Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 08/08/2020

Redes sociais

Agendade eventos

Últimosartigos

Seleção genômica em Hereford e Braford

Genética, Informação | 01 de Julho de 2020

Por Marcos Jun-Iti Yokoo

Até pouco tempo, nos programas de avaliação genética e seleção de bovinos de corte, a seleção assistida por marcadores moleculares utilizando-se de poucos marcadores do tipo microssatélites, salvo algumas exceções, não foi muito eficiente, uma vez que, geralmente, as características de importância econômica são controladas por muitos pares de genes e, portanto, a informação destes poucos marcadores explica muito pouco a variabilidade genética. Depois, com a detecção de milhares ou milhões de polimorfismo de um único nucleotídeo (SNP), a seleção assistida por marcadores em escala genômica passou a ser uma realidade, dado o ganho em acurácia que os valores genéticos aprimorados pela genômica proporcionam, entre outras vantagens. Desta forma, podem-se selecionar reprodutores e matrizes em idades jovens, diminuindo o intervalo de geração e controlando a consanguinidade, sem precisar expor o animal a fenotipagem (por exemplo, desafiar o animal a pegar carrapato para poder contar a carga parasitária, e correr o risco deste animal, adoecer ou pior, vir ao óbito).

Na prática, o uso das DEP´s (diferença esperada na progênie) aprimoradas pela genômica não é tão simples como os pecuaristas gostariam. Ela depende muito das pesquisas, ou seja, do desenvolvimento das equações de predição, provenientes de rebanhos denominados “referência”, com animais fenotipados e genotipados, para se conhecer o potencial genético de cada marcador. De posse destas equações provenientes de rebanhos “referência”, de fenótipos de importância econômica, as Deogs (diferenças esperadas na progênie aprimorada pela genômica) permitem a identificação de animais geneticamente superiores, antes da coleta de dados fenotípicos, ou seja, em animais jovens, acelerando o processo de tomada de decisões e diminuindo os custos. Tudo isto, desde que uma confiável e ampla população de referência seja formada.

Atualmente, a Embrapa Pecuária Sul disponibiliza aos pecuaristas interessados em utilizar as genéticas Hereford e Braford o serviço de predição genômica para sete características (Pigmentação ocular, Pelame na desmama, Pelame no sobreano, Contagem de Carrapato, Peso ao Nascer, Peso à desmama e Peso ao Sobreano), representando um ganho em acurácia que varia entre 33% e 84% para estas características.

Um exemplo prático para uma característica economicamente importante, a resistência ao carrapato, é: se um produtor utilizar um touro melhorador, ou seja, de alta resistência ao carrapato, avaliado pela Depg da Embrapa, os seus filhos em média deverão se infestar de carrapato, 33% menos comparado aos filhos de um outro touro com Depg de baixa resistência ao carrapato. Além disso, comparando a DEP tradicional de resistência ao carrapato com a Depg de resistência ao carrapato, a acurácia da DEP tradicional gira em torno de 26%, enquanto que para a Depg, esta acurácia sobe para 48%, garantindo uma maior confiança para o produtor poder fazer a seleção, portanto errando menos no processo de melhoramento genético.

O produtor que tem interesse em utilizar este serviço da Embrapa, basta extrair uma amostra biológica do referido animal e entrar em contato com a Embrapa Pecuária Sul pelo e-mail: cppsul.labegen@embrapa.br.

Por: Marcos Jun-Iti Yokoo - Zootecnista e pesquisador A – Melhoramento Genético Animal da Embrapa Pecuária Sul - Bagé/RS
Fonte: ABHB

Maisartigos

  • USP: Evolução da IA em bovinos de corte e leite no Brasil (Edição 4 - 15/07/20)

    Informação | 16 de Julho de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    (O emprego da IA cresceu 270% de 2002 a 2019; Os produtores utilizam a IA com maior intensidade em rebanhos de corte)

    Boletim Eletrônico do Departamento de Reprodução Animal/FMVZ/USP - Edição 4, de 15 de julho de 2020  Editorial 

    Segundo estudos realizados pelo Departamento de Reprodução Animal da Faculdade de Medi...
  • Comprei um touro no Mercado Livre

    Informação, Mercado | 15 de Julho de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

    "Há males que vêm para piorar tudo”, dizia um amigo pessimista. Acho graça no ditado adaptado, mas não o acompanho no raciocínio. A crise que estamos vivendo da Covid-19 está trazendo grandes avanços digitais em muitas áreas. Fala-se is...
  • Inovação argentina melhora a precisão das DEPs Genômicas

    Informação | 10 de Julho de 2020
    Foto: Valor Carne (www.valocarne.com.ar)
    Una metodología desarrollada por la FAUBA facilita la predicción de caracteres de interés económico, en especial de aquéllos difíciles y costosos de medir, utilizando relaciones de parentesco más refinadas. El cálculo no solo involucra a los padres, como los métodos de otros países, sino a los abuelos. El nuevo...
  • Comercialização Virtual de Terneiros no Período da Pandemia do Covid-19: Análise Preliminar

    Informação | 29 de Junho de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    O NESPro conduziu um projeto, por quatro meses, com a finalidade de avaliar o comportamento dos agentes do mercado de terneiros de corte no RS. Esse projeto foi desenvolvido em resposta a uma conjuntura atípica, a pandemia pelo Covid-19, a qual estabeleceu um distanciamento social, que proibiu a concentração de pessoa...
  • Tecnologia à frente: Inseminação Artificial avança no primeiro trimestre

    Informação, Mercado | 18 de Junho de 2020
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Por Fernando Furtado Velloso
    Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha A ASBIA (Associação Brasileira de Inseminação Artificial), entidade que participo da atual gestão, divulgou publicamente, no início de maio, o relatório INDEX ASBIA 1º Trimestre/2020. Os dados são recebidos de todas centrais afiliadas ...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais