Cadastre-se no site

Cadastre-se e fique informado em primeira mão sobre os principais acontecimentos da Assessoria Agropecuária
Porto Alegre, 12/04/2024

Redes sociais

Agendade eventos

Últimasnotícias

EUA: Senado vota pela proibição da carne bovina do Paraguai

Carne, Informação | 25 de Março de 2024

EUA: Senado vota pela proibição da carne bovina do Paraguai

Foto: Beef Magazine

O projeto agora segue para apreciação da Câmara.


Numa rara demonstração de consenso bipartidário, o Senado aprovou facilmente uma resolução na quinta-feira para anular a regra do USDA que permite as importações de carne in natura paraguaia. A resolução agora segue para a Câmara para apreciação.


Em novembro passado, o Serviço de Inspeção Sanitária Animal e Vegetal do USDA finalizou uma regra que permite a importação de carne bovina do Paraguai. A nova regra só permite importações caso não tenha sido diagnosticada febre aftosa na região exportadora no último ano. A carne bovina também deve ser originária de uma área onde a doença não tenha sido detectada durante a vida de um animal importado. Além disso, esses animais estão sujeitos a inspeção antes e depois da morte.


Embora o USDA afirme que a sua análise de risco determinou que a carne bovina do Paraguai pode ser importada com segurança, muitos no setor agropecuário não estão convencidos. Entre outras preocupações, dizem que a análise do USDA se baseou em dados falhos. Eles também acreditam que os processos de inspeção do Paraguai não atendem aos padrões dos EUA.


Essas preocupações chamaram a atenção dos legisladores do Congresso, que iniciaram um processo conhecido como Lei de Revisão do Congresso. O processo permite-lhes anular regras promulgadas pelo presidente e pelas agências do poder executivo com uma votação por maioria simples.


Senadores Jon Tester, D- Montana, e Mike Rounds, R-S.D. introduziu a legislação do Senado. Em comentários antes da votação, Tester disse que Biden, um colega democrata, “massacrou” a decisão sobre as importações paraguaias.


“Ao cortar custos para retomar as importações de carne bovina de um país com um histórico recente de febre aftosa, a administração Biden está comprometendo nosso abastecimento de alimentos e dando aos consumidores e produtores de Montana um acordo injusto”, disse ele. “Não podemos permitir importações de carne bovina do Paraguai até que tenhamos dados que mostrem que eles atendem aos mesmos padrões elevados de saúde animal que os pecuaristas americanos”.


Os grupos que endossam a resolução incluem a National Cattlemen’s Beef Association, a United States Cattlemen’s Association, a R-CALF USA, a Livestock Marketing Association, a National Farmers Union e diversas organizações estaduais. Como esperado, a NCBA aplaudiu a votação do Senado.


“Nossos padrões de saúde animal são incomparáveis, e devemos estar vigilantes na proteção do rebanho bovino dos EUA contra doenças animais estrangeiras prejudiciais que poderiam ter um impacto devastador na agricultura dos EUA”, disse o presidente da NCBA, Marke Eisele. “O histórico de febre aftosa no Paraguai é uma grande preocupação, e qualquer pessoa que deseje negociar com os Estados Unidos deve demonstrar que pode atender aos nossos elevados padrões.”,


Não está imediatamente claro como a sempre imprevisível Câmara votará. Se os legisladores aprovarem a resolução, ela irá então para o presidente Biden para aprovação.


Biden ainda pode vetar a legislação. No entanto, a votação de 70-25 no Senado indica que eles provavelmente terão mais do que a maioria de dois terços necessária para anular um veto. Nesse cenário, o destino da resolução dependeria novamente da Câmara, que precisaria de dois terços dos seus membros para também substituir o presidente.


Fonte: Beef Magazine (22/03/24), traduzido e adaptado pela Assessoria Agropecuária.

Maisnotícias

  • Os Agronautas EP. 59 - Agricultura e Pecuária: um diálogo sobre desenvolvimento para o Pampa. Parte 2

    Informação | 07 de Abril de 2024
    Foto: Divulgação/Assessoria
    Continuamos neste tema polêmico a pedido dos nossos ouvintes, e com certeza o debate vai enriquecer a visão que vocês têm da pecuária.  Ouça aqui no Spotfy 
    Como sempre, temos dicas pra vocês:  Dica da Ana Doralina:  O podcast +Rúmen, do aluno de veterinária Bruno Barreta, nosso ouvinte e empreendedor ...
  • Exportação de carne bovina cresce 25,9% no primeiro trimestre

    Informação | 07 de Abril de 2024
    Foto: Divulgação/Assessoria
    China, Estados Unidos, Emirados Árabes e México foram os principais destinos do produto

    As exportações brasileiras de carne bovina fecharam o primeiro trimestre de 2024 com um aumento de 25,9% na comparação com o mesmo período de 2023. No total, 598.639 toneladas foram exportadas, resultando em um faturamento de ...
  • EMBRAPA: Pesquisa usa genômica para enfrentar efeitos climáticos em gado leiteiro

    Genética, Informação | 05 de Abril de 2024
    Foto: Embrapa
    O Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando (PMGG) tem se preocupado com a tolerância dos bovinos às condições do clima. Situações de muito calor afetam negativamente a produção leiteira. Por isso, os valores genômicos dos touros da raça foram preditos em função do Índice de Temperatura e Umidade...
  • Raça Devon participa da ExpoCampos 2024

    Genética | 05 de Abril de 2024
    Foto: Diego Funari Fotografia
    A raça Devon estará representada por nove exemplares, rústicos e de argola, na 17a Feira Agropecuária de Indústria e Comércio de Campos Novos, ExpoCampos 2024, que acontece de 5 a 7 de abril em Campos Novos (SC). As participantes são a Cabanha Gralha Azul, de Fraiburgo, e a Cabanha RGD, de Pinheiro Preto, ambas d...
  • Antonia Scalzilli assume a presidência do Instituto Desenvolve Pecuária

    Informação | 05 de Abril de 2024
    Foto: Instituto Desenvolve Pecuária
    A advogada e criadora das raças Angus e Brangus já atuava na defesa da pauta da segurança no campo e terá como vice-presidente Ivan Faria

    Foi em votação online com seus associados que o Instituto Desenvolve Pecuária elegeu por aclamação a nova diretoria para o triênio 2024/2027. A criadora Antonia Scalzilli e o ...

Nossosparceiros

Nossosclientes

Redes sociais