, desenhada pela ABS como uma ferramenta inovadora para a reposição de fêmeas no rebanho.

Não é coincidência, afinal, que as vendas de sêmen sexado em nível nacional registraram um aumento de 29% em 2019, de acordo com a Associação Brasileira da Inseminação Artificial (Asbia).

Nos primeiros meses de 2020, turbinado pela crescente quantidade de produtores impressionados pela solução que o Sexcel representa para as cadeias da carne e do leite, o produto segue registrando um aumento da demanda.

"Devemos fechar este ano fiscal com um total de 115 mil doses de sêmen sexado Sexcel. Em média, produzimos cerca de 10 mil doses por mês. Já sabíamos do potencial da tecnologia para os rebanhos de corte, mas a verdade é que os resultados até agora têm superado as nossas expectativas", comenta a gerente do laboratório IntelliGen da ABS, Amanda Nonato.

De acordo com ela, as vantagens do produto são muito claras, o que ajuda a explicar por que cada vez mais pecuaristas decidem investir na tecnologia.

"Temos observado ótimas taxas de concepção, próximas às obtidas pelo sêmen convencional, e isso está permitindo que os clientes superem os seus objetivos na produção de fêmeas. Um dos diferenciais do Sexcel é a preservação do espermatozoide, que aumenta a sua viabilidade", descreve.

Em termos práticos, o que isso significa é que o produtor, seja de leite, ou de carne, tem a possibilidade de intensificar a seleção de fêmeas, potencializando todo o sistema produtivo, como consequência.

"Verificamos, nos últimos meses, uma procura ainda mais intensa pela tecnologia Sexcel. O produtor está se apercebendo de que o planejamento genético que utiliza o Sexcel nas melhores fêmeas é capaz de aumentar a velocidade do melhoramento genético e, como resultado, a produção de leite. Quando se somam a melhor bateria de Leite Tropical e a mais avançada tecnologia do mercado, o resultado só pode ser a maior lucratividade", comemora o coordenador de Produtos e Atendimento ao Cliente Leite da ABS, Fernando Rosa.

A campo. Quem aposta na tecnologia segue obtendo excelentes resultados. Na Fazenda Cobiça, em Três Corações (MG), a equipe decidiu ampliar a utilização do Sexcel, passando a inseminar também as vacas adultas do plantel. A fazenda abriga um rebanho de mais de 2 mil animais da raça Holandês. Para o produtor Marcelo Branquinho, o sêmen sexado tornou-se uma ferramenta essencial para a produção leiteira.

“O sêmen sexado tem sido uma vantagem surpreendente para nós. A taxa de concepção que registramos é tão elevada, que decidimos passar a inseminar as vacas adultas, e não somente as primíparas e segundíparas”, esclarece Marcelo.

Em 1993, a Fazenda Cobiça produzia 600 litros de leite por dia. Hoje, 27 anos depois, a propriedade responde pela produção de 38 mil litros. Dos mais de 2,4 mil animais que compõem o rebanho, 1096 são vacas em lactação. A média de produção por animal é de 34,49 litros por dia.

Além disso, só no ano passado, a fazenda adquiriu um total de 1.700 doses de genética sexada Sexcel.

Para alcançar esse resultado, o produtor depositou a sua confiança na genética ABS, por meio do Sexcel e, até agora, a satisfação é constante. “Estamos alavancando o crescimento do rebanho e obtendo excelentes taxas de concepção, bem semelhantes ao sêmen convencional. Sabemos que o equilíbrio é fundamental, por isso, na escolha dos touros mais adequados, priorizamos em 50% a saúde e em 50% a produção de leite”, revela.

A taxa de concepção média anual chegou a 48% e a taxa de prenhez subiu para 36%, revelando o verdadeiro potencial da tecnologia aplicada a um sistema produtivo leiteiro com foco no crescimento e no melhoramento genético constante.

Fonte: ABS

Maisnotícias

  • ABHB: PampaPlus auxilia na seleção de animais e traz retorno econômico ao criador

    Genética, Informação | 22 de Janeiro de 2021
    Foto: Gabriel Oliveira / Agência El campo
    O uso de programas de melhoramento genético vem mostrando a cada dia sua importância dentro da porteira. Nesse sentido, o trabalho do PampaPlus, Programa de Melhoramento Genético Oficial da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) é fundamental para auxiliar na seleção de animais superiores, que trazem ...
  • Conexão Delta G: Melhoramento genético promove qualidade da carne do produtor ao consumidor

    Genética, Informação | 22 de Janeiro de 2021
    Foto: Conexão Delta G
    Conexão Delta G busca trabalhar de forma direta e indireta para auxiliar produtores comerciais Com o mercado da carne aquecido, a produção na ponta também busca garantir a qualidade do produto que chega ao consumidor final. Neste ponto, o melhoramento genético pode contribuir para que o produto tenha a excelência ...
  • RS: Tecnologia no reforço da sanidade animal entra em nova fase

    Informação | 21 de Janeiro de 2021
    Foto: Fundo Estadual de Defesa Sanitária Animal
    Poucos países tem o nível de informações disponíveis no RS A análise dos últimos focos de febre aftosa registrados no Rio Grande do Sul, há 20 anos, vai contribuir para a definição dos parâmetros utilizados nos modelos matemáticos que determinam a velocidade e direção da disseminação do vírus em caso de...
  • Febre Aftosa: RS dá mais um passo em direção a novo status sanitário

    Informação | 18 de Janeiro de 2021
    Foto: Imagens da Internet
    Comitê científico da OIE avaliará pleito esta semana Essa semana o Comitê Científico da Organização Internacional de Saúde Animal (OIE) avalia o pleito do Rio Grande do Sul para reconhecimento de área livre de febre aftosa sem vacinação. “Trata-se de mais um passo para o estado, que poderá refletir diretam...
  • ABS lança Catálogo Leite Europeu 2021

    Genética | 18 de Janeiro de 2021
    Foto: Assessoria de Imprensa ABS
    A ABS lançou, esta semana, o novo Catálogo Leite Europeu 2021, com as opções em genética das raças Holandês e Jersey. No material, a empresa apresenta quantidade de touros diversificada que atende todos os planos genéticos do mercado com grande intensidade de seleção. O catálogo ABS oferece informações comp...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais