Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 25/01/2022

Redes sociais

Agendade eventos

Últimasnotícias

Rio da Paz vence Mérito Genético Angus pelo segundo ano consecutivo

Informação | 07 de Dezembro de 2021

Rio da Paz vence Mérito Genético Angus pelo segundo ano consecutivo

Foto: Gabriel Oliveira / Agência El campo

Pelo segundo ano consecutivo, a Fazenda Rio da Paz, de Cascavel (PR), sagrou-se campeã do Troféu Mérito Genético Angus – Luiz Alberto Fries. A propriedade, comandada pelos criadores Antônio e Renato Zancanaro, destacou-se pelo trabalho realizado no melhoramento genético da raça Angus, especialmente na seleção de matrizes. “Esse prêmio representa que estamos no caminho certo, sempre buscando evoluir, e ao mesmo tempo aumenta a nossa responsabilidade”, pondera Renato Zancanaro. Em 2020, cinco criatórios atingiram mais de 1.400 pontos e, em 2021, 11 rebanhos alcançaram esse feito. “Isso mostra que realmente houve um avanço na utilização dos critérios de melhoramento genético nas propriedades e elas avançaram em pontuação”, ressalta Fábio Barreto, representante da Progen.

Com disputa acirrada entre os criatórios, a Rio da Paz evidenciou-se pela média ponderada do índice final dos ventres componentes do rebanho nos últimos três anos. “A propriedade fez cerca de 7 pontos acima dos demais competidores. Isso indica que a fazenda tem investido fortemente na seleção de matrizes”, explica o gerente de Fomento da Associação Brasileira de Angus, Mateus Pivato. Além disso, a Rio da Paz sobressaiu na relação de touros superiores, ou seja, no índice médio dos touros pais utilizados nos últimos três anos. Essa é a terceira vez que o criatório conquista a distinção desde o início deste reconhecimento concedido pela Associação Brasileira de Angus em parceria com a Progen, sendo destaque com três vitórias nos últimos quatro anos.

Segundo Zancanaro, o segredo para consecutivas vitórias está na persistência e no foco. “E, é lógico, no conhecimento”, acrescenta. A propriedade, que trabalha com a produção de animais a campo, utiliza ferramentas como o Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (Promebo) e as análises genômicas, além da avaliação de carcaças por ultrassonografia. “Nós sempre acreditamos em avaliação, acreditamos no Promebo, e usamos isso como uma ferramenta de trabalho no nosso dia a dia”. De acordo com o criador, essa é a maior premiação que um criatório pode receber, pois avalia todo um conjunto de trabalho da propriedade.

Logo em seguida da Rio da Paz, sagrou-se a Cabanha Santa Nélia, de Clóvis Teixeira Gonçalves da Silva, de Jaguarão (RS). O terceiro lugar ficou com a Cabanha Santa Joana, de Ulisses Rodrigues Amaral, de Santa Vitória do Palmar (RS) e o quarto lugar com a VPJ Pecuária, de Valdomiro Poliselli Júnior, de Jaguariúna (SP). Em quinta colocação ficou a Fazenda Três Meninas, de Agassis Linhares Neto, de Cascavel (PR). “A diferença de pontuação entre os criatórios foi pequena”, afirma Pivato.

O mérito é dividido em critérios eliminatórios e de pontuação. Depois de ter passado da primeira etapa, que leva em consideração critérios como o número mínimo de safras avaliadas no Promebo, os criatórios passam por uma série de análises de atributos pelos quais são pontuados. Ao todo, 26 rebanhos foram listados em 2021. O que, para o presidente da Associação Brasileira de Angus, Nivaldo Dzyekanski, representa que os pecuaristas estão cada vez mais atentos ao melhoramento genético em seus planteis. “O mérito genético vem no sentido de reconhecer os criadores que estão buscando selecionar seus exemplares, o que fomenta o avanço da genômica no país”.

Representante da Progen, parceira da Angus na iniciativa, Fábio Barreto, destaca a importância de o prêmio não evidenciar apenas um indivíduo ou uma determinada característica, mas sim um conjunto de atributos e a utilização do melhoramento genético dentro das propriedades. “Ele premia realmente as propriedades que estão focadas na utilização do melhoramento genético como uma ferramenta dentro da sua propriedade, ofertando isso também para os seus clientes”.

Fonte: ANGUS (07/12/21)  

Maisnotícias

  • Gente Brangus: Evanil Pires, da ST Repro

    Genética, Informação | 21 de Janeiro de 2022
    Está disponível o quarto episódio do “Gente Brangus”!

    O convidado deste episódio é o Evanil Pires, da ST Repro, que nos conta como iniciou o seu trabalho com a raça Brangus. Confira o depoimento dele.

    GENTE BRANGUS

    Trata-se de um espaço criado para que personalidades da raça, como criadores, técnicos, peões, r...
  • Fala Angus #78 - Edio Sander, Presidente CooperAliança

    Carne, Informação, Mercado | 21 de Janeiro de 2022
    Foto: Radio Sul.net
    Neste #FALAANGUS, o Sr. Edio Sander, presidente da CooperAliança, irá contar a história da cooperativa, que se destaca como exemplo de cooperativismo no país, seu número de associados, áreas de atuação, e como veio a ideia de ter uma indústria própria. Assim como, a parceria com a Angus e a importância para a ...
  • Sabor favorável: criadores de Red Angus adicionam potencial de marmoreio

    Informação | 21 de Janeiro de 2022
    Foto: Divulgação/Assessoria
    por Tom Brink, CEO, Red Angus Association of America 

    Os criadores de Red Angus continuam aumentando o potencial de marmoreio, o que demonstra o quanto estão atentos aos sinais emanados dos mercados de carne bovina e de gado. O marmoreio é uma característica economicamente relevante. As classificações das indústr...
  • Embrapa em Ação mostra potencial do Pampa para produzir alimentos de forma sustentável

    Genética, Informação | 20 de Janeiro de 2022
    Foto: Canal Rural
    O Giro do Boi de sexta, dia 14, levou ao ar o primeiro episódio da nova série especial Embrapa em Ação. Desta vez, as gravações ocorreram na sede da Embrapa Pecuária Sul, em Bagé, na Campanha gaúcha, no coração do Pampa.

    Conforme destacou o chefe geral da Embrapa Pecuária Sul, Fernando Cardoso, as riquezas nat...
  • ANC: Registro cresce 13% e confirma expansão da pecuária

    Genética, Informação | 20 de Janeiro de 2022
    Foto: Associação Nacional de Criadores
    Alinhados com a expansão e a valorização da pecuária na economia brasileira, os registros de animais de raça aumentaram 13% em 2021. O crescimento resulta do cadastro de 72.667 exemplares ao longo do ano passado frente aos 64.271 animais de 2020, ano que também apresentou alta. Os dados constam do banco da Associa...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais