Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 27/01/2021

Redes sociais

Agendade eventos

Últimasnotícias

Pecuarista espera preços estáveis para o boi gordo

Informação | 07 de Janeiro de 2021

Pecuarista espera preços estáveis para o boi gordo

Foto: Divulgação/Assessoria

Depois de cotações oscilantes em 2020 e de picos de preço no fechamento do ano, o mercado do boi gordo no Rio Grande do Sul mantém uma expectativa positiva em relação a 2021. Para o coordenador do Núcleo de Estudos em Sistemas de Produção de Bovinos de Corte e Cadeia Produtiva (Nespro/Ufrgs), Júlio Barcellos, os próximos meses permanecerão favoráveis para a recuperação econômica do pecuarista gaúcho que, entre 2016 e 2018, teve de encarar um enfraquecimento da atividade. “Espero que ocorra uma reprise dos preços do segundo semestre de 2020”, diz Barcellos, que acredita em estabilidade tanto nos valores, quanto no consumo e na exportação.

Pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada Cepea (Cepea/Esalq/USP) também falam em cotações firmes em termos de país, principalmente em função da demanda externa e da possível continuidade de oferta restrita de animais prontos para o abate. A destinação de terneiros vivos para exportação, na opinião do presidente do Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados do Rio Grande do Sul (Sicadergs), Ronei Lauxen, é uma das explicações para o enxugamento da oferta e para a consequente ampliação dos preços no Estado.

Desta forma, Lauxen acredita que 2021 poderá sustentar valores superiores aos vistos no ano passado. Destaca ainda que a falta de matéria-prima, associada às incertezas impostas pela pandemia do coronavírus, é uma das grandes preocupações dos frigoríficos, que provavelmente se obrigarão a aumentar a aquisição de carne de outros Estados neste ano.

Ao longo de 2020, os preços do boi gordo flutuaram. No primeiro trimestre, a cotação média do quilo vivo se manteve entre R$ 6,60 e R$ 7,07 no Estado, segundo o Nespro. Com o início da pandemia, recuaram para a casa dos R$ 6,30. Na metade do ano, período de entressafra, a cotação se recuperou e, após sucessivas altas, alcançou a casa dos R$ 7 em junho. Barcellos lembra que, no Brasil Central, os preços também subiram, o que limitou a entrada de carne de outros Estados no Rio Grande do Sul, outro movimento que ajuda a explicar a alta dos valores internos.

No entanto, o ponto fora da curva em 2020, segundo Barcellos, foi o comportamento das cotações entre setembro e outubro, quando se mantiveram firmes, diferentemente do que costuma acontecer nessa época em que o pecuarista amplia a oferta de animais para abate. “Esta foi a exceção”, destaca. No último trimestre de 2020 o quilo vivo do boi gordo alcançou a casa dos R$ 8, com pico máximo de R$ 8,93 no final de novembro.

Fonte: Correio do Povo, 07/01/21 (por Cíntia Marchi) 

Maisnotícias

  • Embrapa: Cientistas usam drones com câmeras inclinadas para monitorar gado no pasto

    Informação | 27 de Janeiro de 2021
    Foto: Embrapa
    Imagens oblíquas e tecnologias de aprendizado profundo (deep learning), como as redes neurais computacionais, chamadas convolucionais, têm se revelado promissoras para a detecção e contagem de gado no pasto por meio de drones. É o que indicam resultados preliminares de estudos descritos no artigo Cattle Detection Us...
  • Brasil inicia registro da raça Speckle Park

    Informação | 27 de Janeiro de 2021
    Foto: Wayne Jenkins
    Uma nova raça bovina voltada à produção de carne acaba de desembarcar no Brasil. Inédita entre criatórios brasileiros, a Speckle Park terá seus registros genealógicos operacionalizados pela Associação Nacional de Criadores Herd-Book Collares (ANC). A delegação foi autorizada neste mês de janeiro pelo Minist...
  • ABHB: PampaPlus auxilia na seleção de animais e traz retorno econômico ao criador

    Genética, Informação | 22 de Janeiro de 2021
    Foto: Gabriel Oliveira / Agência El campo
    O uso de programas de melhoramento genético vem mostrando a cada dia sua importância dentro da porteira. Nesse sentido, o trabalho do PampaPlus, Programa de Melhoramento Genético Oficial da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) é fundamental para auxiliar na seleção de animais superiores, que trazem ...
  • Conexão Delta G: Melhoramento genético promove qualidade da carne do produtor ao consumidor

    Genética, Informação | 22 de Janeiro de 2021
    Foto: Conexão Delta G
    Conexão Delta G busca trabalhar de forma direta e indireta para auxiliar produtores comerciais Com o mercado da carne aquecido, a produção na ponta também busca garantir a qualidade do produto que chega ao consumidor final. Neste ponto, o melhoramento genético pode contribuir para que o produto tenha a excelência ...
  • RS: Tecnologia no reforço da sanidade animal entra em nova fase

    Informação | 21 de Janeiro de 2021
    Foto: Fundo Estadual de Defesa Sanitária Animal
    Poucos países tem o nível de informações disponíveis no RS A análise dos últimos focos de febre aftosa registrados no Rio Grande do Sul, há 20 anos, vai contribuir para a definição dos parâmetros utilizados nos modelos matemáticos que determinam a velocidade e direção da disseminação do vírus em caso de...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais