Últimasnotícias

Mapa confirma liberação de carne bovina exportada para China antes da suspensão

Informação | 23 de Novembro de 2021

A China liberou a entrada de carne bovina brasileira exportada antes da suspensão das compras ocorrida em 4 de setembro, que aguardava liberação nos portos chineses, confirmou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) brasileiro nesta terça-feira (23).

“O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirma o recebimento de comunicado da Administração Geral de Alfândegas da China (GACC, em inglês) de que as cargas de carne bovina que receberam a certificação sanitária até o dia 3 de setembro de 2021 poderão ser internalizadas na China”, disse o Mapa em nota enviada à CarneTec.

“A ministra Tereza Cristina considera que a liberação desses lotes pela GACC representa um avanço rumo à retomada das exportações regulares para a China.”

Cerca de 100 mil toneladas de carne bovina brasileira devem ser liberadas, segundo estimativa da consultoria Agrifatto.

“Algumas já estavam sendo liberadas via despachante, mas agora fica autorizado o recebimento de todo o volume”, disse a Agrifatto em nota.

As exportações de carne bovina para a China estão suspensas desde o início de setembro, após o Brasil confirmar dois casos atípicos de encefalopatia espongiforme bovina (EEB).

Desde então, a China continuou sendo o maior importador de carne bovina brasileira, sinalizando que algumas cargas estavam sendo liberadas.

Em outubro, a cidade-Estado de Hong Kong comprou 19,46 mil toneladas de carne bovina in natura e processada brasileira, e a China Continental importou outras 8,23 mil toneladas, totalizando 27,7 mil toneladas, segundo informações da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo).

Fonte: Carne Tec, por Anna Flávia Rochas (23/11/21) 

Mapa confirma liberação de carne bovina exportada para China antes da suspensão

Foto: CarneTec