Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 27/02/2021

Redes sociais

Agendade eventos

Últimasnotícias

RS: Cresce a ociosidade nos frigoríficos gaúchos

Informação | 14 de Fevereiro de 2021

RS: Cresce a ociosidade nos frigoríficos gaúchos

Foto: Divulgação/Assessoria

Número de abates caiu de 11 mil cabeças de bovinos por dia em dezembro para 7 mil neste mês de fevereiro

Os frigoríficos gaúchos não têm encontrado dificuldades para comprar matéria-prima, porém a redução no consumo de carne bovina desde o final de dezembro impactou de forma drástica nos abates. É o que garante o presidente do Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados no Estado do Rio Grande do Sul (Sicadergs), Ronei Lauxen. Segundo ele, os abates, que até dezembro ficaram entre 10 mil e 11 mil cabeças por dia, despencaram desde janeiro para uma média de 7 mil cabeças por dia.

A valorização do boi no último ano, acima de 30%, conforme Lauxen, obrigou a indústria a fazer repasse semelhante a seus preços no atacado. “Isso teve um reflexo enorme no consumo, reduzindo em um terço a demanda normal”, observa. Fatores como a interrupção do auxílio emergencial, o prosseguimento da pandemia e das regras de isolamento e os altos índices de desemprego, diz o dirigente, são os responsáveis pelo agravamento da situação. Ele ressalta, entretanto, que a queda na oferta do boi gordo é uma realidade desde o ano passado, em razão do alto volume de exportações de bovinos pelo Estado, inclusive de animais vivos.

Acompanhamento feito pelo Núcleo de Estudos em Sistemas de Produção de Bovinos de Corte e Cadeia Produtiva (NESPro), da Ufrgs, demonstra a evolução do preço do boi, tanto no peso vivo quanto no peso carcaça, entre janeiro de 2020 e o mesmo mês de 2021. O quilo do boi vivo, que em janeiro do ano passado era em média R$ 6,62, chegou no primeiro mês de 2021 a R$ 9,05. Na carcaça, onde o cálculo é feito sobre o peso do animal abatido, o preço pulou de R$ 13,52, em janeiro de 2020, para R$ 17,05.

O economista-chefe da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Antônio da Luz, explica que a escassez de bovinos ocorre em todo o território brasileiro, em função, principalmente, da demanda pela carne brasileira no exterior. A redução no consumo, afirma, também tem explicação econômica. “Se a economia vai mal, e a queda no PIB nacional demonstra isso, o consumo de carne bovina cai”, observa.

Fonte: Correio do Povo, 14/02/21 (por Nereida Vergara) 

Maisnotícias

  • Road In Farm Mapa da Genética 2021 Edição Virtual

    Genética, Informação | 25 de Fevereiro de 2021
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Em 2021, o Road in Farm – Mapa da Genética, evento bienal que desde 2012 movimenta o setor pecuário no Brasil, terá uma edição especial, virtual. De 8 a 11 de março, criadores, especialistas e projetos pecuários de referência reúnem-se on-line para tratar de estratégias e ações para o setor. Idealizado e ...
  • Setor de Registros comemora crescimento das raças Hereford e Braford em 2020

    Genética, Informação | 25 de Fevereiro de 2021
    Foto: Everton Souza Marita
    Mesmo com um ano marcado por mudanças e incertezas, as raças Hereford e Braford mantiveram-se em destaque. Em 2020, o setor de Registro Genealógico da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) registrou mais de 42 mil exemplares, um crescimento de 8% em relação ao ano anterior. Na raça Hereford o setor r...
  • Liderança com acurácia: Caldonegro lidera ranking do PMGZ com filhos avaliados

    Genética, Informação | 25 de Fevereiro de 2021
    Foto: Assessoria de Imprensa ABS
    O touro Nelore REM CaldoNegro, da bateria de Corte Zebu da ABS, tornou-se líder com filhos avaliados no maior sumário das raças zebuínas, o Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ), da ABCZ. A nova atualização, divulgada este mês, expressa todo o potencial do touro, com elevada acurácia, sendo DECA ...
  • Pesquisa Semanal: Preços do Gado Gordo e Gado de Reposição no RS (23/02/21)

    Informação | 24 de Fevereiro de 2021
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Finalizamos fevereiro com altas em todas as modalidades de compra do boi gordo.

    O preço médio do boi na modalidade peso vivo subiu cerca de 3% e a vaca 1%. Já na modalidade de compra a peso de carcaça, os preços subiram 3% e 1,5 respectivamente para o boi e para a vaca.
    O gado de reposição por sua vez obteve alta...
  • Liderança com acurácia: CaldoNegro lidera ranking do PMGZ com filhos avaliados

    Informação | 24 de Fevereiro de 2021
    Foto: Divulgação/Assessoria
    O touro Nelore REM CaldoNegro, da bateria de Corte Zebu da ABS, tornou-se líder com filhos avaliados no maior sumário das raças zebuínas, o Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ), da ABCZ. A nova atualização, divulgada este mês, expressa todo o potencial do touro, com elevada acurácia, sendo DECA ...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais