Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 27/01/2021

Redes sociais

Agendade eventos

Últimasnotícias

Angus fecha ano com recorde de exportação de carne certificada e avanço da genômica

Carne, Informação | 05 de Janeiro de 2021

A Associação Brasileira de Angus encerra 2020 batendo a marca histórica de Carne Angus Certificada enviada ao mercado externo. Segundo levantamento realizado pela entidade, de janeiro a novembro deste ano, foram exportadas 531 toneladas de Carne Angus. O montante é 31% superior a 2017, ano em que se embarcou, até então, a quantia recorde de 405 toneladas. O principal destino dos produtos foi a China. O país asiático foi responsável pela compra de 43,7% do total exportado. “Apesar da pandemia, conseguimos nos posicionar no mercado, mostrando que somos produtores e exportadores de carne de alta qualidade e com valor agregado”, avalia a gerente do Programa Carne Angus Certificada, Ana Doralina Menezes.

Para Ana Doralina, o resultado das vendas sinaliza a valorização da carne premium brasileira e confirma a excelência dos produtos que estampam o selo verde-amarelo da Angus. “Nosso objetivo é conquistar cada vez mais novos mercados pelo mundo. Por isso, em 2021, seguiremos trabalhando do campo aos frigoríficos para entregar uma carne com qualidade diferenciada e padronização de ponta”, assegura a gerente. Assim que a pandemia permitir, a Angus também planeja intervenções no exterior para abrir novos mercados para o Angus do Brasil, que já chegou a países exigentes como a Alemanha e tem clientes fiéis nos países árabes.

Em 2020, a raça também registrou expansão no número de carcaças certificadas pelo Programa Carne Angus dentre o universo de animais recebidos nas unidades frigoríficas parceiras. Conforme levantamento, de janeiro a outubro, a porcentagem de certificação saltou de 69%, em 2019, para 72%, em 2020. O balanço ainda sinalizou para crescimento na produção de cortes por carcaça. O aproveitamento dos animais certificados teve alta de 25%. Segundo Ana Doralina, a expansão foi de 72,5 quilos para 90,6. “Essa quantia é bastante significativa, já que tivemos um ano de incremento nas exportações. Dentro dos frigoríficos, acabamos disputando os cortes entre mercado interno e externo por questão de valor”, avalia.

Em 2020, o portfólio de parceiros do Programa Carne Angus também cresceu com a adesão dos frigoríficos Coqueiro (RS) e Boibras (MS) e das redes varejistas Comper (MS) e Festval (PR). O Programa Carne Angus tem, atualmente, 38 unidades frigoríficas certificando em 11 estados brasileiros. “Fechamos parcerias importantes neste ano. No próximo, há novas empresas para se somar a esse time, algumas parcerias, inclusive, já estão em andamento”, garante a gerente do Programa.

Para o presidente da Associação Brasileira de Angus, Nivaldo Dzyekanski, apesar do ano atípico, a raça Angus seguiu avançando por todos os cantos do Brasil, mostrando sua eficiência e adaptabilidade pelos diferentes climas e solos. “Em 2020, avançamos no Carne Angus, nas exportações, nas parcerias, na comercialização de animais na Temporada, na contratação de reprodutores nacionais por centrais de inseminação e no desenvolvimento da genômica. Com todos os cuidados necessários, mantemos nossa atuação e encerramos o ano com a certeza de que a genética Angus segue sendo uma potência no mercado”.

Os ganhos do Programa Carne Angus começam no campo. Consciente disso, a Angus realizou ao longo do ano diversas ações de fomento ao melhoramento genético no rebanho nacional. Fechou parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para o desenvolvimento da base de dados e de procedimentos necessários para a implementação da genômica no Brasil e para a realização do Teste de Eficiência Alimentar. “As provas são muito importantes para a raça Angus, pois geram informações cada vez mais relevantes para a pecuária moderna. Também são essenciais para a evolução da genômica, para que, em breve, possamos predizer essa característica sem ter que colocar os animais em avaliação nos cochos”, afirma o gerente de Fomento da Angus, Mateus Pivato.

Fonte: ABA

Maisnotícias

  • Embrapa: Cientistas usam drones com câmeras inclinadas para monitorar gado no pasto

    Informação | 27 de Janeiro de 2021
    Foto: Embrapa
    Imagens oblíquas e tecnologias de aprendizado profundo (deep learning), como as redes neurais computacionais, chamadas convolucionais, têm se revelado promissoras para a detecção e contagem de gado no pasto por meio de drones. É o que indicam resultados preliminares de estudos descritos no artigo Cattle Detection Us...
  • Brasil inicia registro da raça Speckle Park

    Informação | 27 de Janeiro de 2021
    Foto: Wayne Jenkins
    Uma nova raça bovina voltada à produção de carne acaba de desembarcar no Brasil. Inédita entre criatórios brasileiros, a Speckle Park terá seus registros genealógicos operacionalizados pela Associação Nacional de Criadores Herd-Book Collares (ANC). A delegação foi autorizada neste mês de janeiro pelo Minist...
  • ABHB: PampaPlus auxilia na seleção de animais e traz retorno econômico ao criador

    Genética, Informação | 22 de Janeiro de 2021
    Foto: Gabriel Oliveira / Agência El campo
    O uso de programas de melhoramento genético vem mostrando a cada dia sua importância dentro da porteira. Nesse sentido, o trabalho do PampaPlus, Programa de Melhoramento Genético Oficial da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) é fundamental para auxiliar na seleção de animais superiores, que trazem ...
  • Conexão Delta G: Melhoramento genético promove qualidade da carne do produtor ao consumidor

    Genética, Informação | 22 de Janeiro de 2021
    Foto: Conexão Delta G
    Conexão Delta G busca trabalhar de forma direta e indireta para auxiliar produtores comerciais Com o mercado da carne aquecido, a produção na ponta também busca garantir a qualidade do produto que chega ao consumidor final. Neste ponto, o melhoramento genético pode contribuir para que o produto tenha a excelência ...
  • RS: Tecnologia no reforço da sanidade animal entra em nova fase

    Informação | 21 de Janeiro de 2021
    Foto: Fundo Estadual de Defesa Sanitária Animal
    Poucos países tem o nível de informações disponíveis no RS A análise dos últimos focos de febre aftosa registrados no Rio Grande do Sul, há 20 anos, vai contribuir para a definição dos parâmetros utilizados nos modelos matemáticos que determinam a velocidade e direção da disseminação do vírus em caso de...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais